Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




subscrever feeds




O Charlie é mais sexy que o Carlos

por jonasnuts, em 09.01.15

Já se escreveu tudo o que havia para escrever sobre o ataque terrorista à revista Charlie Hebdo, pelo que não vale a pena estar aqui a escrever sobre o assunto.

 

Vale a pena, para mim, escrever sobre dois temas relacionados, nenhum deles propriamente novidade aqui na chafarica.

 

A primeira, e mais rápida, tem a ver com a forma como tive conhecimento do que estava a acontecer. Pelo Twitter, evidentemente, uma boa hora e meia (para ser simpática) antes de ver a coisa referida em qualquer órgão de comunicação social tradicional. Ao longo do dia (e do dia seguinte e, provavelmente hoje também), sempre me mantive actualizada pelo Twitter, e sempre soube mais e mais cedo do que teria sabido se tivesse acompanhado a coisa de outra forma. Não é novidade, mas fica a nota.

 

A segunda tem a ver com a quantidade de "Je suis Charlie" que vi espalhados pelo Facebook e pelo Twitter e pelos Blogs e pelos jornais e em todo o lado. Muito bem, acho lindamente que nos solidarizemos com as vítimas do ataque. Quer as vítimas humanas quer as não humanas (a liberdade de expressão, a liberdade de imprensa, o islão, etc....).

Mas gostava que, além de serem Charlie, as pessoas também fossem, no seu dia-a-dia, sem ser preciso que morra gente, Carlos.  

 

É que defender a liberdade de expressão e a liberdade de imprensa lá nas franças é fácil, e bonito, e hipster (e importante), mas mais difícil é fazê-lo no seu dia-a-dia, por estes lados.

 

Ao longo dos anos que levei a gerir serviços de user generated content foram inúmeras as tentativas de remoção de opinião alheia, com que não se concorda. Não havia semana em que não se recebesse um mail, a pedir para que se removesse a Homepage A, o Blog B, ou o comentário C porque aquilo que lá estava escrito insultava (o autor do mail, o seu partido, a sua religião, a sua empresa, a sua mulher, a vizinha, o gato, o cão, whatever).

 

As pessoas gostam muito da liberdade de expressão, desde que a liberdade expresse opiniões politicamente correctas e com as quais estejam de acordo. É fácil defender a liberdade de expressão, assim. Difícil é quando não concordamos.

Portugal é uma democracia muito nova. Demasiado nova. Longe de estar amadurecida. Um programa como o do Jon Stewart, o do Stephen Colbert, o do Bill Maher, ou mesmo o do John Oliver seria impossível em Portugal. Não só isto é muito pequenino e toda a gente conhece toda a gente, mas também não temos maturidade democrática para conviver pacificamente com a mordacidade que pode morder-nos os calcanhares.

Pior ainda quando as coisas não são feitas às claras. Não há um mail, há um telefonema, para pessoas, a exigir que se apague isto ou aquilo ou aqueloutro, com ameaças veladas, mas com um sorriso nos lábios.

 

Gostava muito que todos os Charlie que nasceram ontem, pudessem ser mais Carlos, no seu dia-a-dia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Oh, god, it´s mum

por jonasnuts, em 20.12.14

 

As mães, as mães, sempre as mães.

 

Daqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pires de Lima Gate - The Soundtrack

por jonasnuts, em 07.11.14

Era inevitável, como alguns se aperceberam de imediato, o que se seguiria ao espectáculo proporcionado por Pires de Lima ontem, na Assembleia da República.

 

A tweetosfera foi a primeira (como sempre, de resto), a rir-se à gargalhada com o vídeo (disponível na conta oficial do CDS no Vimeo, vá-se lá saber porquê). 

  

Depois surge a imagem do insuspeito Económico

piresdelimagate.jpg

 Só mesmo os mais desatentos não se começaram a rir de imediato com o que por aí vinha.

 

O @paupas tweeta isto, associado ao tweet "Tomai e sejam criativos"

Paupério on Twitter_ _Tomai e sejam criativos. http___t.co_UwCvpx4NEL_.jpg

 

Centenas de tweets, obviamente. Há um resumo no Tumblr que foi de imediato criado, aqui.

 

E quem quiser ver todos, pelo menos os que usaram a hashtag certa, é procurar no Twitter pela hashtag #piresdelima

 

E, a cereja no topo do bolo, são as várias propostas de banda sonora, que surgiram ainda durante o dia de ontem.

A versão soft porn, que pode ser ouvida aqui. (às 00h22)

 

E a versão pimba, que pode ser ouvida aqui. (às 00h40)

 

Meu coração balança.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Da série, coisas que me divertem.

por jonasnuts, em 12.07.14

 

Já toda a gente viu isto, mas eu não resisto. Pelo menos para que fique registado para minha memória .

 

Isto é o supra sumo do divertimento. Gostava de ter tido a mesma ideia.

 

 

A história completa pode ser vista aqui.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Net Neutrality

por jonasnuts, em 07.06.14

A modos que é isto.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alguém conseguiu entrar na plataforma que gere os painéis de turismo de Ponte de Lima. E não só conseguiu entrar como conseguiu pôr aquilo a transmitir conteúdos que terão maravilhado os transeuntes.

 

A minha parte favorita é quando o senhor (ou senhora) viu a polícia a chegar e de imediato contextualiza os conteúdos face ao novo segmento de audiência e passa a mostrar badalhoquice que incluía intérpretes fardados de polícia. 

 

E porque é que isto me diverte à brava? Não faço ideia, mas dá-me vontade de rir à gargalhada :)

 

A notícia é daqui.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Os professores deviam ser todos assim

por jonasnuts, em 07.04.14

Autoria e outros dados (tags, etc)

Poo-Pourri

por jonasnuts, em 12.09.13

Opá.... gosto do spot, gosto do produto..... e da campanha. É tudo bom.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O humor é, quase sempre, a melhor opção

por jonasnuts, em 28.08.13

Não acho que haja temas proibidos no humor. Há humor que aborda temas que me chocam, mas, mesmo assim, acho que não há limites.

 

E acho que, na esmagadora maioria dos casos, o humor é A forma certa de trazer temas ao debate público.

 

Este vídeo é um exemplo disso, é uma ideia brilhante, e é de morrer a rir :)


Autoria e outros dados (tags, etc)

Os mercados

por jonasnuts, em 04.07.13

Autoria e outros dados (tags, etc)





subscrever feeds