Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Arquivo



Faltam-me os passarinhos

por jonasnuts, em 20.07.08

Tenho tido máquinas fotográficas Canon. Não sei muito bem porquê, ou melhor, até sei, porque ele compra Canon e oferece-me. A minha nova máquina fotográfica não é excepção. Um canhão, com mais power e funcionalidades do que aquelas que alguma vez saberei usar (ou se calhar é desta que me decido a aprender um bocadinho sobre as mariquices que estas coisas fazem hoje em dia). Uma Canon G9, que só falta tirar cafés, e mesmo para isso, deve haver um plugin qualquer.

 

Mas este post é sobre passarinhos. A canon tem ums themes, e uns sons que podem ser activados para algumas funções. Ligar, desligar, disparar, etc., etc., etc..

 

Descobri há muito tempo (na minha primeira Canon) que o som que mais me agrada ouvir quando ligo a máquina é o chilrear de passarinhos, que é uma das opções. Já faz parte da imagem de marca.

 

Quando estava há bocadinho a dar as primeiras voltas na máquina, fiquei satisfeita por saber que se mantém a tradição, e que é Canon, pelo que a primeira coisa que tentei fazer, foi pôr os passarinhos a chilrear. Conheço os menus, estou habituada a este interface. Fui lá direitinha, mas passarinhos, nada.

 

Estes caramelos devem achar que passarinhos não são suficientemente bons para uma máquina toda pro.  Gosto muito da minha máquina, e ainda vou gostar mais dela, quando aprender a mexer-lhe, mas sinto falta da porra dos passarinhos.

 

 


P.S.: Senhores da Canon, faço-vos um link quando o merecerem e tiverem os passarinhos a chilrear.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gadgets

por jonasnuts, em 02.10.07
Eu e os gadgets. Adoro gadgets. Não tenho propriamente orçamento que me permita comprar gadgets ao sabor dos meus gostos. Nem know how para comprar os melhores gadgets. Mas tenho algo ainda melhor. Um namorado que tem mais orçamento e mais gosto por gadgets. Como diz o Celso, ser o refugo dos Gadgets do Poingg é um luxo.

Tenho muitos gadgets em primeira mão, que ele me oferece, comprados de propósito para mim. Por exemplo, telemóveis, o último que comprei para mim foi há uns 4 ou 5 anos. Depois disso, foi tudo por conta dele.

Leitores de MP3, a mesma coisa, aliás, nunca comprei um iPod na vida, e já tive vários.

Mas nada, nada se compara à velocidade astronómica a que as máquinas fotográficas digitais passam pelas minhas mãos.

A primeira (e última) que comprei, foi uma Olympus, com 2.0 Megapixels (hoje o meu telemóvel tem mais megapixels que isso). Já vou na terceira ou na quarta, depois disso. Aquela que hoje passou para o posto abaixo na hierarquia de alguns gadgets durou pouco tempo. Tive-a durante 2 meses, mais coisa menos coisa.

Hoje entrou a última, uma Canon IXU 850 IS, com 7.1 Megapixels. Tem 2 meses de uso (os dois meses que andei com a anterior). Ainda por cima um uso muito estimado. Intenso, espremido, mas estimado, cheio de paninhos e afins.


Hei-se-li-a, a irrequieta:





O mais irónico disto tudo?

Eu aponto e disparo. Não sei de mais nada. Pior. Não quero saber de mais nada

Autoria e outros dados (tags, etc)






Arquivo