Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Jonasnuts

A escola perfeita....

....não existe, eu sei, mas gostava de encontrar uma que não fosse má de todo, para o meu filho.

Confrontada com a necessidade de encontrar essa escola, fui à procura, e encontrei muita coisa, mas nada que eu queira (ou possa) aceitar.

Assim....vejamos o que eu encontrei:
1 - Escolas que estranham uma mãe querer conhecer as instalações.
2 - Escolas que cobram mais ou menos €1000/mês (esta é a parte do não posso)
3 - Escolas que encerram às 18h00
4 - Escolas que não aceitam meninos a meio de um ciclo.
5 - Escolas que encerraram as inscrições para o ano lectivo 2006/2007 em Outubro de 2005.

Procurei oficiais e particulares, perto e menos perto da zona onde moro. Acho que a maioria dos pais que se importa e que se preocupa acaba por ser obrigado a desistir, não deve haver muita gente com capacidade de resistência para lutar, sozinho, contra o sistema, já para não falar do tempo que se perde (em telefonemas, visitas, reuniões e afins).

Há quem defenda a teoria de que sou exigente demais, e que sou demasiado controladora, e que exijo demais, demasiada informação, eu acho que apenas quero o melhor para o meu filho. Não acho que seja pedir demais. Eu só quero o que é melhor para o meu filho. Não o que querem todos os pais?

Procura-se...

com urgência. Colégio/Escola, 1º ciclo (pode ter mais), que aceite inscrições a meio do primeiro ciclo (do 2º para o 3º ano), na zona de Belém, Paço de Arcos, Carcavelos, e assim (público ou privado, é indiferente).

Pede-se: ensino de qualidade, instalações adequadas, espaços exteriores e interiores arejados, actividades extra curriculares, boas referências baseadas em experiência.

Factores preferenciais: Ter associação de pais, ter site actualizado.

Oferece-se: Mãe cumpridora (paga a tempo e horas), exigente e participativa (vai às reuniões e às festas e a todas as efemérides).

Oferece-se ainda um aluno normalíssimo, com os defeitos e virtudes de qualquer criança desta idade (7 anos), mas lindo de morrer.

Alguém conhece?
Como é que os pais deste país escolhem escolas primárias para os seus filhos?
Por ouvir dizer?
Porque a escola não tem mau aspecto?

Traumatizada por uma experiência (a decorrer) que não foi propriamente a ideal quero mudar o meu filho de escola, mas não me aparecem alternativas.

Sugestões?

Ainda o trânsito

Post politicamente incorrecto, mas insuspeito.

Para que fique claro. Sou mulher, adoro conduzir e conduzo bem.

Acredito piamente que as mulheres têm menos acidentes que os os homens (enquanto condutoras).

Não admira.......andam entre a primeira e a segunda, muito de vez em quando lá metem uma terceira, mas só se forem verdadeiramente radicais. Travam à mínima alteração que se lhes apresente (e como sabemos o trânsito, para fluir tem de se alterar, é nisso que consiste, no movimento).

Senhores deste país, façam as duas estatísticas que faltam: - Mais importante do que saber quantos acidentes têm as mulheres condutoras deste país, é saber quantos acidentes SÃO PROVOCADOS pelas mulheres deste país, com a sua lentidão e com a sua fobia histérica a qualquer coisa que se mexa. - Falta também medir o número de vezes que um carro conduzido por uma mulher muda de pastilhas de travão (e já agora de disco de embraiagem), comparando a mesma medição mas para carros conduzidos por homens.

Eu sei, as generalizações são perigosas, mas quando ando de carro (seja a conduzir seja como pendura) e vejo um disparate à minha frente, consigo determinar se se trata de um condutor ou de uma condutora, e acerto em 95% das vezes.

Há outros grupos de infractores típicos, os taxistas já são um clássico, as pessoas mais velhas, etc, etc, etc.

Não me venham com tretas de que é igual, e que as mulheres conduzem como os homens (e vice-versa) porque não é verdade. Há infracções tipicamente femininas e infracções tipicamente masculinas, e a mim, confesso que me incomodam mais as femininas. Lames!

Solução para os problemas de trânsito

Eu tenho a solução.
A sério.
Tenho a certeza absoluta de que resultaria, embora dependa de vários factores de difícil gestão.

Então aqui vai:

Constituam-se várias equipas de duas pessoas. Um condutor e um pendura (de preferência o pendura tem pontaria).

Estas equipas têm de ser constituídas por pessoas idóneas e justas (eu sou desde já voluntária).

O condutor limita-se a conduzir, tal como habitualmente, pelo percurso pré-definido, em hora de ponta, embora possa também funcionar como olheiro consultor.

 O pendura, tem uma espingarda de paintball e a janela aberta - no Inverno é mais complicado.

