Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Jonasnuts

Querida Câmara Municipal de Oeiras

Este não é um post mau-feitio, que estou a livrar-me disso. Enfim. Mais ou menos. Vá.

Este é um post inquisitivo. Ao pé da minha casa havia um lugar de estacionamento, com um poste a meio que impedia que os carros lá estacionassem.

Era um sítio MUITO fixe para estacionar a minha moto. Isto porque, apesar de ser uma moto baratucha, nunca a deixo a dormir sem estar amarrada a um sítio fixo. 

Há umas semanas, sou alertada pela vizinha de que estavam uns senhores de volta da moto e lá fui eu, falar com os senhores. Pois que queriam que eu desamarrasse a moto, porque iam retirar o poste e fazer algumas melhorias, transformando aquele espaço num estacionamento de motos.

Rejubilei (que é uma palavra de que gosto quase tanto como de debalde).

Fazia sentido, requalificar aquele espacinho de estacionamento, para que mais motos, que as há, pudessem dele usufruir em simultâneo.

Há uns dias cheguei a casa e deparei com este panorama:

iPhone - Photo 2020-02-11 17_39_04.jpeg

Obviamente o lugar está vazio desde que foi criado, porque NENHUMA PESSOA COM DOIS DEDOS DE TESTA estaciona uma moto para pernoitar sem a amarrar e os senhores levaram o poste que servia para o efeito e deixaram dois que são daqueles molengas que se dobram e que os carros ignoram olimpicamente, estacionando-lhes por cima.

Mas está um lugar todo fixolas, e pintadinho e com o desenho da moto, lá isso está.

E se fossem dar sangue para chouriços?

Helena Araújo

HelenaAraújo.jpg

 

Conheci a Helena no dia 15 de fevereiro de 2011, entre as 11h27 e as 11h40 da manhã. Hora portuguesa. Ficou registado o evento, aqui (auto-link).

 

Conheci-a por causa do Mozart ou, para ser mais honesta, por causa do meu filho, que se deixou prender pela Lacrimosa. Enfim, um encerramento, que é o que é um requiem, é por onde começa a minha amizade com a Helena.

Foi um dos poucos Blogs que não desalojei. Não era por isso ou para isso que o lia. E neste momento, já não é a minha guerra.

Isto tudo a propósito do episódio transmitido ontem, do programa Novo Mundo Digital, sobre o blog da Helena, o 2 Dedos de Conversa. Fui, há quase 1 ano, entrevistada pelo programa, para falar da Helena e do Blog. Falei pelos cotovelos, e aproveitou-se um bocadinho, o da poesia.

 

Num momento em que a cegueira imbecil do facebook impede que se façam links para o blog da Helena, a RTP dá-lhe visibilidade. Deve ser aquela coisa das linhas tortas.

O programa não chega a ter 15 minutos. É uma espécie de um resumo. E é a cara da Helena.

Está aqui.

 

De mim para mim

alta.jpeg

Hoje recebi um mail meu.

Dizia eu que estava com saudades minhas. Da minha escrita aqui neste Blog e que já tinham passado mais de 60 dias desde a última atualização.

No final já não sou eu que assino, o que é bom, porque tornaria a coisa ainda mais estranha.

Retomemos o blog. Sem promessas. Sem obrigatoriedades. 

Uma boa forma de começar é o post de hoje no instagram.

É verdade que estou cada vez mais alta.

 

 

 

 

 

 

O último episódio de Game of Thrones

tyrion.png

Isto não é um post sobre o último episódio de Game of Thrones.

Há uns anos, quando a série começou a ser exibida, comecei a ver. Entusiasmei-me logo ao primeiro episódio e comprei livros.

Falei da coisa à minha mãe, e ela entusiasmou-se também, com a série.

Obviamente, o favorito era o Tyrion. Por todos os motivos do costume, mais o motivo do maxilar anguloso.

Apercebi-me de que esta série, como todas as outras de resto, ia usar a cartada do marketing do "deixa viciá-los, e depois andam aí, entre temporadas, a chorar pelos cantos, e a falar da série e a promover-nos" e eu evito alinhar nestas merdas. Por isso, decidi logo ali, entre a primeira e a segunda temporadas, que deixaria de ver, e que só regressaria à série quando pudesse ver ao MEU ritmo, quando EU quisesse, e não quando terceiros decidissem.

A minha mãe, obviamente, sendo uma pessoa razoável, continuou a ver a série.

Quando, há umas semanas, terminou GoT, decidi regressar à série, e recomeçar.

Há 3 dias vi o último episódio da 4ª temporada. É o episódio do Tyrion, em que ele aperta o gasganete à Shae, mata o pai, e safa-se de barco com o Varys. É o episódio em que sabemos que o R.R. Martin não lhe limpa o sebo.

Este episódio, foi para o ar em Junho de 2014.

Este foi o último episódio de Game of Thrones, para a minha mãe.

