Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





subscrever feeds


Arquivo



Agremiada, agregada, asteriscada

por jonasnuts, em 29.03.07
 Mas só semi.

Por razões obscuras, que nem sequer eu consigo descortinar, acharam no Asterisco que o meu Blog preenchia os requisitos para pertencer ao P*

Eu discordei, e respondi que os temas que habitualmente trato no meu Blog são pouco geeks (eu não sou geek, eu sou uma pessoa normal). Mas, quando eu perguntei, responderam que nem só de geekiness se faz o P* e que "alguns" dos meus posts podiam ser interessantes, para aquele universo (que palavra apropriada).

Assim, parece que fui semi-agregada, ou semi-enredada, para pegar numa palavra tão cara à "blogosfera" nos dias que correm.

Passam alguns posts, mas, haja Deus, não passam todos :)

Obviamente vou continuar a escrever o que costumo escrever por aqui, e vou continuar a falar do meu puto, e do Benfica e do meu mau-feitio, e, uma vez por outra, lá há-de vir ao de cimo a geek que há em mim (e a geek que há em mim, existe apenas por osmose).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Público

por jonasnuts, em 27.03.07
Há pouco, por causa da (incorrecta) notícia sobre o lançamento de um novo agregador de Blogs, deixei um comentário à notícia, no Público.

Eles avisam que, não sendo assinante, o meu comentário aguardará moderação. Acho legítimo.

O que já não acho legítimo, é que num jornal com uma versão online que se quer próxima do instantâneo, a moderação não seja relativamente rápida, podendo mesmo considerar-se lenta.

Já lá deixei um comentário, a corrigir a notícia, e a dar indicação de pelo menos 2 planetas já existentes, há mais de 1 hora, e até agora, nada.

Será por causa do conteúdo?
Se fosse um comentário a dizer "adorei a notícia" já estaria online?

A história de toda a gente querer criar e incentivar as comunidades e depois não as saberem gerir há-de dar um post, um dia destes e, believe me...........  eu sei falar deste tema (mas preferia não saber).

UPDATE: O Público publicou o meu comentário, cerca de 2 horas depois deste ter sido deixado. Parece-me demais. Não alteraram quase nada, à excepção do título, que era: "Primeira?" Já agora, a forma como os comentários podem ser lidos (têm de se clicar em "ver comentários" não ficam de imediato disponíveis a seguir à notícia..... pronto....está mal).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pela mesma razão que não faço um post sobre "A bela e o mestre"

Não devemos dar importância e sobretudo relevância a temas que não a merecem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O futuro de ontem

por jonasnuts, em 24.03.07
Ando aqui às voltas, à procura de inspiração para uma aula que vou dar na 2ª feira, que foi antecipada em cerca de 30 dias :)

Vou dar uma aulas a alunos do mestrado em comunicação cultura e tecnologia, no ISCTE, e o tema que foi proposto foi:
Como é que as novas tecnologias afectam/afectaram a comunicação (no sentido lato).

Lembro-me das aulas, quando era aluna, e sei do que gostava e do que não gostava, e sempre que dou uma aula, tento que ela seja interessante, divertida e descontraída. Acho que vou começar com um vídeo em que tropecei há pouco, aqui (sim, eu acompanho a concorrência:).

Acho que é uma bela forma de começar.



Autoria e outros dados (tags, etc)

Dias de rádio.

por jonasnuts, em 24.03.07
A rádio sempre teve uma importância grande, na minha vida.
Desde miúda que sempre lá em casa a primeira coisa que se fazia logo de manhã, era ligar a aparelhagem. Enquanto a malta se arranjava, íamos ouvindo rádio. Mesmo aos fins-de-semana, a rádio estava quase sempre ligada.

O hábito foi-se perdendo. Hoje em dia, há várias manhãs, cá em casa, e a primeira manhã (a minha) tem de ser silenciosa, para que o 2º turno não acorde antes de tempo.

Mas, assim que chego ao carro, ligo o rádio. E se não o fizer de imediato, o meu puto apressa-me logo. O meu puto tem 8 anos.

Hoje, vínhamos para casa. Estávamos no carro.

- Ó mãe, não desligues que eu quero ouvir isto até ao fim.
- Mas podes ouvir isso em casa.
- *
- Em casa também há rádio.
- E nós podemos ouvir rádio em casa mãe?
- Sim, até tens um rádio no teu quarto.

