Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



A escola perfeita....

por jonasnuts, em 26.01.06
....não existe, eu sei, mas gostava de encontrar uma que não fosse má de todo, para o meu filho.

Confrontada com a necessidade de encontrar essa escola, fui à procura, e encontrei muita coisa, mas nada que eu queira (ou possa) aceitar.

Assim....vejamos o que eu encontrei:
1 - Escolas que estranham uma mãe querer conhecer as instalações.
2 - Escolas que cobram mais ou menos €1000/mês (esta é a parte do não posso)
3 - Escolas que encerram às 18h00
4 - Escolas que não aceitam meninos a meio de um ciclo.
5 - Escolas que encerraram as inscrições para o ano lectivo 2006/2007 em Outubro de 2005.

Procurei oficiais e particulares, perto e menos perto da zona onde moro. Acho que a maioria dos pais que se importa e que se preocupa acaba por ser obrigado a desistir, não deve haver muita gente com capacidade de resistência para lutar, sozinho, contra o sistema, já para não falar do tempo que se perde (em telefonemas, visitas, reuniões e afins).

Há quem defenda a teoria de que sou exigente demais, e que sou demasiado controladora, e que exijo demais, demasiada informação, eu acho que apenas quero o melhor para o meu filho. Não acho que seja pedir demais. Eu só quero o que é melhor para o meu filho. Não o que querem todos os pais?

Autoria e outros dados (tags, etc)



6 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.02.2006 às 13:57

Eu não sei mas muitas das pessoas que conheço dessas bandas andaram nos salesianos (acho que não é muito longe). Não sei se são aulas do 1º ciclo. Mas presumo que já tenhas explorado essa hipótese.

Alguns dizem maravilhas, outros nem por isso...

Boa sorte na tua busca.cvalente
</a>
(mailto:cvalente@mailinator.com)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 31.01.2006 às 14:40

"Não o que querem todos os pais?"
Pelo menos é o que costumam dizer.

Na verdade os pais querem é: que a escola lhes alivie um pouco o fardo da (enorme) responsabilidade que é educar um filho (podem sempre culpar o governo), que fiquem com a criança até bem tarde para não chatear em casa e que ensine à criança aquilo que eles pensam que está certo.

Mais importante que a escola primária na minha opinião é o ensino pré-primário, erros aí podem ser catastróficos.

Desejos das maiores felicidades e sorte para o pequeno na sua luta pela sobrevivência no sistema.VC
</a>
(mailto:vc@vc.pt)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.01.2006 às 17:57

Desculpa lá informar-te, mas estamos em Portugal, eu sei que é uma pena, mas é mesmo assim. Qualquer coisa que vá mais além das reuniões de encarregados de educação, os nossos professores/educadores ainda não estão preparados, e ainda se acham os maiores e os donos de toda a razão, são tantas as histórias como aluno e como quase encarregado de educação da minha irmã. E depois ainda têem a lata de dizer que os encarregados de edu. não se preocupam com a educação dos filhos.Marco
(http://tuaregue.host.sk)
(mailto:tuaregue@gmail.com)
Sem imagem de perfil

De boo a 24.04.2006 às 20:23


"Não encontre defeitos, encontre soluções. Qualquer um sabe queixar-se."

(Henry Ford)
Imagem de perfil

De jonasnuts a 24.04.2006 às 21:34

Neste caso, a solução é sair daquela escola, porque as soluções propostas são sempre recusadas.

As escolas não são só para os filhos, são também para os pais, e a escola que o meu filho frequenta, não é para mim.
Sem imagem de perfil

De GCavaleiro a 05.07.2007 às 14:05

Pois, é muito mau ser exigente, parece que estamos a ir contra os direitos constitucionais e adquiridos dos incompententes, negligentes, e afins... Parece que só se pode ser exigente com jogadores e treinadores de futebol, o resto, quem quiser que aguente...

Comentar post






Arquivo