Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




subscrever feeds


Arquivo



a mousse de chocolate que faltava no seu natal demora apenas 12 minutos a fazer - casal mistério.jpg

 

Este ano o Natal não é cá em casa. Ainda bem, porque quando, ontem, andámos à procura da árvore de Natal para a montar,  descobrimos que algures no período da Páscoa, a empregada encontrou uma caixa à porta (a árvore de Natal acabada de desmontar) e a confundiu com lixo, tendo sido extraordinária e surpreendentemente pró-activa, levou-a. 

 

Mas isso agora não interessa para nada. Para o Natal eu fiquei encarregue, entre outras coisas, de fazer a mousse de chocolate. 

 

Não sendo a minha especialidade, fui consultar especialistas. Não fiz uma pesquisa ao calhas. Eu sabia quais eram os especialistas que queria consultar. Fui direitinha ao blog que eu achava que ia dar resposta ao meu problema, o Casal Mistério.

 

Não me lembrava de lá ver uma receita de mousse de chocolate, apesar de o ter lido de fio a pavio assim que o descobri, há coisa de 1 ano, mas podia ser que tivesse escapado. Nada. Não havia receita de mousse de chocolate. Uma desilusão.

 

Deixei-lhes um comentário/pedido/sugestão, no Facebook, com prazo e tudo. Confesso que não estava à espera de resposta, porque, já se sabe, nesta altura do ano, toda a gente tem muito mais que fazer do que habitualmente, e lá fui recorrer ao sítio do costume (o meu Pantagruel).

Há bocado, na ronda matinal pelo Facebook, vejo na minha Timeline um post do Casal Mistério "a mousse de chocolate que faltava no seu natal demora apenas 12 minutos a fazer". Comentei de imediato um "obrigada", dando graças mentais pelo oportuno acaso, e depois segui o link. Opá..... é um post com dedicatória e tudo. Estou lá identificada como a culpada da coisa. O meu nome escarrapachadíssimo ali como responsável pela inspiração.

Grandes presentes de Natal. Não só fiquei com receita para a mousse, como o meu nome foi referido, e eu fico sempre babadíssima, quando sou referida num blog de que gosto muito.

Confesso que vou fazer uma ligeira alteração à receita, mas só ao nível da apresentação. Se eu apareço com uns copinhos gourmet, que lá têm dentro uma colher (de sobremesa) de mousse, dá um fanico à minha malta, pelo que vou aumentar (substancialmente) a dose a entaçar (os pratos empratam-se, as taças entaçam-se?).

 

Um reconhecido a babado agradecimento ao Casal Mistério e que em 2015 continuem a cozinhar divinalmente (ele, já se sabe), e a visitar sítios extraordinários, e a fazer o favor de partilharem connosco alguns desses momentos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Poupar na alimentação

por jonasnuts, em 05.04.11

Esta é uma dica porreiríssima de algo comprovado pela experiência há já algum tempo.

 

Para quem usa muita carne picada (como eu), aqui está uma forma baratinha de quase duplicar a quantidade de carne ou, vá, chamemos-lhe antes, de proteína.

 

Eu compro a carne picada em bruto, chego a casa, tempero-a (sal e alho) e divido-a em pequenas embalagens de 125gr. Vai daí, congelo e depois, no dia-a-dia, é só descongelar o número de embalagens necessárias (consoante o número de pessoas que vão comer), e logo decido se me apetece fazer hambúrgueres, se bolonhesa, se lasagna.

 

Se no momento do tempero da carne, hidratarem uma embalagem (ou duas, depende da quantidade de carne) de soja e misturarem com a carne podem duplicar o peso da carne. Ontem comprei 3Kg de carne picada. Hidratei 2 embalagens de soja. Descasquei 4 cabeças de alho, juntei sal e no final fiquei com mais de 6Kg de carne picada.

 

O único senão que existe, porque existe, passa pela opinião do pessoal lá de casa, que diz que não gosta de soja. Mas esse problema resolve-se com imensa facilidade, e eu sempre defendi que a ignorância é a chave da felicidade. Lá em casa, anda tudo a comer carne picada de mistura com soja há quase 1 ano e ainda ninguém deu por nada. Portanto.....está resolvido o problema. Desde que eles não saibam, a coisa faz-se muito facilmente. Se não quiserem correr riscos, comecem devagarinho, aumentando progressivamente a percentagem de soja até aos 50% (que é onde eu estou neste momento).

 

E ganha-se em toda a linha, no preço, e na saúde, que a soja só faz é bem, e carne a mais só prejudica :)

Autoria e outros dados (tags, etc)





subscrever feeds


Arquivo