Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





subscrever feeds


Arquivo



Punk rock?

por jonasnuts, em 25.11.06

A ideia veio daqui. A mãe-galinha é toda ela Eva, Natureza, Graça.......eu? Punk Rock Mommy.



What kind of a freaky mother are you?


You're a punk rock mommy! DIY is probably your motto, because you're a punk mama at heart. Your kids are getting your independent spirit and guts, and learning to solve problems themselves. You love it when they show their independence, even when it's breaking your heart.
Take this quiz!

Quizilla | Join | Make A Quiz | More Quizzes | Grab Code

Autoria e outros dados (tags, etc)

Protesto

por jonasnuts, em 17.11.06
Por motivos profissionais, sou obrigada a estar, durante todo o dia de hoje, em instalações sanitárias, no lado errado da 2ª circular.

Já antes tinha sido convidada para esta casa de banho, a título pessoal, e tinha recusado. O meu profissionalismo não me permite recusar convites para estar aqui, mas, convicta, trago ao pescoço um cachecol do Glorioso :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coro de Natal

por jonasnuts, em 16.11.06
É compridote (8 minutos e meio), e o último minuto e meio está a mais, mas recomendo vivamente.

Concordo principalmente com as frases "O Natal todos os anos começa mais cedo" e "bullshitters dão-se demasiado bem na vida", mas há outras pérolas, e se prestarem atenção, as pessoas focadas não são, muitas vezes, alheias ao contexto da letra :)

É um coro, e chegou-me via Messenger do  Macaco



Autoria e outros dados (tags, etc)

Não se esqueça da escova de dentes

por jonasnuts, em 15.11.06
Depois do sucesso do meu último post, que resultou num único (e muito apreciado) comentário, e em muitas palmadinhas nas costas, resolvi lançar mais uma ideia que me ocorreu também há relativamente pouco tempo, e que tem a ver com formação.

Em todas as avaliações, projecções e balanços anuais, o tópico "formação dos colaboradores" é sempre um tema ao qual é dada muita importância, como sendo um aspecto valorizado quer pela empresa quer pelo colaborador.

A verdade é que, em 6 anos que levo como trabalhadora desta empresa, já sugeri, por diversas vezes, a minha participação em conferências, workshops, simpósios, cursos e afins e, de todas as vezes, ou não recebi qualquer resposta, ou a resposta foi negativa.

Estas duas verdades pareciam-me contraditórias, e decidi aprofundar a questão. O que é que leva uma empresa a NÃO querer que os seus quadros ganhem mais conhecimentos numa área de negócio importante?

O problema é a percepção. Como não há forma de quantificar directamente quais as mais valias da presença de um colaborador numa determinada conferência, parte-se do princípio de que é apenas uma mais valia pessoal.

Parte-se também do princípio que, para o colaborador, ir uns dias para uma cidade estrangeira, participar numa conferência, funciona como umas férias e portanto, as deslocações a acções de formação funcionam como uma espécie de prémio, uma benesse que a empresa decide dar a alguns colaboradores, sem tirar daí qualquer partido ou benefício.

E estão TÃO errados. Grande parte dos projectos relevantes efectuados em 2005 e 2006 pela empresa foram o fruto directo da presença de 3 pessoas da equipa (técnica) na ETech de 2005. Não só por causa dos contactos que estabeleceram, e do conhecimento que adquiriram, mas também porque puderam avaliar as tendências, ver o que os principais dealers mundiais estavam a fazer, nas suas áreas, e antecipar esse movimento, acompanhando-o.

Somos a empresa líder de mercado na Internet, temos a marca mais reconhecida do mercado, e temos de inovar. Para inovar, temos de conhecer as coisas na sua origem e não apenas quando são lançadas pela concorrência. A nossa concorrência não é nacional. Temos de ir aos mesmos eventos, participar nos mesmos workshops, intervir nas mesmas conferências, partilhar informações.

Assim de repente, sei de 3 conferências onde seria interessante e importante estarmos presentes.
(LeWeb3 - Paris Dezembro, The Future of Web Apps - Londres, Fevereiro e a mãe de todas as conferências desta área, onde deveriam ir pessoas de várias equipas, a ETech - San Diego, Março).

Valerá a pena propor, mais uma vez, a minha/nossa presença em algum destes 3 eventos, ou vão apenas achar que quero umas férias para descontrair?

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Herança

por jonasnuts, em 13.11.06
Acho que isto é o primeiro post meio sério deste Blog.
Devem ser influências de andar a ler Blogs sérios.

Trabalho há uns anos na mesma empresa, e só agora me apercebi disto, só agora realizei a coisa.

No decorrer da nossa vida profissional é natural, e por vezes até desejável, que as administrações mudem.

Para além de terem de conhecer uma série de novos negócios e serviços e produtos, as novas administrações herdam obrigatoriamente uma equipa. Podem conhecer uma ou duas pessoas, mas na maioria, conhecem-nas superficialmente, por já terem frequentado as mesmas reuniões, pontualmente. Na essência, não conhecem a equipa que estão a gerir, a equipa que têm de motivar a manter unida e a trabalhar na mesma direcção.

Partem então de um pressuposto, que sendo natural, nem sempre é correcto. Confiam na perspicácia e competência na escolha de "recursos humanos" da administração a que sucedem.

