Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




subscrever feeds


Arquivo



Inside Visita Guiada

por jonasnuts, em 02.02.08
Agora que já foi para o ar, já posso falar acerca do assunto.

Perdoem-me a insistência no tema, mas deixa cá fazer render o peixe dos meus 15 minutos de fama, que isto não é todos os dias que se está em amena cavaqueira com a Maria de Vasconcelos, com a Sílvia Alberto e com a Ana Malhoa.

Fui contactada pela produção do programa Visita Guiada, do Rádio Clube Português, para ir conversar um bocadinho sobre o "fenómeno" online da Ana Malhoa. Fui convidada na qualidade de responsável dos Blogs do SAPO e "especialista" em Blogosfera e Internet. Está correcto, ando nisto há tantos anos que já tenho um conhecimento acima da média.

Fiz os trabalhinhos de casa, recolhi dados da pesquisa, refresquei o tema, de que já tinha até falado aqui nesta chafarica. É mais ou menos simples, a explicação. As fotos "desinibidas" da Ana Malhoa, o post do Ricardo Araújo Pereira no Gato Fedorento, a capa do 24 horas.

Estava preparada. Qualquer que fosse o tom, eu alinhava. Dançaria a música que a Maria tocasse. Mais light, mais heavy, o que fosse.

Chego adiantada (chego sempre adiantada) e é giro estar na sala de espera de uma rádio (neste caso mais do que uma) e ouvir vozes que conheço do éter ali ao lado, a falar de trivialidades. Passado um bocadinho chega o produtor e indica-me a entrada, a mim e a mais uma pessoa, e de repente volta para trás. Fiquei ali pendurada, juntamente com a Sílvia Alberto. Olhámos uma para a outra, do tipo, e agora? E eu pensava......... bom, se já tinha sido um sururu quando souberam que vinha conversar com a Maria e com a Ana Malhoa, espera até saberem que também cá estava a Sílvia Alberto. Não lavo as mãos durante 1 semana, e cobro por aperto de mão. Vou ficar rica.

De repente o corredor enche-se de gente. Maria de Vasconcelos, o Pedro Múrias (produtor), a Sílvia Alberto, a Ana Malhoa e, surpresa das surpresas, a família. Sim a Ana Malhoa levou o marido e a filha (que por sinal é giríssima). Pensei logo, epá, então está aqui a família? Como é que a gente vai fazer isto? Bom, pode ser que eles fiquem na sala de espera.

Entramos no enorme estúdio, que já lá tem gente. O Nuno Markl que ia entrar na segunda hora. E eu cá para mim, epá, a coisa promete, ó p'ra mim aqui no meio de tanta gente conhecida.  Fecha-se a porta do estúdio. Família da Ana Malhoa lá dentro, sentados nas cadeiras dos convidados. Começa a conversa. E eu cá para mim, mas como é que eu vou falar do post do Ricardo, e das fotos "desinibidas" e da capa do 24 Horas com a filha, de 8 anos, sentadinha à minha frente?  Não há guarda-costas mais eficaz do que uma criança. Pelo menos na parte que me toca.

Não iria nunca ser indelicada, não faz o meu estilo e, além disso a Ana Malhoa é muito simpática e foi uma querida. Mas seja como for, podíamos ter ido um bocadinho mais longe do que fomos. Pelo menos eu poderia ter ido mais longe do que fui, se não estivesse por ali a filhota.

Estou a ouvir o programa, neste momento. Há ali uns cortes a mais e uns cortes a menos. É normal, é o primeiro programa, ainda a tentar encontrar o ritmo, mas o importante é que o essencial está lá. A Maria está em forma (como eu sempre achei que ia estar), e a coisa promete :)

Foi uma experiência fantástica, conhecer esta gente toda e acima de tudo poder participar no regresso da Maria, e confirmar a ideia que tinha de que quer a Maria quer a Sílvia são exactamente como eu achava que iam ser, 5 estrelas.

