Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Citizen Journalism - Jornalismo do cidadão

por jonasnuts, em 18.02.08
De há uns anos para cá que se ouve falar do jornalismo dos cidadãos. Especialmente quando ocorrem catástrofes ou fenómenos naturais, um pouco por todo o país.

Há 2 anos foi o Nevão, este ano as chuvadas de hoje. A SIC abre o seu jornal referindo as fotos e os vídeos do cidadão jornalista que, um pouco por todo o país faz a foto ou o vídeo do momento e envia para um órgão de comunicação social. No caso, uma televisão.

Não tenho nada contra, acho até lindamente que se usem os recursos disponíveis para melhor ilustrar uma história. Mas daí ao jornalismo vai um passo enorme, gigantesco.

Eu tiro uma foto a um rio que transborda, e envio-a para o jornal local. Isso faz de mim jornalista? Não.

Um jornalista tem (ou deverá ter) uma série de competências e de técnicas que o cidadão comum não tem, nem tem que ter. Às vezes, o simples re-enquadramento de uma foto pode fazer uma enorme diferença. Não percebo porque é que toda a gente acha que é fácil ser jornalista, e que toda a gente pode sê-lo. Se mesmo os que têm carteira de jornalista às vezes são o que são....

Portanto, meus senhores e minhas senhoras, deixem de querer chamar nomes pomposos às coisas, porque uma foto de um cidadão a registar um facto, não é jornalismo do cidadão, é uma foto amadora, e é assim que deve ser tratada, pelos jornalistas.

Autoria e outros dados (tags, etc)



4 comentários

Sem imagem de perfil

De João Lúcio a 18.02.2008 às 21:57

Se é que se pode chamar fotos à maioria das coisas que foram enviadas.
Sem imagem de perfil

De Sérgio Rebelo a 19.02.2008 às 00:00

O nome é pomposo mas olha que não está assim tão longe da realidade. Basta olhar para o jornalismo que é feito nas nossas televisões. Demasiadas vezes não é melhor do que o filme amador do Zé.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 19.02.2008 às 00:36

Como em todas as profissões, também no jornalismo é muito bom e muito mau e tudo o resto que fica no meio.

Quando falo em jornalismo, à semelhança do que faço quando falo noutras profissões, vou pela bitola mais alta.

É óbvio que, quando comparados a alguns "jornalistas" da nossa praça, qualquer cidadão armado com uma descartável da fuji faz melhor :)
Sem imagem de perfil

De MrCosmos a 21.02.2008 às 19:03

Ainda se lhes chamassem jornalistas de you tube.. vá que não vá!

Foi esse tipo de jornalismo que nos mostrou a dimensão do tsunami de 2006, mas bom censo por vezes precisa-se.
Hoje estou de acordo contigo no comentário, para variar... ;-)

Comentar post






Arquivo