Tem também carta branca para atirar um splash cor-de-rosa fluorescente para qualquer carro que transgrida (quer esteja parado em 2ª fila quer a transgressão seja feito em movimento).

Os polícias apenas teriam de encontrar os carros com splash e aplicar-lhes multas no valor mínimo de €100.

Caso o carro tivesse 2 Splashs, passaria a € 200, e etc, etc, etc. O número de tiros variaria consoante a gravidade da infracção.

Numa primeira fase, seria este o plano. Numa segunda fase poderia passar a abranger peões (como alvos, não como atiradores).

Pessoas que atravessam fora das passadeiras, pessoas que atravessam nas passadeiras mas na diagonal, ou que atravessam demasiado lentamente, coisas assim.

Garanto que em 15 dias o volume de trânsito nas artérias onde fosse activado este plano, diminuiria drasticamente.

Esta coisa ocorreu-me há bastante tempo, mas a sua eficácia e exequibilidade tem vindo a ser confirmada diariamente, nas minhas viagens como pendura.

Eu sou voluntária, alguém quer lançar um abaixo assinado?

A diferença está no verbo.

Literalmente.

Quando me dizem "eu quero" (ou "eu não quero"), fico logo de pé atrás.

Fruto provavelmente da resposta invariável dos meus pais, quando a expressão em causa saía da minha boca: "Tu não queres, tu gostavas".

Talvez por esta falha na minha educação (eu chamo-lhe boa educação, haverá quem lhe chame falha), tenho muitas, enormes, quase intransponíveis dificuldades em ouvir um "Eu quero que tu faças isto".

E as minhas dificuldades residem ao nível do rótulo.

Caramelo (ou caramela) que me diga "Eu quero isto", fica logo arrumadinho na prateleira que tenho exclusivamente destinada aos idiotas com um ego maior que o talento.

Meus senhores (e senhoras), ninguém quer nada, gostavam já agora, por favor; que a boa educação é bonita, eu gosto, e até já tenho idade para a exigir.

O que é que os fará mudar?

Não é segredo para ninguém que estamos a melhorar a nossa plataforma de Blogs.

Está prometido, e é preciso. Mas a minha pergunta, agora que me preparo para começar a escrever textos, FAQs, tutoriais e afins, é outra.

O que é que pode levar o autor de um Blog a transferi-lo para o SAPO?

O Blog já existe há bastante tempo, provavelmente no Blogspot, toda a gente já conhece o endereço, já está tudo configurado nos leitores de RSS, aquilo é fácil de usar e não preciso de mais coisas.

Porquê mudar?
Ocorrem-me várias respostas, mas não posso dá-las ainda, além disso, eu queria a resposta de pessoas normais e reais, e não as que saem da minha cabeça, completamente suspeita, por estar a fazer aquilo que estou a fazer.

Portanto......blogueiros e blogueiras desse mundo, respondam à minha pergunta:

O que é que vos faria mudar de plataforma de Blog?
O que é que vos faria mudar para os Blogs do SAPO (os novos)?
O que é que a malta precisa de fazer? Respondam agora, é a altura certa :)

Mais um Blog

Na coluna ali do lado há mais um Blog, o da Susana Teodoro.
Apesar de já estar na lista, aqui fica a referência, à semelhança do que faço para qualquer nova entrada. Este é um dos que vão mudar-se para o SAPO quando chegar a altura certa :)
 
Update (30/04/16): A Susana privatizou o blog, pelo que o link morreu.

Um mero exemplo - o meu iTunes

Na semana passada, o top das músicas que ouvi foi o seguinte:
1 - Queen
2 - Chico Buarque
3 - Green Day
4 - Frank Sinatra
5 - Sting
6 - Trovante
7 - The Beatles
8 - Flying Pickets
9 - Jorge Palma
10 - Kate Bush


O Frank Sinatra deve estar a dar voltas na cova, por se ver ao lado de gajos como os Green Day que, em compensação, se tivessem conhecimento disto, pensariam de imediato em meter qualquer substância menos lícita no organismo, por se verem ao lado de Sting e Kate Bush.

Só tenho pena que a Barbra não tenha entrado neste top, seria pérola das pérolas :)

Aniversários do mês

Como ninguém olha para a lista de aniversários (e ninguém vem cá todos os dias) decidi que a cada dia 1, vou listar os aniversariantes do mês.

Assim, e começando com Janeiro que já teve aniversariantes, aqui estão os aniversários que temos de nos lembrar este mês:

Rita Serrano - 03/01
António Carvalho - 04/01
Ana Barrela - 06/01
Célia Marques - 07/01
Helena Soeiro - 08/01
Teresa Barros - 25/01

Pág. 1/2

Pesquisar

No twitter


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D