Para quem não ouviu, e possa estar interessado, é clicar aqui:


Autoria e outros dados (tags, etc)

Crocs - Serviço Público

por jonasnuts, em 25.07.07
As Crocs ultrapassaram a Ana Malhoa.

É verdade, são mais as pessoas que aqui chegam à procura de Crocs do que as que chegam à procura da Ana Malhoa.

Então, se estão na Europa e querem comprar Crocs, visitam este site.

Se querem pins para as Crocs, visitam este.

Pronto. O serviço público das Crocs está prestado, mas como não quero defraudar expectativas, e não quero que os fãs da Ana Malhoa fiquem tristes, tomem lá:


Autoria e outros dados (tags, etc)

Porque é que se gosta de uma música?

por jonasnuts, em 11.07.07
Há uns meses valentes, numa sessão de zapping, apanhei a parte final de um teledisco (acho que agora se chamam videoclips), de uma Ana Carolina (que eu não conhecia) e do Seu Jorge, a cantarem ao vivo uma musiqueta de que gostei.

Há uns tempos atrás, ouvi na rádio, e depois ele encontrou e comprou e ofereceu, e até fiz um post sobre isso, a versão original da tal música, o Blowers Daughter, do Damien Rice. Mas não sabia que se tratava da mesma música, nem relacionei as duas coisas.

Esta manhã, passei por uma conversa, em que alguém se referia a uma qualquer Ana Carolina, e de repente liguei as duas coisas.

A versão em língua portuguesa não teve o mesmo impacto que a original, mas lembro-me de ter gostado bastante. Provavelmente porque a utilização de expressões típicas do português do Brasil, e os imensos gerúndios.

Mas o que é facto é que gostei. E quer a versão brasileira quer a versão inglesa (ou deverei dizer irlandesa?) me disseram qualquer coisa. Porque é que gostamos de umas músicas e de outras não?

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

É raro olhar para as estatísticas deste Blog. Quando eu digo raro......é tipo.....de vez em quando. Em 2 anos devo ter visto estatísticas meia dúzia de vezes.

Hoje, para excitante programa de sexta-feira à noite sem putos, fui, evidentemente ver as estatísticas deste Blog.

Sempre me fascinou a quantidade de gente que aqui vem parar depois de inserir no motor de pesquisa as palavras Ana Malhoa (nunca falei sobre ela, apenas referi num post que o site dela tinha ido abaixo), e Cláudia Vieira que, além de ser uma colega minha, é também uma caramela qualquer das novelas. A minha colega Cláudia Vieira acabou de ter um bebé (o Gabriel) portanto é pouco provável que ande por aí a tirar fotos vestida apenas com lingerie.

Mas, a verdade, é que a Ana Malhoa estava (reparem no tempo verbal) estava sempre destacadíssima em primeiro lugar, nos termos pesquisados que faziam as pessoas (pessoas? gajos!) caírem aqui.

As minhas estatísticas dizem-me hoje que há um novo ocupante (e por alguma vantagem) no primeiro lugar. É verdade, o 09f911029d74e35bd84156c5635688c0 está em primeiríssimo lugar :)  (cheira-me que depois deste post a coisa vai voltar ao "normal").

Mas, entende-se este protagonismo todo.

O 09f911029d74e35bd84156c5635688c0 é o fruto proibido, não se pode dizer ou escrever, enquanto que a Ana Malhoa de fruto tem muito pouco, e de proibido muito menos :)

Estão abertas as hostilidades, mas dispensam-se os comentários que envolvam trocadilhos entre fruto, fruta (qualquer tipo de fruta) e Ana Malhoa :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ana Malhoa em baixo

por jonasnuts, em 12.07.06
Provavelmente por causa do último post no Gato Fedorento (bem-vindos de volta), o site da Ana Malhoa está assim:









E é pena.

Autoria e outros dados (tags, etc)





subscrever feeds


Arquivo