Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Arquivo



Adenda ao post anterior

por jonasnuts, em 26.06.13

Eu sempre disse que o melhor deste Blog eram os comentários, e mais uma vez, prova-se a minha teoria.

 

Estava previsto que a folha das fórmulas fosse alterada e diferente das dos anos anteriores.

 

Aliás, até houve um despacho nesse sentido.

 

A nova folhinha já foi usada, no teste intermédio deste ano.

 

Aqui em casa, como na última semana não se fez outra coisa que não fosse resolver exames de matemática dos anos anteriores, vimos as folhinhas sempre iguais. Como não estou atenta aos despachos, não sabia que a folhinha mudava, este ano.

 

Portanto.... não se trata de um erro, apenas duma diferença face ao enunciado dos anos anteriores.

 

Posto isto, fico curiosa em relação às características das fórmulas que entram e não entram. Mas, para a nota final do exame, esta minha dúvida já não conta para nada.

 

Obrigada à Inês Coimbra, que achava que eu estava enganado, mas que afinal chegou à conclusão de que eu estava era enganada :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Exames do 9º ano

por jonasnuts, em 26.06.13

Ultimamente tenho aprofundado bastante o meu conhecimento sobre exames do 9º ano. Português e matemática. A primeira disciplina é mais a minha praia, a segunda, enfim, nem por isso.

 

Descobri por estes dias, que actualmente, nos exames de matemática, os putos podem levar máquinas de calcular artilhadas (desde que não tenham CAS), e confesso que achei tanta fruta que até levei a porra da calculadora que o puto usou durante todo o ano, à escola, ontem para validar com uma professora que a máquina podia ser usada. Pode.

 

Descobri também que na folhinha do enunciado são impressas as fórmulas que terão de aplicar. Teria dado jeito, nos vários exames que fiz, ter uma folhinha desse tipo. Adiante.

 

No exame de matemática que terminou há pouco, a folhinha do enunciado, ao contrário do que aconteceu com os exames dos anos anteriores, tem lá escarrapachada a fórmula de cálculo do volume da esfera, mas na pergunta propriamente dita, pedem a área da circunferência.

 

E agora? Que cotação vão dar a quem aplicou a fórmula que disponibilizaram? É que quem aplicou a fórmula, vai errar no resultado.

 

Dúvidas, dúvidas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Férias académicas

por jonasnuts, em 10.06.13

 

Esta semana estou de férias.

Não é preciso lamentar o mau tempo que vou apanhar. Não tenciono sair muito de casa (embora o bom tempo desse jeito para pôr a roupa em dia).

 

São férias académicas..... o puto tem exame de Língua Portuguesa e de Matemática, dias 20 e 27 (respectivamente).

 

Vou-me atirar ao Camões.

 

E se eu gostei de Camões no meu nono ano (not).

Autoria e outros dados (tags, etc)

A melhor notícia da semana passada

por jonasnuts, em 08.04.13

Desengane-se quem acha que aqui vamos falar de política, ou de desporto. A melhor notícia da semana passada não tem nada a ver com a demissão do Relvas, nem com a decisão do Tribunal Constitucional, nem com os resultados fulgurantes do Glorioso. Podia ter, mas não tem.

 

Há uns anos, confrontada com a falta de gosto que o meu filho dedica à matemática, fui à procura de ajuda. Não me interessavam explicações. Isso são aulas, e se ele fosse parecido com a mãe (que é), não precisava de mais aulas. Connosco, aulas sobre temas de que não gostemos, são SEMPRE uma seca. Portanto, eu não precisava de encontrar explicações, eu precisava de encontrar algo que falasse numa linguagem que ele compreendesse, que usasse um canal que lhe agradasse, e, sobretudo, algo que não transformasse a matemática numa monumental seca e num bicho de sete cabeças.

 

Foi numa destas minhas pesquisas que descobri a Khan Academy.

 

Tem tudo aquilo de que ele precisava. Usa vídeos para explicar as coisas de forma simples e acessível, tem uma metodologia evolutiva que pode ser percorrida ao ritmo de cada um, e estava num canal que o meu filho habitualmente associa a lazer, o Youtube. A matemática é uma linguagem universal, mas mesmo assim, carece de contexto e formulações, e nos vídeos usava-se o inglês. Não é um problema, no caso do meu filho, mas será um problema noutros casos, sobretudo se estivermos a falar de crianças mais pequenas e de outras matérias que não a matemática.

 

E esta explicação leva-nos ao título do post. Sou pouco de chamar a brasa à minha sardinha, mas desta vez tem mesmo de ser.

 

A Fundação Portugal Telecom, no âmbito duma parceria com a Khan Academy, lançou na semana passada as primeiras pedras de um projecto fantástico. Basicamente, tornar acessíveis os vídeos, para quem apenas domina a língua portuguesa. Grátis. Sem custos para quem vê os vídeos. Para quem quiser saber um pouco mais, fica o link para a notícia que o TEK fez acerca do tema.

 

Para quem já sabe o necessário, é ir directo à página da Khan Academy da Fundação Portugal Telecom.

 

Ou à página do SAPO Vídeos onde estão reunidos todos os vídeos já traduzidos (e os que se seguirem, também ali irão estar).

 

Para quem tem miúdos com alergia a matemática, ou apenas com alguns preconceitos que precisam de ser desmontados, agora, nem sequer há a barreira da língua.

 

E isto, meus senhores, foi, sem sombra de dúvida, a melhor notícia da semana passada.

Autoria e outros dados (tags, etc)






Arquivo