O raciocínio é "se estes senhores foram escolhidos pelos meus predecessores para ocupar estes lugares na estrutura, é porque são as pessoas certas para fazerem este trabalho., devem ter a competência, a experiência e o know-how neste negócio". 

De referir que, muitas vezes, as novas administrações não dominam uma determinada área de negócio, tendo de confiar nas chefias identificadas pelos senhores anteriores, para serem aconselhados sobre direcções a tomar, projectos a fazer, prioridades a definir.

O problema é o pressuposto.

Já passei por algumas administrações (ou elas passaram por mim), e de todas as vezes vi-as a seguirem a mesma direcção, a assentar toda a sua gestão no mesmo pressuposto. À vezes funciona, às vezes....nem tanto.

Qual é o resultado, quando não funciona? Vemos uma área de negócio a ser gerida por pessoas que ainda não tiveram tempo para ganhar experiência e que (ingenuamente?) baseiam as suas decisões na competência de quem, muitas vezes, não tem essa competência, apenas teve a "sorte" de estar no sítio certo, na altura certa, e ter a a enorme desfaçatez de agir como se fossem as pessoas certas. E não são.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Maria Lua

por jonasnuts, em 13.11.06
Eu costumava ver um Blog.

Primeiro era o soldelondres.blogspot.com , depois mudou-se para www.marialua.com , e depois disso, manteve o endereço, mas passou a ser password restricted .

Enviei um mail à Maria Lua, e recebi resposta pronta, com username e password . E lá fui continuando a ser leitora assídua.

Um dia, a Maria Lua deixou de escrever. Os comentários ao seu último post começaram a avolumar-se, de preocupações e afins.

E depois.....deixou de existir.

Deixou de existir o marialua.com , o soldelondres.blogspot.com , e endereço de mail .

Tal como tive oportunidade de dizer nos comentários do entretanto (auto?) extinto Blog, e no mail que veio devolvido.....eu só queria saber que está tudo bem.

Isto porque, apesar da Maria Lua poder passar por mim na rua, que eu não a reconheceria, o que é facto, é que quando lemos um Blog de alguém que fala da sua vida privada, "afeiçoamo-nos" de alguma forma. Quer dizer, eu não sou amiga da Maria Lua, mas também não me é completamente estranha.

Portanto, não se dão alvíssaras, mas agradece-se muitíssimo alguma notícia de "está tudo bem", acerca da Maria Lua. Assim como assim, gostava de deixar de olhar para os jornais à procura de notícias sórdidas e preocupantes que possam estar relacionadas com este desaparecimento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foto do evento

por jonasnuts, em 10.11.06



Isto é mais um teste, e somos nós no Algarve.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Estou em Vilamoura

por jonasnuts, em 10.11.06

E isto é um teste.

Mas, na realidade, eu estou mesmo em Vilamoura.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Caburros

por jonasnuts, em 09.11.06
Passou-me hoje pelas mãos uma folha de papel, que tinha impressa uma mensagem de mail recebida por uma colega.

Era um daqueles apelos que surgem frequentemente nos mails, e que, normalmente, ignoro. Mas, este era do IPO, que me toca mais directamente por razões que agora não interessa aprofundar.

Como não gosto de veicular informação falsa (e todos sabemos que há imensos mails destes que são falsos), toca de telefonar para o número de telefone disponibilizado no mail. Não existe.

Hum...! Ok, vamos ao site do IPO, para ver se lá está alguma coisa. Nada. E quando eu digo nada, é nada mesmo. Quer dizer, está uma mensagem, a dizer que estão em manutenção e  que serão breves. Os links vão ter a páginas que não existem, e aquilo é de uma pobreza franciscana.

Mas o que raio é que passará pela cabeça do Ministério da Saúde, para não usar uma ferramenta como a Internet, e colocá-la ao serviço dos Hospitais e, portanto, da população em geral?

Caburros .


Já agora, telefonei para o número certo, e no IPO agradecem, mas esta campanha tem 1 ano, e já lá têm coisas a mais :)
Óptimo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dúvidas existenciais

por jonasnuts, em 08.11.06
Este Blog começa a parecer um help-Blog (novo conceito, inventado mesmo agora), tendo em conta que os últimos posts são sempre pedidos de ajuda (o leitor de feeds de RSS , o 007, etc.), a este post não vai fugir à recentemente criada tradição.

Há uma dúvida que me assalta o espírito há uns anos valentes, aliás, há várias dúvidas que me assaltam os espírito há uns anos, e amontoam-se, são cada vez mais.

Pelos vistos não sou a única pessoa com dúvidas existenciais, como pude comprovar quando descobri este Blog (não, com muita pena minha, não está no SAPO).

Por isso, e inspirada pelo Perguntar não Ofende deixo aqui uma questão, mas gostava mesmo de respostas conclusivas.

Porque é que alguns homens mandam bordar o seu nome (ou as iniciais do seu nome) nas camisas? Quer dizer, eu tenho um filho que anda numa escola que tem uniforme, e entendo a necessidade de identificar a roupa, já que usam todos roupa igual. Mas marco nas etiquetas disponíveis para o efeito. Não escarrapacho com as iniciais do puto na parte de fora das camisolas.

Para que é que serve o nome bordado nas camisas de homens adultos?

Alguém me sabe explicar?

Autoria e outros dados (tags, etc)


Pág. 1/2





subscrever feeds


Arquivo