Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Jonasnuts

Semaninha complicada

Este estaminé não é a minha prioridade, obviamente. Por isso, sempre que me acontece uma semana mais complicada, aqui há menos actividade. Lógico.

Foi uma semaninha complicada. Não foi difícil, não foi má, muito pelo contrário, profissionalmente foi uma excelente semana, com frutos que darão à costa brevemente.

Mas ficaram algumas coisas por dizer. Nomeadamente acerca da Porto Editora.

Num post recente pedi ajuda, por causa de um parágrafo no livro de história de Portugal do meu filho, que anda no quarto ano. Achei (e continuo a achar) que o texto utilizado para descrever e caracterizar o Islamismo pecava por omissão. Contactei a Porto Editora através do formulário disponível no site para o efeito, e depois de uma tentativa falhada (provavelmente por motivos técnicos), a minha questão chegou a bom Porto (editora), e foi respondida.

A resposta não foi automática, pelo contrário, percebe-se que alguém olhou para a pergunta e se preocupou em procurar a resposta certa, encontrar as referências e as obras consultadas para elaborar aquela parte do livro, transcrevê-las e indicar as sumidades que escreveram os originais.

Não concordei completamente com a resposta, e creio que fui, pelo menos inicialmente, mal compreendida (ou expliquei-me mal). Não me movia (nem move) qualquer preferência religiosa. Não sou de nenhuma religião, respeito-as a todas, igualmente. Movia-me (e move-me) a preocupação pela educação e instrução do meu filho. Não pretendo que a pílula seja dourada, nem em relação ao Islamismo nem em relação a nenhuma outra religião, mas penso que omitir informação é tão grave como dourar a pílula. O respeito pelo facto histórico e pela verdade histórica não permite nem dourar a pílula, nem omitir aspectos relevantes. Mencionar apenas um dos pilares da Islamismo é, quanto a mim, grave, na medida em que contextualizar crianças de 9 anos é muito complicado, sobretudo porque me parece que a contextualização é deixada para quem acompanha a criança, e não é dada no próprio livro. Mesmo que tenha sido esse o pilar que motivou e impulsionou a expansão Islâmica.

Resumindo, fiquei esclarecida, apreciei a rapidez e a competência com que a questão foi tratada pela Porto Editora, mas não fiquei completamente convencida.

Chamarei a mim a tarefa de contextualizar o meu filho, e explicar-lhe que não cabia tudo no livro, e que há muitos anos atrás as coisas eram muito diferentes, às vezes.

Porto Editora

Quem passa por aqui lembra-se do post em que referi as minhas dúvidas e incertezas em relação à forma como o Islamismo vinha referido no livro de História de Portugal do meu filho de 9 anos.

2 dias depois, e com as dúvidas por esclarecer, enviei o pedido de esclarecimento à Porto Editora, usando o formulário disponível no site para o efeito.

Até agora nada. Devem estar à espera que eu me esqueça. O assunto é incómodo. Não me conhecem.

Hoje insisti. Aguardo notícias.

Preciso de ajuda

Esclareçam-me.

O meu filho tem teste de estudo do meio, amanhã. Estava aqui a fazer revisões, e pego no livro de história. O meu filho anda no 4º ano, antiga 4ª classe. Tem 9 anos.

Está a dar os Muçulmanos e este povo é uma das matérias que podem sair no teste.

O último parágrafo do livro, no que diz respeito aos Muçulmanos, diz o seguinte:

"Um dos principais pilares do Islamismo é a "Jihad Islâmica" ou Guerra Santa - o caminho certo para o paraíso é morrer combatendo pela causa de Deus".

 in  História de Portugal. 1º e 2º ciclos. Dos 8 aos 13 anos.
 Porto Editora

Isto é verdade?
Eu não percebo nada de religiões, tenho a cultura geral de qualquer pessoa portuguesa, portanto culturalmente judaico-cristã, mas não me parece que um dos pilares do Islamismo seja a Jihad. Algum iluminado me dá umas luzes?

Pesquisar

No twitter


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D