Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Jonasnuts

Hackers FTW

Islamic State Twitter accounts.jpg

 

Há muitos anos, ainda longe de me meter nestas coisas das internetes aprendi algo que me tem sido muito útil, ao longo dos anos.

 

Um hacker que diga que é hacker, não é um hacker. Pode ser um habilidoso. Pode ser um sobrinho com jeito para computadores. Pode ser um espertalhão da engenharia social. Pode ser muita coisa. Mas se diz que é hacker, é porque não é.

 

Até hoje, não conheci ninguém que contradissesse esta minha teoria.

 

Isto vem a propósito da última acção de um alegado membro dos anonymous, que hackou uma série de contas de Twitter associadas ao daesh e que em vez de lhes dar o tratamento do costume (expulsar os followers, apagar a conta, denunciar a coisa ao twitter, etc...), decidiu proporcionar-lhes um facelifting. Na minha opinião, esta alternativa, ainda mais subversiva, é muito mais eficaz.

Fico na dúvida se este WauchulaGhost diz que é hacker, ou se nem por isso. 

 

Check it before it's removed

 

(1) M João Nogueira - Check it before it_s removed..jpg

 

Adoro cenas subversivas. Se forem subversivas e cumprirem um objectivo meritório, importante e fundamental, melhor ainda.

 

Não gosto de laços, lacinhos e laçarotes, mas é inegável, o trabalho que a Pink Ribbon tem feito, ao longo dos anos, na divulgação da necessidade de medicina preventiva, no que diz respeito ao cancro da mama.

 

Detesto ainda o posicionamento pudico, conservador, saloio e idiota que a maioria das redes sociais adoptam, sobretudo no que ao mamilo feminino diz respeito.

 

Posto isto, a última campanha da Pink Ribbon tem tudo para me cair no goto. Caiu.

 

Check it before it's removed. Vão, escolham a foto favorita e: Share. Share. Share.

 

Com apenas um share consegue-se, chatear a rede social em que fizermos a partilha, criar mais visibilidade para o cancro da mama e para a necessidade e a importância do (auto) diagnóstico precoce e pelo caminho, subverter. 

 

Adoro.

 

Adoro arte subversiva

Google Image Result for http___www.likefun.me_wp-content_uploads_2013_09_tumblr_static_banksy-interest_00303089.jpg (1).jpg

 













!

Não sou uma pessoa artística. Não tenho jeito para desenho, não sei tocar um instrumento, não sou grande escritora (mas uso pontuação, ao que consta), e tenho uma inveja desgraçada das pessoas que têm esse talento, esse poder, essa facilidade. Tenho uma dessas pessoas muito próxima de mim. É um gosto.


E gosto, sobretudo, de boas ideias, seja qual for a forma de arte usada para as expressar. Se forem subversivas, ainda melhor. O graffiti, por ser na sua génese, subversivo é, para mim, uma forma de arte à qual dedico alguma atenção. Gosto dumas coisas, não gosto de outras, como é natural, mas a subversão da coisa é algo maior, e não menor.

 

A foto que ilustra este post é dum graffiti do Banksy, tirada daqui.

E esta é uma das mais fabulosas contracapas de um livro, e uma das minhas citações favoritas:

banksy book quote - Google Search.jpg 

Dwarfs, purple dwarfs everywhere

stevealbini.jpg 

 

"If your little daughter does a kooky dance to a Prince song don’t bother putting it on YouTube for her grandparents to see or a purple dwarf in assless chaps will put an injunction on you. Did I offend the little guy? Fuck it. His music is poison."

Steve Albini on the surprisingly sturdy state of the music industry – in full

 

Vale a pena ler tudo.

Melhor subversão de 2014

Google Image Result for http___i.dailymail.co.uk_i_pix_2014_12_05_23C5E99A00000578-2862053-The_all_women_Primas_de_Riesgo_theater_group-m-31_1417786943883.jpg.jpg

 Foto, daqui.

 

Uma companhia de teatro espanhola, confrontada com os impostos pesados sobre a venda dos bilhetes, decidiu, em vez de vender bilhetes, vender uma revista pornográfica, que paga muito menos impostos, incluindo lá dentro um convite para a peça de teatro em cena.

 

A história pode ser lida aqui.

 

Adoro acções subversivas.

Pesquisar

No twitter


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D