Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Arquivo



Acabado de ouvir...

por jonasnuts, em 21.07.09

.... especialmente para mim:

 

"A bem da sanidade mental desta família, decidi inscrever-me na DECO, tens agora um número para onde podes ligar para esclarecer quaisquer dúvidas sobre direitos".

 

 

Melhor que isto, só quando ele decidiu fazer de mim uma mulher honesta (e inscrever-me como sócia do Benfica, evidentemente).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ensitel

por jonasnuts, em 27.02.09

Nem sei por onde é que hei-de começar.

Faz hoje uma semana, ele ofereceu-me um Nokia E 71 que comprou na Ensitel do Saldanha Residence. Ontem à hora do almoço começa a falhar a luz do display. Pura e simplesmente, com o teclado activo, não havia luz (o que dificulta imenso a utilização do telefone). Fui de imediato à Ensitel onde foi comprado o equipamento, explicar o que se passava. A primeira reacção foi "isso é do software", que deu logo para uma resposta dele "eu por acaso sou programador de software, explique-me lá como é que a ausência de luz se explica através do software", pelo que aquela justificação foi abandonada de imediato.

 

Estava (e está) dentro do período durante o qual eu tenho direito a trocar o equipamento defeituoso por um, totalmente novo, na loja onde foi adquirido. Ontem, a resposta foi, pois, mas não temos mais em stock, terá de se dirigir à Nokia. Não havia nenhum telemóvel igual, na zona de Lisboa, apenas nas lojas do Norte.

 

No dia seguinte, portanto hoje,  já com as caixas, caixinhas, saquinhos de plástico, facturas e demais parafernália que acompanha este tipo de equipamento, voltei à Ensitel, para confirmar que não trocavam aquele equipamento defeituoso por um outro, tal como está previsto no contrato (e na Lei, já agora). Confirmado. Preenchi uma folhinha do livro de reclamações, peguei em mim e fui à Nokia. Na Nokia disseram-me que podiam reparar o equipamento, mas que eu tinha direito à troca.

 

De regresso à Ensitel. Expliquei, de novo, a questão, e, milagrosamente, apareceu um equipamento na zona de Lisboa, no Oeiras Parque. Está reservado em seu nome, é só chegar lá e trocar.

 

Fim do dia, vai buscar o puto e vai para o Oeiras Parque, para que os senhores se recusem a trocar o equipamento, porque tem um risco no écran (eu não vejo risco nenhum).

 

Regresso à Ensitel do Saldanha. Já só quero que me devolvam a porra do dinheiro. Quero extinguir a minha relação comercial com a Ensitel o mais rapidamente possível.

 

As meninas que me atendem também não vêem nenhum risco no écran, mas vêem um risco na tampa da bateria. Recusam-se a devolver-me o dinheiro.

 

Isto é uma novela, mas mesmo assim, mantenho-me calma.

 

A Ensitel podia ter resolvido o problema muito facilmente, ontem, cumprindo a Lei, trocando o equipamento (acção à qual resistem a todo o custo). Optou pela via mais difícil. Coloca imensos entraves à troca de equipamento, dificulta a coisa, tenta empurrar para terceiros, sacudir a água do capote.

 

No meio disto tudo, quem se lixa é o mexilhão. O problema é que, neste caso, o mexilhão sou eu. E eu não gosto que me lixem. O que poderia ter sido resolvido com a troca de um equipamento, vai ser resolvido em tribunal, vão ter de me devolver o dinheiro, pagar as despesas legais, mais as deslocações, mais toda e qualquer despesa que eu venha a ter com esta brincadeira. E em cima disto perdem não um, mas dois clientes e, se olharmos para a quantidade de telemóveis e respectivos acessórios que estes dois clientes compraram nos últimos anos, eu diria que eles fizeram um mau negócio.

 

Pela parte que me toca, qualquer empresa que tente prejudicar o seu Cliente, fugindo às responsabilidades que a Lei lhe atribui, escondendo-se atrás de procedimentos internos (que NUNCA se podem sobrepor à Lei, mas que se sobrepõem) é uma empresa que não merece a minha confiança, nem a minha recomendação. Pela parte que me toca, boicote à Ensitel.

 

E este, apesar de ser o primeiro, não é o último post que faço acerca deste tema.

 

(Ver também Ensitel take 2, Ensitel take 3, Ensitel take 4, Ensitel take 5 ou salte logo para o resultado em Ensitel take 6)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tomates

por jonasnuts, em 14.06.07

Não tem nada a ver com o post anterior, acalmem-se.

Fui nomeada para o prémio(?) Blog com tomates.
Uma visitante, mais propriamente a Shana deixou-me um comentário a dizer que eu tinha uma nomeação.
Fui ver, o tomate caía.
Confesso que já tinha visto o logotipo por aí, mas não sabia o que era.


Procurei e descobri, que era uma nomeação que deveria ser dada a blogs que "lutem pelos direitos fundamentais do ser humano".
Bom, eu sei que sou opinativa, mas não exageremos.

Depois fui ver aqueles cujos Blogs tinham sido nomeados pela mesma pessoa, portanto, colegas de nomeação.

Então tenho o Blog Clauclau, que é um blog poético, o Procuro Trabalho que é um Blog de um post só (pelo menos para já), depois um Consultório que leva a sua luta pelos direitos fundamentais um pouco mais longe do que o habitual, pelo menos no que ao universo masculino diz respeito, e depois, O meu outro lado, que é um blog pessoal e intimista.

No que diz respeito a direitos humanos, e a julgar pela amostra desta nomeação, a humanidade está lixada.

Depois percebi outra coisa. Que era uma corrente. Uma daquelas coisas em que temos de passar a batata quente a mais cinco desgraçados. Ora, eu não gosto de correntes. Normalmente chegam aqui e páram aqui. Seja snail mail, mail, ou posts. Não gosto.

Neste caso, mais grave ainda, porque se trata de um mero artifício para arranjar relevância de forma artificial, e eu prefiro o método mais natural, de teclar e arranjar conteúdos de jeito. Pode ser que a relevância nunca se alcance ou conquiste, mas pelo menos é mais honesto.

E depois o Bitaites, muito oportunamente, escreveu mais ou menos o que eu queria dizer, mas em bem escrito.

Por isso é que tenho um link para o Bitaites e não tenho um link para o Blog dos Tomates.

Quanto à Shana, agradeço-lhe a nomeação e recomendo-lhe 5 sítios onde verdadeiramente se trabalha em prol dos direitos humanos

Unesco
Cruz Vermelha
Green Peace
Unicef
Médicos sem Fronteiras

(E há muitos mais)

Autoria e outros dados (tags, etc)






Arquivo