Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Estratégia da Segway

por jonasnuts, em 09.01.08
De acordo com algumas notícias, como por exemplo esta, o limite máximo de velocidade dentro das localidades vai baixar de 50Km/h para 30Km/h.

Das duas uma, ou é um lobby de gajas que está a propor a lei, ou é um lobby da Segway, para aumentar as vendas.

Porra, 30Km/h?
Já a cinquenta eu vou a stressar com a velocidade, quanto mais se baixam para trinta.

Autoria e outros dados (tags, etc)



15 comentários

Imagem de perfil

De Rui Alves a 09.01.2008 às 23:18

30 Km/h???????? Devem estar a gozar!!!
Assim é que passo mesmo a chegar à escola ainda mais atrasado que o costume!
Sem imagem de perfil

De dextro a 09.01.2008 às 23:23

30Km/h? mas querem que eu, que só tenho de atravessar meia Lisboa, acorde a que horas? 5 da matina? :|
Imagem de perfil

De AnaD a 09.01.2008 às 23:52

Bem agora para que lado que me viro dou de caras com esta geringonça, ainda hoje estive a discutir com uma colega qual a real possibilidade de uma segway subir a Almirante Reis comigo em cima ... ou pior (a nossa conclusão) descer ... provavelmente ia sempre em frente até ao Martim Moniz quiçá estatelar-me no lobby do hotel Mundial ...

Mas uma coisa é certa esta geringonça fascina-me ... pena que não seja viável para mim. (e maioria dos habitantes de Lisboa)


ahhh ... é verdade, sobre os 30km/h, eu não conduzo , mas acho que isso é absurdo ... 15 chegavam perfeitamente ... a serio os gajos andam a fumar umas coisas maradas não andam??? Só pode!
Imagem de perfil

De jonasnuts a 10.01.2008 às 00:34

É o máximo, a segway. E sim, subiria e desceria a almirante de reis contigo em cima. Calmamente.

Não é difícil e é muito intuitivo.

Só é pena o preço :)
Imagem de perfil

De AnaD a 11.01.2008 às 00:15

É pena o preço ... E os carros estacionados no passeio!
Sem imagem de perfil

De JoaoSimoes a 09.01.2008 às 23:55

Se a mim já me e´difícil andar a 120 na autoestrada xD
no meu caso é me impossivel andar a 30 ou vou a acelerar travar acelerar travar ou entao teem ke inventar um mudança intermedia entre a 1ª e a 2ª, porque a primeira da ate aos 20 a 2 dame ate aos 55/60 ( sem puxar)
Sem imagem de perfil

De Gonçalo Silva a 10.01.2008 às 11:54

A imposição de 30 km/h é tao absurdo como ter dúvidas entre andar na 1ª ou 2ª mudança nessa mesma velocidade.

120 km/h na autoestrada deve ser dificil porque não consegue por a 5ª. Enfim, espero nunca o encontrar no trânsito...
Sem imagem de perfil

De cpinto a 10.01.2008 às 01:24

No futuro vai ser assim vai: http://youtube.com/watch?v=RinwrhmM_-M
Imagem de perfil

De Daniela a 10.01.2008 às 12:30

De facto, andar a 30 quilómetros / hora parece-me um total absurdo e contraria o que se aprende inclusivé na escola de condução (que bem ou mal é onde uma pessoa aprende!) onde a mim me ensinaram por exemplo que 50km h é a velocidade máxima a que se pode travar com segurança sem necessidade de redução de mudanças e essa seria uma das razões pela qual era a velocidade máxima permitida dentro das localidades.

Reduzindo para 30km h não vejo os benefícios (nem acredito que hajam). Tenho é de facto alguma "pena" das pessoas que circulam de carro nas grandes metrópoles (Lisboa então nem se fala!) que já apanham com um transito infernal estando nós como estamos, quando mais com o limite de andar a 30...

Sempre quero ver se não é apenas mais uma estratégia de caça à multa... ou se os carros com matricula CD também cumprem.
Imagem de perfil

De anikin a 10.01.2008 às 20:36

Existe na verdade uma lógica para os 30 Km/h mas NÃO é de esperar que seja um limite aplicável ás avenidas de Lisboa.

Este limite é muito utilizado no Norte da Europa para zonas residenciais, onde há mais crianças a brincar na rua e a probabilidade de uma criança aparecer de repente a atravessar a rua em corrida é maior. Onde vi mais aplicação desse limite foi em zonas de vivendas e urbanizações com muitos jardins e parques. Mas nas vias principais o limite é ainda de 50 Km/h.

A lógica é que, mesmo para uma criança pequena, a taxa de sobrevivência para o choque de um atropelamento a 30 Km/h (ou seja, se se atravessar de maneira que o condutor nem tenha tempo de travar) é bastante alta, mas a partir desse limite baixa rapidamente.

A 50 Km/h já há muitas mortes (especialmente infantis) causadas logo pelo impacto. O valor não é arbitrário.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.01.2008 às 22:16

Adoro o teu mau feitio :-)
Sem imagem de perfil

De Pedro a 12.01.2008 às 13:38

"Atropelamentos. Só em 2004, de acordo com o relatório da Direcção-Geral de Viação, verificaram-se 6346 acidentes por atropelamento em todo o País. Destes, resultaram 196 mortos, 774 feridos graves e 5964 feridos ligeiros."

Fonte: dn

Acelerem mais. fica-vos bem.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 12.01.2008 às 14:12

Isso pretende ser uma forma vaga de relacionar os atropelamentos com a velocidade?

Portanto, na sua opinião, todos os atropelamentos derivam da louca velocidade nas estradas.

Continue assim que vai bem.
Sem imagem de perfil

De Edson Medina a 12.01.2008 às 19:48

Se fossem a 30km provavelmente não haveria tantas mortes, não?
Imagem de perfil

De jonasnuts a 13.01.2008 às 00:55

E se houvesse mais e melhores formas de atravessar, e se as estradas não estivessem em péssimas condições, e se os peões tivessem mais formação, e se houvesse mais sinalização e podia continuar aqui durante mais um bom bocado.

A questão é que parece que os limites de velocidade são os salvadores da pátria, e há muitos outros factores que deveriam ser considerados e que são tão ou mais importantes, e ninguém os refere.

Comentar post






Arquivo