Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




subscrever feeds


Arquivo



Viver no cu do mundo (take 2)

por jonasnuts, em 22.08.10

Acho que me expliquei mal no post anterior.

 

Eu conheço 1001 estratagemas e esquemas para dar a volta ao facto de algo não ser vendido em Portugal. A minha irmã viveu nos Estado Unidos e durante uns tempos tivemos um negócio de contrabando de DVDs muito interessante :) Eu encomendava na amazon.com, mandava entregar em casa dela, e ela depois remetia os caixotes para mim. Devo desde já informar que este contrabando era:

1 - Para uso meramente pessoal.

2 - Devidamente assinalado, já que ela fazia questão de escrever do lado de fora dos caixotes que se tratava de contrabando de DVDs (a mais pura das verdades, e nunca tive qualquer problema).

 

Tenho amigos ou conhecidos em muitas partes do mundo, e em cima disto tudo, há formas de subverter o esquema, online.

 

O que me irrita, é ter de recorrer a estratagemas. Não deveria ter que fazê-lo.

 

Eu conheço a forma de furar o esquema, e furo, mas irrita-me que as grandes empresas que andam por aí a gastar milhões em marketing de fashion stickness não percebam que há outras forma de agarrar os clientes. No meu caso, são precisas poucas coisinhas:

 

1 - Que falem na minha língua, correctamente.

2 - Que me tratem da mesma forma que tratam qualquer outro cliente, independentemente do país de origem.

 

Não é a primeira vez (nem será certamente a última) que me incompatibilizo com uma empresa por causa de uma das razões acima apresentadas.

 

Assim de repente, ocorre-me a Ensitel, obviamente, e a Kodak. Para a novela Ensitel, ver aqui ou  consultar a barra lateral deste Blog. Para a Kodak, é ver aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Kodak strikes yet once again

por jonasnuts, em 21.01.08
Os antiguinhos deste Blog sabem que eu tenho em vigor um boicote pessoal a tudo o que são produtos e serviços da Kodak há já algum tempo. Quem tiver pachorra, pode ir ver a coisa aqui, aqui, aqui e aqui.

Há já muito tempo que não escrevia sobre a Kodak, e eles devem ter saudades, porque me enviaram um mail. É uma mensagem que devem ter enviado a milhares de pessoas, portanto vou publicá-lo.

"Lembrete de Aviso aos Consumidores Informação ao Consumidor sobre os Adaptadores de Corrente das Molduras Digitais da Kodak

A Kodak, como medida de precaução, coloca ao conhecimento dos consumidores que poderia existir um problema potencial com o adaptador de corrente europeu fornecido juntamente com as molduras digitais da empresa. Esta advertência refere-se unicamente aos cabos das molduras digitais concebidas para utilização na Europa continental (excluindo Reino Unido e Irlanda), África e Oriente Médio.

Um número reduzido de utilizadores detectou que as fichas do adaptador de corrente se soltaram do adaptador ao desligar o cabo da tomada de corrente, podendo vir a ocasionar um possível risco de descarga eléctrica. Os utilizadores que observem que as fichas não se encontram firmemente presas ao adaptador deverão tomar as medidas de precaução necessárias e desligar o dispositivo da corrente. Tendo a segurança e a satisfação do consumidor como sua primeira prioridade, a Kodak está a recomendar aos consumidores que nos contactem para a obtenção de um adaptador de corrente gratuito.

Informa-se os consumidores que todos os adaptadores de corrente fornecidos com as Molduras Digitais Kodak desde o princípio de Dezembro são identificados com um autocolante verde, certificando a ausência de defeitos e a segurança da sua utilização.

Para mais informações ou para solicitar um novo adaptador, os utilizadores deverão aceder à seguinte página web www.kodak.com/go/notice ou entrar em contacto com o Serviço de Atendimento ao Consumidor através do telefone 21 415 4125 ou do seguinte endereço de correio eletrónico: devices@support.kodak.com"

Pronto. Em mais de dois anos evoluiram....... zero.
O português que usam continua a ser mau, a geografia conseguiu piorar (europa continental excluindo Reino Unido e Irlanda) e, cereja no topo do bolo.....liguem para o número que eles indicam, vá, liguem.

Aparece a mesma gravação, em espanhol :)

Apre que são burros e, mais grave ainda, persistentes na burrice.

Kodak? Não, obrigada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Kodak strikes again

por jonasnuts, em 09.11.05
Quem acompanha o meu Blog sabe que tenho um assunto pendente com a Kodak.

O tema teve alguns desenvolvimentos, nomeadamente uma resposta do contact center (depois da minha insistência) em que diziam que já tinham enviado a questão a quem de direito.

