Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



O tema não é novo - tentativa de taxar dispositivos que contenham storage - por via da lei da cópia privada.

 

Já tinha ouvido rumores, e hoje o Jornal de Negócios levanta um pouco a cortina. É uma daquelas notícias apenas para assinantes, pelo que não consigo lê-la completa.

 

Só me ocorre - here we go again.

 

Mais logo, um post com a revisão da matéria dada e recapitulação da coisa. Para quem tiver pachorra, é ver os posts que escrevi no passado sobre o tema com as tags pl118 e cópia privada.

Autoria e outros dados (tags, etc)



5 comentários

Sem imagem de perfil

De AB a 30.07.2014 às 10:52

É cíclico. É até fazerem.
Sem imagem de perfil

De Diogo Constantino a 30.07.2014 às 19:42

É cíclico, mas eles esquecem-se que nós somos mais... E enquanto alguns de nós estiverem atentos e os média cumprirem minimamente a sua função social. Não vamos deixar passar, pelo menos sem luta. Nem vamos deixar que dure muito tempo.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 30.07.2014 às 19:59

A ver vamos.

Julga-se que a proposta (que ainda não foi divulgada publicamente) vai ser apresentada amanhã em Conselho de Ministros, uma vez aí aprovada, segue para a Assembleia da República.

Não somos nós que controlamos o tempo, são eles :)
Sem imagem de perfil

De Alex a 30.07.2014 às 11:06

Mais info http://exameinformatica.sapo.pt/noticias/mercados/2014-07-30-Governo-propoe-taxas-de-15-centimos-por-GB-nos-telemoveis
Sem imagem de perfil

De Alex a 30.07.2014 às 12:52

A mentalidade típica do politico ou pseudo empresários tugas pobres em competências, é fazer batota, inventando fontes de rendimento artificiais, as chamadas taxas, subsídios, suplementos, impostos e outros nomes que querem todos dizer o mesmo, para ir ao bolso de terceiros legalmente, sem fazerem a ponta de um corno.
Ora a nível europeu, já está há muito provado que este tipo de estratégias para criar uma pseudo economia artificial em nada contribuem para a economia real. Muito pelo contrario, prejudicam a economia real, já que depois de décadas a produzir ar e vento, a UE foi presenteada com uma consequência chamada crise.

Comentar post






Arquivo