Ainda bem que foi o do Tyrion.

O óptimo é inimigo do bom

Esta frase, aplicada com parcimónia, pode fazer sentido.

 

No entanto, aplicada a torto e a direito é apenas uma desculpa para a falta de exigência, para a falta de rigor, para a falta de brio.

 

Prefiro a frase "Se não sabes ou não consegues fazer bem, não faças. Mais vale estares quietinha do que fazeres merda."

 

Bem sei que não tem o mesmo impacto, nem é um ditado ou uma expressão idiomática, mas a expressão "o óptimo é inimigo do bom" vai sair do meu naipe de expressões admitidas.

Regressos

Regresso, ao blog. E sem ser num aniversário.

 

Para falar de motos e respectivos acessórios. Este tema, das motos, é algo que vai passar a ocupar mais espaço por aqui. Descobri que gosto e que tenho opiniões e que se calhar vale a pena tentar contribuir, enfim, de acordo com o possível, para ajudar alminhas que, como eu, do nada, decidem começar a usar moto.

 

Eu sabia zero. Tive, portanto, de contar com a ajuda de amigos, conhecidos e até desconhecidos que, ao longo do meu percurso inicial por estas andanças se chegaram à frente com dicas, recomendações, informações, ajudas e opiniões. Desde o gajo que está na loja ao meu lado quando peço por umas mitenes e me diz "epá, não te metas nisso, o que tu queres para as mãos são umas luvas, boas, não são umas mitenes", até à miúda da loja onde entrei e disse "não percebo nada, mas preciso de um capacete e de um casaco", e de onde saí cheia de coisas, naturalmente :)

Mas o que me traz aqui hoje é o capacete e porque é que o escolhi.

Toda a gente me disse, "não poupes em equipamento de segurança". De modo que ia preparada emocionalmente para gastar dinheiro. Também sabia, porque me tinham dito, que queria um capacete integral (hoje teria escolhido diferente). E foi esse o briefing que dei à miúda que me atendeu na MotoPonto.

E saí de lá com isto:

shoei-nxr.jpg

 

É este.

 

Achava eu que estava bem servida. E se calhar estou, mas é a segunda vez, em menos de dois anos, que a porcaria do aileron traseiro do capacete (cujo nome técnico desconheço, mas que por aileron traseiro se percebe exactamente o que é) descola. Da primeira vez fui à loja. Mandaram vir um aileron traseiro novo, e quando chegou, lá fui eu, para me colarem a coisa no capacete. 

Hoje, descolou outra vez.


iPhone - Photo 2019-03-08 09_18_10.jpeg.jpg

Não era suposto Shoei ser uma boa marca? A primeira descolagem pode ter sido um azar. A segunda, já me cheira a defeito. Num capacete de quatrocentos e picos euros, a fita-cola não funcionar, parece-me esquisito.

Alguma recomendação de marca/modelo/sítio onde comprar, tendo em conta que estou a pensar que, o próximo capacete tem de ser modular?

Muitagardecida.

Jon Stewart

Uma pessoa ainda está furiosa por ele nos ter abandonado num momento de tanta necessidade.

Uma pessoa ainda não lhe perdoou ele ter desaparecido.

Uma pessoa ainda está ressentida e ávida de tudo o que sejam oportunidades de matar saudades (mas não chegou a tempo dos bilhetes no Royal Albert Hall).

 

Mas depois descobre que o gajo anda ocupado com este tipo de coisas:

 

 

 

E uma pessoa pensa....... porra Jon, tu conseguias fazer as duas coisas ao mesmo tempo, caraças.

 

As saudades que eu tenho deste gajo........

 

A notícia completa, aqui.

Onde, quando e como quiser

Sou pouco de auto-promoções (aliás, digo-o durante a entrevista), mas este vídeo é diferente.

Algures a meio do ano passado o João Pico contacta-me e diz-me; "Jonas, estou a fazer um documentário e gostava de te entrevistar, alinhas?" e eu alinhei. Palavra de honra que foi assim.

A coisa fez-se em Outubro e foi "apenas" uma conversa agradável, de que foram retiradas algumas partes (chama-se "edição") o que faz parecer que estou a falar sozinha e, embora pudesse ser, não é o caso.

Foi publicado agora e estou a receber imenso feedback positivo, aparentemente estava inspirada, naquele dia. Ou as perguntas foram as certas. Ou ambas as duas.*

 

Sei que me diverti imenso a ver-me. Vista de fora sou diferente. Leio-me e percebo exactamente o que quis dizer (e não disse), o que é que ia dizer à bruta e decidi suavizar, os calos que decidi poupar e os que decidi fustigar, ainda que de mansinho. 

 

E, por último, descobri que tenho uma costela italiana. Nunca me tinha apercebido de que falo tanto com as mãos :)

 

 

 

 

*eu sei que não se diz "ambas as duas", ok?

Pesquisar

No twitter


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2005
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D