Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Jonasnuts

Beijinhos, abraços e bacalhaus

Os homens têm a vida muito facilitada. Não se apercebem, mas têm.

Seja em que circunstância for, socialmente, está previsto que se cumprimentem com um bacalhau. Seja uma reunião formalíssima, seja um encontro de amigos, o bacalhau serve para tudo. Bacalhau com todos. Se houver intimidade, ou se se tratar de um formalismo celebratório, acrescenta-se o abraço da praxe.

Já nós, as mulheres, temos mais dificuldades. Quer dizer, se calhar é melhor personalizar isto.
Eu tenho mais dificuldades.

Seja numa reunião formal, numa reunião informal, num encontro social, hesito sempre. Nunca sei se é suposto o bacalhau, que por sinal é o meu favorito, independentemente do sexo do meu interlocutor, ou se é de beijinho. Não raras vezes acontece estar a meio de um bacalhau ao mesmo tempo que não quero deixar o meu interlocutor de cara pendurada, à espera do beijinho, e toca de dar beijinho também.

A mim faz-me confusão.

Eu sempre fui muito comedida, no que aos contactos físicos diz respeito, não quero cá intimidades com pessoas que não quero conhecer, além de que acho idiota, entrar numa reunião e por-me para ali a dar beijinhos para cá e beijinhos para lá, a pessoas que nunca mais vou ver na vida, e se forem homens, principalmente educados, pior. Levantam-se, apertam o casaco, ficam levantados à espera que eu me sente. Muito pouco produtivo.

Não se pode instituir o bacalhau como forma de cumprimento para toda a gente?
É que, quanto mais não seja, é um bom indicador da personalidade de quem está do lado de lá.

Gajo que me dê um bacalhau frouxo, fica logo rotulado :)

Pesquisar

No twitter


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2005
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D