Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Philip Graham Spends a Year in Lisbon

por jonasnuts, em 01.01.09

Chegou-me à cabeça um post daqueles simpáticos, de dar coices numa franja (não tão curta como isso) da população com acesso à Internet e ao mail, mas, com a minha mania dos simbolismos, não queria que o primeiro post de 2009 fosse de mau-feitio. Não é que eu não goste dessa minha faceta, mas prefiro iniciar o ano de uma forma mais harmoniosa.

 

Lembrei-me então dum outro que ando para escrever há imenso tempo (imenso tempo, para mim, é 1 semana, uma eternidade).

 

Através do Horizonte Artificial cheguei a uma série (demasiado curta) de posts de um escritor, professor na Universidade do Illinois, que veio viver para Lisboa durante um ano com a mulher e a filha mais nova.

 

Adorei ler todos os "dispacthes" que escreveu. É muito engraçado vermo-nos retratados pelos olhos de alguém de fora. Coisas a que não ligamos nenhuma de repente adquirem estatuto de identidade nacional.

 

Adorei "conhecer" a Alma e a Hannah, apeteceu-me torcer o gasganete daquela bully que proporcionou um mau bocado à família, adorei as peripécias com o Zink, descobri pelo autor que Lisboa tem mais animação do que o que eu julgava, e mais tascas, detestei o vendedor de bilhetes de comboios (ai, se fosse comigo), adorei a contagem de pedras da calçada, e perdoei-lhe a simpatia pelos Whatchamacalits! (Go Benfica!). Adoro a comoção e o espanto com que nota a presença de escritores, actores e artistas a darem nomes às nossas ruas (suspeito que não saiba que isso apenas acontece depois destes morrerem, numa espécie de homenagem que nunca chega a tempo).

 

Mas a minha crónica preferida foi sobre a nossa língua. Tenho pena que não fique por mais tempo, para conseguir percebê-la melhor, para começar a detectar as nuances de sotaque entre as várias regiões. Adoraria ler uma crónica sobre os sotaques.

 

Saímos bem vistos desta análise. Não só porque somos boa gente, mas porque o autor também é boa gente e apesar de dizer que acha que o perdão é algo difícil, suspeito que mesmo assim já terá percorrido mais caminho que eu, nessa estrada.

 

Tenho pena que não fiquem mais tempo.

Autoria e outros dados (tags, etc)



2 comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro Aniceto a 01.01.2009 às 22:57

Gold, dear! You just struck gold! Obrigado
Imagem de perfil

De jonasnuts a 01.01.2009 às 23:07

Eu vi teu post. É muito bom, de facto :)
Andei aqui uns tempos com isto só para mim, a consumir devagarinho, a fazer render o peixe (como tu). Achei que era uma boa forma de iniciar 2009 :)

Comentar post






Arquivo