Esquisito não?
O puto nem sabia que se podia ouvir rádio, fora do carro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ir às compras, sem sair de casa.

por jonasnuts, em 24.03.07
Não sou uma mulher típica. Não gosto de ir às compras. Detesto experimentar roupa. Não gosto de jóias. Ando com a mesma mala e com a mesma carteira há mais de 2 anos. Gosto de sapatos, mas prefiro os ténis.

Mas gosto de gadgets, e gosto de tecnologia, acima de tudo gosto do tempo que a tecnologia me rende.

Eu explico. Por motivos que não interessa aprofundar vi-me na necessidade de comprar um carro. Procurei online. Experimentei um, mas não era bem aquilo, e cheguei à conclusão que era um investimento mais inteligente comprar um carro novo (saía pouco mais caro do que comprar um em segunda mão, em condições).

Ora, o carro que eu escolhi (embora haja dúvidas aqui em casa sobre se de facto podemos aplicar o termo carro) foi um Smart ForTwo. O Smart ForTwo ainda não tinha saído, pelo que só o podia ver no catálogo, novamente online.

O concessionário que contactei pediu-me uma série de documentos, para aprovar o crédito (julgavam que era a pronto, não?).

Declaração de IRS. Fui buscar ao site das Declarações Electrónicas
Recibos dos últimos 3 ordenados. Fui buscar ao site do colaborador.
Extracto + NIB + Comprovativo de morada. Fui ao site do meu banco.
BI + NIF. Digitalizei.
Sinal de reserva. Fiz a transferência para a conta do concessionário. Recolhi o comprovativo da transferência.

Peguei nesta documentação e enviei, para o endereço de mail que me tinha sido indicado.

Na "volta do correio" tinha a informação de que o meu processo de crédito tinha sido aprovado, que o carro já estava em Portugal, e a data prevista em que terei, de facto, de me deslocar ao stand, para ir buscar o meu carro novo.

Basicamente, comprei um carro sem quase ter saído de casa :)

Sim, eu sei, só uma mulher faria isto, comprar um carro sem ter inspeccionado, e testado, e experimentado. Mas.....convenhamos, não se trata de um carro a sério, certo?

Autoria e outros dados (tags, etc)

O preço da panqueca

por jonasnuts, em 23.03.07
Isto é o tipo de coisa que me faz rir até às lágrimas.


Autoria e outros dados (tags, etc)

Estou farta deste template

por jonasnuts, em 22.03.07
Parece que ando farta de templates.

Primeiro foi o Blog dos Blogs, fartei-me do verde, a equipa já está a trabalhar noutro layout.

Agora é este........fartei-me.

Como não posso pôr a equipa a trabalhar neste, resta-me ser eu a tratar-lhe da saúde.

Casa de ferreiro espeto de pau, cheira-me que vou ter de manter este template até ter tempo para lhe dedicar algum tempo. Tempo, aquela coisa que não abunda :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mudem-lhe o nome...já.

por jonasnuts, em 22.03.07
Mika.
Que raio de nome.

Só o nome quase me fez não ouvir a música. Afinal de contas, Mika é nome de gaja pimba, com música digna de ser ouvida no Laboratolarilolela ou no Portal Pimba.

Mas não. Algo me fez ouvir e ver aquilo (apesar da repugnância causada pelo nome).

E não consigo explicar.....mas tem uns toques de Freddy Mercury (não lhe chegando obviamente aos calcanhares) e uns laivos de Mick Jagger (de quem não sou muito fã mas a quem reconheço um je ne sais quois).

Ainda não ouvi o álbum todo, mas vou ouvir. Pode ser que seja mais que um rasgo de sorte de principiante.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cadê o dono?

por jonasnuts, em 22.03.07
Quatro rotweillers matam mulher na rua, era o título de muitos jornais, hoje.

Os 4 cães, em circunstâncias ainda por apurar, mataram de facto uma pessoa.

No fim do dia, ouvi na rádio que os criminosos já tinham sido executados.

Tendo em conta que defendo, desde sempre, que os cães (salvo casos clínicos raros) são um reflexo da personalidade dos seus donos, espero que dêem ao dono dos cães o mesmo tratamento exemplar que se apressaram a dar aos autores materiais do crime. Execução rápida, sem direito a julgamento.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Pág. 1/2





subscrever feeds


Arquivo