Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Jonasnuts

O debate da SIC

Já ouvi muita coisa sobre o debate da SIC sobre Blogs (que não vi, eu não vejo televisão, salvo raras excepções).

 

Mas  o sururu era tanto, que decidi ver o vídeo. Fui ver, sabendo à partida que seria o tipo de coisa que me chateia.

 

Ouvi a introdução.

 

"Vamos hoje perceber que a Internet é um maravilhoso mundo novo, mas é também uma inesgotável fonte de perigos, de fraudes, de seduções que terminam em tragédia, de pedófilos à espreita, de fotos e vídeos íntimos que de repente estão à vista de todos. É um mundo novo que traz grandes interrogações legais, psicológicas, sociológicas, ou seja, um bom tema para os nossos comentadores de quinta-feira."

 

Se depois disto continuaram a ouvir, estavam cheios de curiosidade mórbida. É a única explicação. Estava lá tudo, nem sequer quiseram escamotear a coisa. Disseram ao que iam.

 

 

Ouvi os nomes dos convidados que, aparentemente, são habituais.

Rogério Alves

José Gameiro

Moita Flores.

 

 

E daí não passei. E, confesso, não percebo o espanto que vejo em tanto post, tanta virgem ofendida, tanta pomba assassinada.

 

Então meus senhores e minhas senhoras, vocês reconhecem a algum dos intervenientes alguma autoridade, conhecimento ou competência em matéria de Internet?

 

É que eu não. Os senhores não sabem do que falam. Limitam-se a cumprir o calendário da hora de ponta televisiva. Mete-se um tema polémico, uns caramelos a comentar, de preferência daqueles de cuja boca saem frases feitas mesmo a jeito de parangona jornalística do dia seguinte e a coisa está feita, e é um sucesso.

 

E está a ser um sucesso, se tivermos em conta o número de caracteres que já foram gastos a falar da coisa.

 

Vá lá meninos. É a SIC. Até parece que é uma estação televisiva conhecida pelos seus parâmetros e critérios editoriais de fino recorte.

 

Não tenciono ver mais do que já vi. Já lá vai o tempo em que tinha esperança de que deste tipo de coisas pudesse sair algo de jeito, mas só os nomes dos comentadores e a introdução escandalosa esclarecem à partida qual vai ser o teor do debate. Algo com que o Sr. António e a D. Miquelina se possam horrorizar (é para isso que lá estão, é isso que querem quando se sentam à frente do écran, a ver as notícias), e dizer um para o outro "isto é uma vergonha, no meu tempo é que era bom. Amanhã sintonizamos na SIC outra vez, pode ser que tenham descoberto a Maddie lá nas Internetes".

 

Eu sei que não jogo com o baralho todo, mas eu não vejo televisão por alguma razão. Programas seleccionados, os que eu quero ver, normalmente à hora que quero e não à hora a que é emitido. É aquilo e mais nada. É a nova era, consumo os conteúdos que quero e não os que me querem impingir. A SIC quis impingir um "debate" sobre Internet. Vocês comeram.

 

Eu não. Deve ser da idade ou do calo. Ou de ambos.

Flash Mob Freeze

Peço desculpa, mas já não sei em que Blog é que vi isto, durante o dia de hoje, sei que foi hoje, de manhã, mas já não sei onde. A verdade é que fiquei cheia de vontade de organizar uma cena destas por aqui. Tipo, na estação do Rossio, ou, se quisermos um sítio mais cosmopolita, num centro comercial qualquer, tipo Colombo.

 

 

 

(Link do vídeo)

 

Só funciona se for bem organizado, e houver, além de marmelos congelados, várias câmaras a fazer a captura da estupefacção, e elementos da equipa a interrogar as pessoas, e a suscitar a reacção verbal dos transeuntes.

 

Será que há pessoal para alinhar numa cena destas?

Blogs pessoais

Criaram-se castas na Blogosfera portuguesa.

No topo da hierarquia (topo, depende do lado de onde se olha, claro), consideram-se os Blogs Intelectuais, os que falam de cultura e de política. Quanta mais exposição nos órgãos de comunicação social tradicionais tiverem, mais alto se consideram nessa hierarquia. São temáticos, todos. Sobretudo de política.

 

Quando digo que o meu Blog é pessoal (e é), se o faço num meio blogsférico, olham para mim de lado. Olha-me esta. Um pindérico blog pessoal.

 

Há pouco tempo, durante uma entrevista, à pergunta "que blogs é que lê" (é uma pergunta que faço sempre, ajuda-me a conhecer a pessoa), a candidata responde, "uma ou outra coisa de design, e depois muitos blogs pessoais, muitos, muitos, muitos blogs pessoais."

 

E isso deixou-me a pensar. Eu leio/acompanho muitos Blogs. De política, de cultura, de humor, de tecnologia, mas os que acompanho por gosto (e não profissionalmente falando), faço-o porque são Blogs pessoais, ou porque são posts pessoais no caso de blogs multi participados. Eu leio o que aquelas pessoas escrevem. Aquelas, não outras, sobre determinados temas à sua escolha. Às vezes, a própria escolha dos temas é sintomática.

 

Salvo raras excepções mais profissionais de que desconheço exemplos em Portugal, todos os Blogs são pessoais. O Abrupto é um Blog pessoal, não é um Blog político. É pessoal, porque é isso que é suposto os Blogs serem. Pessoas. Se não forem pessoas, se não forem pessoais, não são Blogs.

 

Pronto, acabaram-se as castas.

 

 

Pesquisar

No twitter


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D