Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Jonasnuts

Comunicação de RGPD em muito bom

São muitos os exemplos de comunicação de RGPD que inundaram as nossas caixas de correio nos últimos tempos. A grande maioria é banal, há muitos que são verdadeiramente maus e contam-se pelos dedos de uma mão os que são verdadeiramente bons.

 

Um dos melhores é o da Via Verde. Quem diria. Well done senhores (que não conheço e não sei quem são e que não me pagaram para dizer isto).

 

Uma comunicação altamente personalizada, com piada, bem escrita, tudo no sítio. Só é pena, e tinha de haver um senão, que o remetente seja um noreply. Perdem uma oportunidade de comunicação com os clientes e eu não acredito em oportunidades de comunicação perdidas.

 

Tirando isto, destaca-se claramente da maioria das centenas de mensagens que me chegaram à caixa de correio no último mês.

 

não sei viver sem ti!.jpg

 

 

 

Os Chico-espertos do RGPD

Estando particularmente atenta aos temas do RGPD, por via do que faço na vida e por via do interesse que tenho, desde há muito, sobre dados pessoais, tenho encontrado, nos últimos tempos, algumas pérolas de pessoas, entidades e organizações que olharam para o regulamento e tiveram, vá, uma leitura criativa da coisa.

 

Aproximando-se o dia 25, começam a ser cada vez mais, os exemplos de como não fazer. Mas, confesso, como este exemplo da imagem, não vi mais nenhum. Pode ser que haja, mas com esta lata, não vi.

danone.jpg

 

Isto é um passatempo, que é como se chamam os concursos que não passam pelo Governo Civil. Tem prémio garantido. O botão diz "Jogar". Já as letrinhas pequeninas, o que dizem é "Fazendo clique confirma que aceita continuar a receber as nossas comunicações para desfrutar de todas as vantagens que temos para si."

 

Clicando no botão, vamos ter a um site, onde nos é apresentado um pop-up com um texto muito apelativo:

"Quer ganhar mais prémios?

É muito fácil: divirta-se jogando com os seus pontos
Danone e os prémios podem ser seus.

Para continuarmos a falar consigo e a informá-lo sobre as
nossas vantagens necessitamos da sua confirmação.
Aceita receber as nossas comunicações?"

Duas checkbox, uma sim e outra não, e um botão "entendido".

 

danone2.jpg

 

Ainda não vi campanha de recolha de autorizações que contrariasse de forma tão violenta o espírito do RGPD.

 

Não entendo, muito sinceramente, como é que uma multinacional que tem, presumo, gabinete jurídico, se põe a jeito desta forma. Nenhuma das autorizações angariada desta forma será válida.

 

Este será um processo muito interessante de acompanhar.

Spam

Enquanto aguardo que me atendam da Venca, que não faço ideia do que seja, só sei que me spamaram, aproveito para escrever um post.

 

Há mais alguém que telefone aos remetentes de spam e os descomponha? Ou sou só eu?

 

Fiquei curiosa, porque à minha volta a reacção é de "suspiro, revira olhos, lá está esta a reclamar".

 

A CNPD vai ter de criar um departamento só para as minhas queixas à conta do RGPD.

RGPD - Como ser compliant em 3 passos simples

Tenho visto muitos posts a anunciar workshops que explicam como ficar compatível com o Regulamento Geral de Protecção de Dados que, ao contrário do que muitos julgam, já está em vigor (o que começa em finais de Maio são as penalizações por incumprimento).

 

Como eu dizia, há formação para todos os gostos. Cursos, workshops, palestras, keynotes, é à vontade do freguês. Para todos os gostos e para todos os bolsos, claro.

 

Eu, que estou profissionalmente a endereçar o tema, e que, enquanto utilizadora e possuidora de dados estou atenta, decidi dar uma borla de consultoria digital a todos os que estão à nora (e vão continuar a estar) com estas coisas dos dados pessoais e respectiva protecção.

 

São 3 passos simples, para que não haja lugar a qualquer denúncia e, consequentemente, a multas (que são pesadotas, felizmente):

 

1 - Não te armes em Chico-esperto. Não, tu não és mais esperto que os outros.

2 - Respeita os teus clientes/utilizadores/audiência.

3 - Não trates o teu cliente/utilizador/visitante como se fosse carne para canhão.

 

Pronto. Cumpram estes três passos simples e ficarão compatíveis com o RGPD.

 

Não tem de quê.

Nónio

nonio.jpg

 

De vez em quando faço aqui um disclaimer (auto-link)...... ia linkar, mas são 5 páginas de resultados (auto-link) da pesquisa à palavra disclaimer aqui na chafarica. Considerem-se disclaimerados.

 

Ouvi falar do Nónio pela primeira vez já lá vão uma décadas. Refiro-me, obviamente ao "dispositivo de medição inventado pelo matemático português Pedro Nunes. Através do Nónio era possível efectuar medições com rigor de alguns minutos de grau, permitindo planear a navegação com uma margem de erro da ordem da dezena de quilómetros.", que é o que diz a Wikipédia.

 

Há pouco mais de um ano ouvi falar pela primeira vez desta coisa, que não vou linkar, que não se chama Nónio, porque perdeu o acento, é um nonio. Para além de perder o acento perdeu também o .pt que alguém, com tino, registou e tornou útil.

 

Curioso, há 500 anos precisávamos do Nónio para navegar, agora há que dispensar o nonio, para navegar. Outros tempos, outros mares.

 

A maioria do que penso sobre o nonio, pode ser lido aqui.

 

É uma questão de tempo até os senhores decidirem fechar os seus conteúdos a quem lhes fornecer tudo e um par de botas de dados pessoais e até estranho que não esteja nos termos de utilização qualquer referência a primogénitos.

 

Neste momento ainda estão na fase de recolha de dados. Depois fecham. Depois batem com os nariz na porta, com os burros na água, estrepam-se, claro. Mas eles ainda não sabem.

 

Não percebo como é que não sabem. Basta olhar para exemplos "lá fora" e percebem que quem tentou fechar, fechou. Perdeu. Morreu. Não é por aí.

 

Mas, lá está, tal como outros senhores, também velhos, esta malta está agarrada a modelos de negócio do século passado, que querem à força transpor para a realidade actual, mesmo que tenham de o fazer artificialmente e à força de estratagemas. Não souberam acompanhar. Pararam no tempo. Querem sol na eira e chuva no nabal. 

 

Outra coisa que me encanita é a parte das competências. Uns gajos que não se entendem o suficiente para assegurar o registo de um domínio vão conseguir entender-se para coisas um pouco mais complexas?

 

Não me cheira.

 

Seja como for, não tenciono dar-lhes os meus dados.

 

O que lhes deixo é uma alternativa

 

Mas é uma alternativa que obriga a que os conteúdos sejam de qualidade e jornalisticamente inatacáveis. Sustentadamente. 

 

Percebo que não encarem como alternativa.

Pesquisar

No twitter


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D