Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Arquivo



A proposta paintball

por jonasnuts, em 04.11.07
Eu defendo esta proposta há algum tempo, mas acho que ainda não consegui convencer ninguém.

O que mais me custa é o facto de cada vez mais ser confrontada com a utilidade desta minha proposta. Hoje foi mais uma dessas ocasiões.

A5, sentido Cascais - Lisboa, 13h40, mais coisa menos coisa. Acidente na subida para Linda-a-velha. Tudo parado. Lá vamos nós, na faixa da direita. Havia um senhor a pé (sim, a pé na auto-estrada), que nos ultrapassou calmamente. Íamos devagar, portanto.

Um bocadinho antes de chegarmos à zona do acidente, encontramos à nossa direita a via que vem não sei de onde, com a respectiva faixa de aceleração, para que os carros possam entrar na A5.

Então o que é que alguns "automobilistas" decidem fazer? Engatar a marcha atrás, e ir, em marcha atrás pela via de onde deveriam apenas sair carros. E reparem, não foi um ou dois, enquanto pude ver, foi uma bela meia dúzia.

Um dos caramelos, que por acaso era uma caramela, num Smart com uma cadeira de criança esborrachada no porta bagagens, fez isso mesmo à nossa frente. Apitadela, olha para nós, faz um ar de "não se metam onde não são chamados" e tunga, lá vai ela, em marcha atrás, metendo pela via de onde poderia surgir um carro a uma velocidade razoável (uma vez que se prepararia para entrar numa auto-estrada).

Ela não ia muito depressa, e fez a manobra mesmo nas nossas barbas. A espingarda de paintball teria dado TANTO jeito.

Quer dizer, se os senhores "automobilistas" quiserem pegar nos seus carrinhos, colocarem-se em fila à beira de um penhasco e avançar, não tenho nada contra. Estão no seu direito, e não magoam terceiros.

Sempre que vejo uma calinada destas penso a mesma coisa. Há bestas em quem eu tenho de confiar todos os dias a minha vida e a do meu filho e, se os conhecesse, não lhes confiaria sequer, a minha roupa suja.

Ter uma espingarda de paintball e disparar contra o carro duma caramela destas é crime? E, se for crime, qual é a pena? Valerá a pena?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Estou tentada

por jonasnuts, em 02.06.07
Acho que este é um conceito interessante, e que pode ter sucesso em Portugal.

É que nem lhe mudava o nome.














Que me dizem? Pega, por cá?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ainda o trânsito

por jonasnuts, em 20.01.06
Post politicamente incorrecto, mas insuspeito.

Para que fique claro. Sou mulher, adoro conduzir e conduzo bem.

Acredito piamente que as mulheres têm menos acidentes que os os homens (enquanto condutoras).

Não admira.......andam entre a primeira e a segunda, muito de vez em quando lá metem uma terceira, mas só se forem verdadeiramente radicais. Travam à mínima alteração que se lhes apresente (e como sabemos o trânsito, para fluir tem de se alterar, é nisso que consiste, no movimento).

Senhores deste país, façam as duas estatísticas que faltam: - Mais importante do que saber quantos acidentes têm as mulheres condutoras deste país, é saber quantos acidentes SÃO PROVOCADOS pelas mulheres deste país, com a sua lentidão e com a sua fobia histérica a qualquer coisa que se mexa. - Falta também medir o número de vezes que um carro conduzido por uma mulher muda de pastilhas de travão (e já agora de disco de embraiagem), comparando a mesma medição mas para carros conduzidos por homens.

Eu sei, as generalizações são perigosas, mas quando ando de carro (seja a conduzir seja como pendura) e vejo um disparate à minha frente, consigo determinar se se trata de um condutor ou de uma condutora, e acerto em 95% das vezes.

Há outros grupos de infractores típicos, os taxistas já são um clássico, as pessoas mais velhas, etc, etc, etc.

Não me venham com tretas de que é igual, e que as mulheres conduzem como os homens (e vice-versa) porque não é verdade. Há infracções tipicamente femininas e infracções tipicamente masculinas, e a mim, confesso que me incomodam mais as femininas. Lames!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Solução para os problemas de trânsito

por jonasnuts, em 20.01.06
Eu tenho a solução.
A sério.
Tenho a certeza absoluta de que resultaria, embora dependa de vários factores de difícil gestão.

Então aqui vai:

Constituam-se várias equipas de duas pessoas. Um condutor e um pendura (de preferência o pendura tem pontaria).

Estas equipas têm de ser constituídas por pessoas idóneas e justas (eu sou desde já voluntária).

O condutor limita-se a conduzir, tal como habitualmente, pelo percurso pré-definido, em hora de ponta, embora possa também funcionar como olheiro consultor.

 O pendura, tem uma espingarda de paintball e a janela aberta - no Inverno é mais complicado.

Tem também carta branca para atirar um splash cor-de-rosa fluorescente para qualquer carro que transgrida (quer esteja parado em 2ª fila quer a transgressão seja feito em movimento).

Os polícias apenas teriam de encontrar os carros com splash e aplicar-lhes multas no valor mínimo de €100.

Caso o carro tivesse 2 Splashs, passaria a € 200, e etc, etc, etc. O número de tiros variaria consoante a gravidade da infracção.

Numa primeira fase, seria este o plano. Numa segunda fase poderia passar a abranger peões (como alvos, não como atiradores).

Pessoas que atravessam fora das passadeiras, pessoas que atravessam nas passadeiras mas na diagonal, ou que atravessam demasiado lentamente, coisas assim.

Garanto que em 15 dias o volume de trânsito nas artérias onde fosse activado este plano, diminuiria drasticamente.

Esta coisa ocorreu-me há bastante tempo, mas a sua eficácia e exequibilidade tem vindo a ser confirmada diariamente, nas minhas viagens como pendura.

Eu sou voluntária, alguém quer lançar um abaixo assinado?

Autoria e outros dados (tags, etc)






Arquivo