Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Pokemon Go

por jonasnuts, em 16.07.16

don_t pokemon and drive.jpg

 

 

Já toda a gente ouviu falar do Pokemon Go.

 

Há 3 dias, comentei que, ainda a missa ia no adro e já eu estava farta da coisa.

 

Deixem-me dar contexto pessoal, para explicar.

 

Conheço os Pokemons há quase 20 anos. E quando digo "conheço" refiro-me ao facto de conhecer muito bem alguns jogadores. Há cerca de 10 anos o meu contacto tornou-se mais assíduo, porque...... filho. Não só, mas sobretudo. Ainda gastei uns trocos valentes, em jogos, porcarias de plástico que se lançavam e se abriam e depois ficavam ali paradas, e em pokedex e numa parafernália de inutilidades que foram lançadas para que os putos tentassem transferir a sensação do jogo para a vida real. 

 

Caramba, uma das festas de aniversário teve como temática a porra dos Pokemons (convites, bolo, pratos, guardanapos, decoração, essas cenas, em que as pessoas se metem).

 

Eram horas, passadas agarrado à porcaria da Nintendo, a caçar bicharada. As conversas, quando as havia cá por casa, andavam sempre à roda dos bichos, e das evoluções, e das pokebolas, e do pokedex e o raio que os parta que eu nunca pescava nada daquilo. Tenho, em casa, quem conheça todos os nomes dos bichos, das suas primeiras e segundas evoluções (quando as há), e de que tipo são, de pedra, de água, de fogo, venenosos e cenas do género.

 

Quando há umas semanas a coisa começou a ser falada, nos states, claro, percebi na hora que ia ser uma coisa em grande. Ainda não foi, mas vai ser.

 

A geração que nasceu nos anos 90, e respectivos pais, vai viajar na maionaise.

 

Isto apanha a miudagem que há quase 20 anos apanhou a febre Pokemon. Na altura miúdos e miúdas, agora recém-licenciados, com algum tempo em mãos, que podem, finalmente, realizar o sonho de andar à caça de Pokemons, irl.

 

Apanha também a miudagem que tem agora 16,17 e 18. Apanha os pais dessa miudagem, que, por obrigação paternal aprendeu tudo de cor, e que agora relembra a matéria dada.

 

É o primeiro fenómeno nostálgico a que esta geração é exposta, neste tempo em que tudo é rápido, volátil, descartável.

 

Apanha, por fim, aqueles e aquelas que, fartos de se sentirem excluídos das conversas, adoptam o mote "se não consegues combatê-los, junta-te a eles".

 

Não é necessariamente mau. Estou farta de ver gente a ridicularizar a coisa. Claro que há excessos, mas, a bem dizer, eu acho muito bom que a miudagem (e respectivos pais, onde isso se aplique) possa sair de casa. Sair da frente do computador. Andar. Conhecer as coisas à sua volta. Contactar com a natureza (há mais bichos junto de vegetação, água, etc.). Combate o sedentarismo e o isolamento.

 

Isto ainda agora começou, e não me cheira que seja uma coisa tamagochi, que dura um Verão e se reduz a meia dúzia de malucos. Estou convencida de que vai ser grande, e que veio para ficar e para durar, e que vai ser verdadeiramente global.

 

Na semana passada fomos jantar fora, eu fui de carro, eles foram a pé, para caçar Pokemons. Durante o jantar, fiquei o tempo todo calada, a reviver o passado em Brideshead, enquanto eles falavam dos bichos, e dos ginásios, e dos combates, e dos ataques. 

 

Regressei temporariamente a 2005, excluída. Não pretendo reviver a sensação.

 

Instalei a app e criei conta no dia 14, na véspera do lançamento oficial em Portugal. Prevejo um Verão cheio de passeios, o que só vem ajudar à minha dieta e à minha decisão de fazer mais exercício físico. 

 

Já tenho o meu Pikachu (não faço a menor ideia da sua utilidade, mas já o tenho).

 

pikachu.png

 

Gostava, por fim, de chamar a atenção para um tema grave, de que ninguém ainda falou. Portugal está assolado por uma praga nefasta de Zubats, e ainda não vi ninguém a tomar medidas para a combater. Essa é que é essa.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



6 comentários

Imagem de perfil

De Isa a 16.07.2016 às 12:11

Épa.. já apanhei tantos zubats que não percebo como ainda não estão em vias de extinção...
Sem imagem de perfil

De Rita Pinto a 16.07.2016 às 22:41

Para quem não joga pokemons tem sempre o ingress, as zonas são as mesmas porque os gyms e os pokestops sao alguns dos portais que a comunidade de jogadores ingress fez o favor de criar nos últimos 4 anos . ingress é a base do pokemon go ,a mecânica do jogo é diferente, não tem gráficos bonitinhos mas para malta mais velha e mais tech é mais apelativo. Por exemplo hoje em Toquio juntou cerca de 5000 pessoas durante 4 horas para a final de mais uma anomalia entre as duas facções, com jogadores do mundo inteiro que foram propositadamente para o evento .
Sem imagem de perfil

De AB a 21.07.2016 às 01:55

Já ouvi falar do pokemon go. Não faço idéia do que seja. Podia procurar, qualquer dia alguém me vai explicar, não há pressa.
Cá em casa há um pikachu, vindo directamente do Japão para que uma menina muito novinha parasse de chorar por lhe terem roubado o dela na creche. Quando lhe comprei o primeiro o bicho era ubíquo, depois já só no Ebay. Voltou em força, como a Heloo Kitty.
Tenho uma idade em que já apanhei de tudo, cubos de Rubik, hula-hoops, bandoletes fluorescentes, iô-iôs, Laura Pausini, tamagochis, farmvilles, e mais uma data de coisas em que há sempre uma grande adesão, campeonatos, e campeões. Quase todas são cíclicas, basta ir ao sótão e voilá, num caixote empoeirado está a última moda.
Não sou um hater, mas é que já vi tanta coisa dessa, passa-me ao lado. Até ao dia em que leve com uma em cima.
Sem imagem de perfil

De Sara @ Frases para Status a 26.07.2016 às 15:56

Esse joguinho está fazendo realmente um BooOOOmmm por todo o mundo. Muitos vão ser os jogos que vão seguir sua filosofia. Já estou imaginando o "The Sims" criar o mesmo formato, entre tantos outros. Estamos na era da tecnologia, vamos aproveitar os pontos positivos dela !? =)
Sem imagem de perfil

De Saudavelmente a 11.08.2016 às 01:30

Olá, gostei do post, meus parabéns..
Infelizmente não tenho um telemovel que suporte esse novo jogo mas vendo o lado positivo tem ajudado imensa gente depressiva a sair de suas casas.. Como todos os jogos existem lados positivos e negativos e acho realmente que este será um jogo bastante jogado e com muito sucesso :)

Comentar post






Arquivo