Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Cara SPA

por jonasnuts, em 19.01.12

Li, curiosa, o vosso comunicado.

 

Uma vez que me tenho manifestado bastante acerca do PL 118, que é o nome pelo qual nós, os da Internet, conhecemos a Lei da Cópia Privada, fiquei curiosa. Não em relação à mensagem que dirigem aos vossos associados, mas a um parágrafo em específico, que transcrevo:

 

"A campanha em curso contra a SPA nada tem de acidental ou inocente. É orquestrada e dirigida por quem, a diversos níveis, representa interesses que nada têm a ver com os autores, que instrumentaliza a ingenuidade e a falta de informação de um significativo número de consumidores e que visa enfraquecer a capacidade negocial e a legitimidade da estrutura que, há quase 87 anos, representa os autores portugueses."

 

Fiquei sem perceber se sou ingénua, se pouco informada.

 

Ou se faço parte da direcção da orquestra.

 

Porque será eventualmente aí que poderão ter razão, no que a mim diz respeito.

 

É verdade, eu represento os interesses de quem nada tem a ver com os autores. Os meus e, em última análise, os do meu filho menor, cujos interesses deveriam estar representados pelos deputados presentes na Assembleia da República, mas não estão.

Assim, e uma vez que o tal "amplo consenso alcançado no debate parlamentar em torno desta proposta de lei" me prejudica, e ao meu filho, eu insurjo-me, contra quem me deveria representar e defender os meus interesses, e parece estar esquecido. Reclamo dos deputados que propuseram a lei, do partido que a apoia, e das reacções de regozijo de todos os partidos políticos com assento parlamentar que, à excepção do Bloco de Esquerda que parece ter mudado de ideias, acolheram a proposta com grande entusiasmo.

 

Nada me move contra a SPA. Não sou associada, sócia ou cooperante. Portanto, nada tenho a ver com a SPA, que é uma instituição privada que deve prestar contas às pessoas, empresas e entidades que representa.

 

As vossas contas não me dizem respeito, pelo que não vo-las peço. Peço contas aos deputados.

 

Vocês defendem os vossos interesses, eu defendo os meus. Chama-se democracia e liberdade de expressão, não se chama campanha em curso que visa enfraquecer seja o que for.

 

É a Net, a Blogosfera, o Twitter, o Facebook, a liberdade de expressão.

 

Bem-vindos ao admirável mundo novo da Internet.

Autoria e outros dados (tags, etc)



6 comentários

Imagem de perfil

De Nuno a 19.01.2012 às 19:32

A sério que adorei o "nomeadamente iphones, ipods, etc". Mostra que sabem, realmente, o que querem taxar e a merda que querem fazer!
Sem imagem de perfil

De Gonçalo a 19.01.2012 às 21:12

Já enviei mensagem de protesto à entidade, para quem quiser seguir o exemplo basta irem à secção contactos que se encontra no site deles.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.01.2012 às 22:05

A SPA devia saber que essa dos "interesses ocultos" tem direitos de autor... Inventam uns interesses mas não concretizam... Este comunicado é conversa fiada (cheiro-a a milhas pois já me passaram pelas mãos muitos deste género) sem apresentar uma argumentação lógica...
A SPA está falida (ou perto disso, lembro-me de uma embrulhada com a direcçãod aquilo) e é uma coisa jurássica. Logo cria-se um imposto para sanear aquilo...
Ainda existe (penso eu, mas já não tenho a certeza) um primado do direito que diz que somos inocentes até prova em contrário...
Os próprios autores deviam perceber que a circulação de informação é-lhes muito benéfica. E isto é hostilizar o consumidor que ainda paga pelos conteúdos...
Agora atribuir uma renda à SPA ou a quem quer que seja, francamente...

Pedro
Imagem de perfil

De Pedro a 19.01.2012 às 22:22

Eu só tenho uma pergunta: já há vídeo do Hitler para acompanhar a odisseia do PL118? :P
Sem imagem de perfil

De Gilberto Pereira a 19.01.2012 às 22:29

Eu aprecio, particularmente o "uma luta que é de todos".
É fantástica esta afirmação... mas está incompleta. Devia ser "uma luta que é de todos os autores que pagam à SPA os 150,00 Euros de jóia de inscrição e que dão muita graxa à SPA para depois poderem receber alguma coisinha"

Porque a realidade dos "direitos de autor" é completamente diferente daquela que a SPA pinta...nomeadamente quanto ao facto de defenderem os direitos de autores! Mas quais autores? Quem são, para a SPA esses autores? Como é que eu, como autor de algo, comprovo no acto da compra que sou autor? Que só vou utilizar a impressora ou o cartão de memória para a máquina fotográfica para produzir material "original"? Será que a SPA me vai enviar um cheque todos os anos com a minha quota-parte dessas taxas? Mas eles nem me conhecem como autor ou como pessoa, eles nem sabem que eu existo? Assim como não sabem quantos autores, criadores, inventores e etc e tal existem em Portugal, e utilizam essas ferramentas para criar e guardar as suas criações! Onde estão os defensores dos direitos de autor para esses "incógnitos" autores? Onde?
Sem imagem de perfil

De Alex aka net shark a 20.01.2012 às 11:14

O que se passa é que a Internet aproximou os consumidores dos autores, dispensando os canais de distribuição tradicionais.
Quem estava no meio (editoras disto e daquilo), foi completamente apanhado de surpresa com as calças na mão, e não gostou.
E em vez de se tentarem adaptar ás novas realidades da sua completa inutilidade, tentam adaptar o mercado as suas necessidades tradicionais, quando isso há muito que é um monstro incontrolável.
A historia provou que apenas mercados monopolizados como por exemplo, o de acessos domésticos á Internet em Portugal, conseguem ser controlados pelos intermediários (neste caso ISPs, PT, etc).
A SPA e amigos tiveram, mas já não têm essa felicidade celestial de querer, poder e mandar.
Por isso tem que se adaptar aos novos tempos ou virar dinossauros.

Comentar post






Arquivo