Recebi um telefonema, de um português que trabalha na Kodak, que foi simpatiquíssimo, mas deixou logo muito claro que as alterações que eu sugeria (exigia?) eram difíceis de implementar, não as do site, mas as dos manuais e as das câmaras.

Mas.....a cereja neste caso, é a gravação telefónica do call center, que estava num português aspanholado e abrasileirado e que, garantiram-me, já tinha sido alterada.

Foi de facto alterada, agora está naquilo que julgo ser, um alemão perfeito :) (800-880-449)

Noutro dos contactos disponíveis para Portugal, o texto está já em português de Portugal, mais ou menos, porque se inicia assim: "Bem-vindo à Kodak. Informamos que a sua conversação poderá ser recordada para efeitos de formação ou para monitoração das chamadas." Recordada. Deve ter a ver com o slogan, filmes Kodak, para mais tarde recordar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Kodak e os "porfisseonaes"

por jonasnuts, em 09.09.05
Este site, cada cavadela sai uma mão cheia de minhocas.

Ainda não descobri se gosto mais dos "profissionails" se dos "professional". Pelos vistos a Kodak também não decidiu ainda.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Só para terem uma ideia....

por jonasnuts, em 05.09.05
Em apenas uma das páginas disponibilizadas pela Kodak, vejam só o número de erros que eu apanhei. E atenção, que apenas assinalei os erros de ortografia, não assinalei os erros de construção.

Para quem não percebeu nada.......é favor ler o post anterior.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu sei que sou fundamentalista da Língua Portuguesa, e que não gosto de erros de ortografia, e que sou uma chata com estas coisas mas há coisas que, de facto, me tiram do sério.

O último mimo deste tipo que vi, foi duma empresa que tem obrigação de ser cuidadosa (quanto mais não seja pela longevidade da sua presença em Portugal), a Kodak.

O meu puto fez 7 anos, e gosta de tirar fotografias.

Toca de lhe comprar uma câmara digital, daquelas mais simples, com menus em português (passou agora para o segundo ano, está a aprender a ler e a escrever), sem muitas complicações e funcionalidades, mas não completamente rasca. Comprei uma Kodak, e como estava em promoção, comprei também a impressora.

Dia 4, abro as caixas, e qual não é o meu espanto, quando o manual do utilizador está TODO em português do Brasil.

Não tenho absolutamente nada contra o português do Brasil, nem sequer sou da opinião de que o português de Portugal é que é bom, eu acho que são todos bons (o de Portugal, o do Brasil, o de Angola, o de Moçambique, o de Cabo-Verde, ect, etc, etc), mas, tudo no seu sítio.

Não quero português do Brasil no menu de uma câmara onde o meu filho (que, repito, está a aprender a ler) tem de ler "câmera" e tem de ler "contato" e outras coisas parecidas que estão correctíssimas em português do Brasil, mas que em português de Portugal são erros de ortografia, graves, por sinal.

Fui ao site da Kodak, à procura de um endereço de mail para poder reclamar (eu sou das que reclamam), e qual não é o meu espanto quando, em pleno site, está quase tudo em português do Brasil (embora haja mais cuidado na página inicial, nas sub-páginas está cheio de "usuários" de "contatos" de "câmeras" de "jato" de "atualizações" e afins).

Como ainda por cima não indicam nenhum endereço de mail, fui obrigada a ligar para o call centre.

Indescritível. A gravação de boas-vindas e de indicação das opções disponíveis é feita em tudo menos em português. Sinceramente, a mim pareceu-me uma senhora de um dos países do leste, a tentar falar espanhol, com uns laivos de sotaque brasileiro.

Testem vocês próprios, entre as 08h00 e as 16h00 - 21 415 41 25.

Se não fosse tão idiota, seria divertido.

Por fim, liguei para os escritórios da Kodak em Portugal, expliquei ao que ia, e fui muito bem recebida e muito bem atendida, e deram-me o endereço de mail para onde devo encaminhar a minha reclamação (já vai a caminho).

Não sou dona da língua portuguesa, não escrevo sem erros, e gostaria de saber muito mais do que o que sei, sobre a minha língua, mas se uma multinacional quer ter-me como cliente, vai ter de me tratar com respeito, e vai ter de respeitar a minha língua. Afinal de contas, o investimento que teriam de fazer para ter aquilo em português de Portugal seria substancialmente menor que o investimento que vão ter de fazer para me reconquistarem como Cliente.

A partir de agora, boicote total a todos os produtos Kodak, sejam máquinas, rolos, revelações, papel ou palitos.

Enquanto não mudarem a política da empresa, não sou cliente deles. Se alguém quiser reclamar acerca desta situação, eu tenho o mail dos senhores (que não disponibilizo aqui porque acho que o spam não é a melhor forma de reclamação).

Autoria e outros dados (tags, etc)





subscrever feeds


Arquivo