Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





subscrever feeds


Arquivo



Os motards, esses vândalos

por jonasnuts, em 27.09.11

Tenho mais de 20 anos de carta de condução. Mais importante, são mais de 20 anos em que conduzo diariamente. Já tenho muita auto-estrada atrás de um volante, e percursos urbanos idem.

 

Gosto de conduzir, e conduzo bem.

 

Não sou ceguinha e, portanto sei, como sabe qualquer pessoa com 3 dedos de testa e que conduza, que a maioria das mulheres tem tiques universais de condução que colidem com o sistema nervoso de qualquer condutor mais afoito. Tudo isto só para explicar que, sendo gaja, e condutora, não padeço, felizmente, do mal que assola a grande maioria das mulheres condutoras, portanto, não acho que a estrada seja toda minha, não acho que os retrovisores sirvam para retocar a maquilhagem, e não acho que o mundo inteiro está às nossas ordens, e tem de viver e andar ao nosso (lento, arrastadíssimo) ritmo.

 

Ora, que a maioria das mulheres conduz que é uma merda (deixemo-nos de politicamente correctos) é uma verdade universal, há epítetos semelhantes para os taxistas (a um nível diferente), para os velhotes, e para mais uma ou duas categorias de condutores. E são daquelas verdades que ninguém, com dois dedos de testa, contesta, lá está.

 

No entanto, há uma afirmação comum que me encanita. É a do título do post. Não é raro ouvir-se que os gajos das motas são uns vândalos, umas avantesmas, uns aceleras, uns resvés campo de ourique, mal encarados, razias, mal educados. Enfim, a escória dos condutores.

 

E isto, meus senhores, a minha experiência não confirma. Muito pelo contrário.

 

Se cedemos passagem a um condutor, em 90% dos casos as motas agradecem, em 90% dos casos os carros estão-se cagando. As motas (e sim, eu que são as motos) são confrontadas (literalmente) com os piores condutores do mundo (mudança de faixa, de repente, sem sinalização e sem verem se lá vem alguém), e mesmo assim...... acho que nunca vi uma mota passar-se dos carretos.

 

Pedem desculpa quando erram, agradecem quando devem, são cordiais, facilitam, são mais solidários (entre si, evidentemente, era o que mais faltava), pelo que não percebo de onde é que vem a ideia de que os condutores de motas são uns vândalos.

 

A sério..... o trânsito (pelo menos em Portugal) seria tão mais fácil, se houvesse mais motas. E não digo isto por causa da ausência de carros. Os condutores de motas são, genericamente falando, uns senhores.

Autoria e outros dados (tags, etc)

11/09

por jonasnuts, em 11.09.11

Por acaso, não acho que tenham sido aqueles atentados que mudaram o mundo.

 

O que mudou o mundo foi o facto de termos assistido a tudo aquilo, em tempo real e em directo.

 

E sim, mesmo quase a vomitar com tanta repetição das imagens, como uma viciada, não consigo afastar os olhos. E arrepio-me. Sempre.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não conheças as pessoas de quem gostas

por jonasnuts, em 07.09.11

Eu já sabia mas, burra, armei-me em esperta.

 

É um artista português, cuja carreira acompanho, com muito gosto, há muitos anos. Já vi catrefadas de espectáculos ao vivo. Conheço de cor muitas das suas músicas. Algumas são, ou foram noutros momentos da minha vida, hinos. Tenho a discografia completa.

 

E é inevitável que o convívio (unilateral, bem sei) se transforme em intimidade. São muitas coisas partilhadas do lado de lá para o lado de cá. Às tantas, achamos que fazem parte do nosso círculo de amigos. É natural que lhes atribuamos as características mais puras, as que captamos nos poemas que escrevem. Mas a verdade..... é que não funciona assim.

 

E depois é sempre a mesma merda....... em 30 segundos desmancha-se uma imagem afectiva que foi construída e alimentada durante mais de 35 anos.

 

E podem dizer-me, mas em 30 segundos o gajo não teve qualquer possibilidade de corresponder às tuas expectativas. Pois não, mas não precisamos de mais do que 10 segundos para avaliar o valor dum sorriso, ou de um gesto, ou duma atitude, pois não?

 

Se calhar estou enganada. Espero estar enganada.

 

Mas soube-me a (muito) pouco.

Autoria e outros dados (tags, etc)





subscrever feeds


Arquivo