Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Das obscenidades

por jonasnuts, em 12.10.10

Toda a gente que aqui passa ou que me rodeia (ou ambos os dois, evidentemente) sabe que gosto de palavrões e que os usos, em determinados contextos (ouviste filho?).

 

O Rui Costa, sabendo disso (e a propósito de um dos meus posts sobre dicionários) deixou-me o link para um vídeo fabuloso.

 

O vídeo, propriamente dito, é uma merda. A qualidade é fodida, e parece ter sido gravado de um lugar de assistência longe do palco como ó caralho, mas o conteúdo, meus senhores, o conteúdo..... Miguel Guilherme interpreta um texto de Miguel Esteves Cardoso. Não se consegue fazer melhor. Mesmo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



15 comentários

Imagem de perfil

De MissangaAzul a 12.10.2010 às 15:34

Foda-se, tá muito bom caralho!
(não resisti!)
Imagem de perfil

De jonasnuts a 12.10.2010 às 16:00

Quem te viu e quem te vê. Acho que nunca te ouvi um palavrão :)
Sem imagem de perfil

De Ana Nogueira a 12.10.2010 às 18:55

Mas não podes pôr uns asteriscos e umas exclamações tipo f***-%$. É mais elegante, menos brejeiro e toda a gente percebe!
Imagem de perfil

De jonasnuts a 12.10.2010 às 18:57

Vê o vídeo.
A sério.
Sem imagem de perfil

De Sara a 12.10.2010 às 22:16

Muito engraçado :)))

Aqui, no Porto, o uso dos palavrões é quase uma espécie de pontuação, mas não deixa de ser muito cómica a forma como  MEC e MG dão vida a essas "obscenidades" :))

Obrigada pela partilha, tenho sentido a falta de textos mais frequentes ;)
Imagem de perfil

De jonasnuts a 13.10.2010 às 08:51

Tenho andado com um bocadinho de falta de paciência para o Blog o que faz com que nada me inspire. E se não estou inspirada, escrever torna-se custoso.

Eu digo sempre aos meus fregueses que um blog deve ser uma fonte de prazer e não uma fonte de stress, por isso, quando não me apetece escrever, não escrevo :)
Imagem de perfil

De Pedro Chichorro a 13.10.2010 às 06:09

A única coisa que estraga este vídeo é a reacção do público. Riem-se rapidamente na primeira frase e gargalham à primeira "merda". A culpa não é do actor e muito menos do autor, mas estraga o tom da coisa. Revê só os primeiros segundos.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 13.10.2010 às 08:53

Sim, é verdade, como bons portugueses, à primeira referência a uma palavra "divertida" desatam-se logo a rir, não se apercebendo com isso de que estçao a ser saloios.

Parecem aqueles putos de 5 anos, que basta dizeres cocó para eles se desmancharem a rir :)
Imagem de perfil

De Ammartins ( Tó ) a 14.10.2010 às 12:03

Hehe eu tive o prazer de assistir ao Miguel Guilherme quando teve no Maxime.


Deu para aprender umas quantas novas :P ( juntar as que aprendi noutros lados eheheh )
Imagem de perfil

De jonasnuts a 14.10.2010 às 12:10

Gostei da subtileza com que disseste "noutros lados" sem te referires à minha pessoa :)
Sem imagem de perfil

De Nélio a 21.10.2010 às 23:40

Absolutamente brilhante! Não resisti ao plágio e publiquei no meu blog. :)
Sem imagem de perfil

De Dora a 06.11.2010 às 09:47

Eu sou um bocado viste de lado porque carrego bastante no "foda-se". Já me basta no trabalho não poder dizer. Sabe pouco bem! :-)
Sem imagem de perfil

De Artur Cabral a 15.11.2010 às 04:24

Muito bom, mesmo...

Alguém sabe onde posso encontrar o texto escrito? Está em livro?

É que nem sempre se percebe muito bem as falas com as gargalhadas do público...

Se alguém souber, agradeço.

Aproveito para elogiar o blog. Descobri por acaso...

Artur Cabral
Imagem de perfil

De jonasnuts a 15.11.2010 às 11:13

Em livro, não sei, mas escrito pode ser encontrado em vários sítios, online, por exemplo, aqui:  http://gangbang.blogs.sapo.pt/arquivo/124500.html

Comentar post






Arquivo