Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Dr. Baldino

por jonasnuts, em 03.02.14

Aqui há uns tempos, por ocasião do 10º aniversário dos Blogs do SAPO, referi quase pela primeira vez neste Blog (auto-link) o Dr. Baldino.

 

Assim, com um doutor no início, apesar de no SAPO não usarmos os títulos, há aquelas pessoas a quem o doutor parece pertencer. Nunca me habituei a chamar-lhe outra coisa, apesar das insistências. Da mesma forma que ele nunca me chamou Jonas, apesar das insistências. Dr. Baldino, Mª João.

 

Era pouco mais velho do que eu, apesar dos cabelos brancos enganarem.

 

Sem ele, o meu percurso profissional não teria sido o mesmo, no SAPO. Teria sido outro, mas não teria sido o mesmo. Duvido que existissem Blogs no SAPO, sem o Dr. Baldino.

 

O Dr. Baldino morreu no sábado. Nos últimos 5 anos vimo-lo a lutar. E se ele era um lutador. 

 

Durante quase uma década trabalhei de perto com o Dr. Baldino. Para além do Benfica, havia outra característica comum. A frontalidade. O Dr. Baldino não mandava recados. A subtileza não seria o seu forte. Aquilo que muitas pessoas consideram um defeito eu considero uma virtude. Com o Dr. Baldino, não havia enganos. Ninguém tinha dúvidas acerca do que realmente pensava. A voz forte ajudava. Só um surdo podia alegar desconhecimento. E uma descasca do Dr. Baldino, não se esquecia. Nem as gargalhadas :) Ora se juntamos duas pessoas frontais (ele e eu), a coisa pode dar para o torto, e às vezes deu, mas havia respeito mútuo (e uma diferença hierárquica que ajudava a resolver as coisas, claro :)

Lembro-me quando decidiu lançar-se em mais um desafio, e deixar o SAPO para ir para a TMN. No SAPO, a consternação foi geral. Houve mesmo quem tivesse feito cara feia, quer ao Dr. Baldino quer a quem o veio substituir :)

Mas nunca deixou de ser um SAPO, e veio muitas vezes visitar-nos, e sempre escreveu sobre as coisas novas que íamos lançando. Era uma daquelas pessoas que, mesmo saindo do SAPO, nunca saiu.

 

Há uns meses mandou-me um sms. Lacónico. À Dr. Baldino: "Não quero perguntas. Mande-me todos os usernames e passwords de coisas que eu tenho no SAPO". Referia-se a usernames e passwords de contas nos Blogs do SAPO, no SAPO Fotos, no SAPO Vídeos, etc... Percebi a parte do "não quero perguntas" e cumpri a instrução, também eu lacónica. Recebi um "obrigado e até sempre". 

 

Hoje, prestamos homenagem ao Dr. Baldino. O seu legado no SAPO é incontornável. Não é, no entanto, aquilo de que mais orgulho tinha. 

 

A família, sempre a família. Com a mulher constituiu a melhor equipa (palavras dele), e o trabalho desta equipa resultou no seu maior amor. Os filhos, sempre os filhos, de quem tinha um orgulho desmesurado.

 

Eu conheci um Dr. Baldino que eles não conheceram, eles conheceram um pai à séria. Nem toda a gente tem a mesma sorte.

 

Godspeed Dr. Baldino.

Autoria e outros dados (tags, etc)



3 comentários

Sem imagem de perfil

De Nelson Fernandes Feiticeiro Soares Delic a 03.02.2014 às 10:14

É com enorme tristeza que leio este teu post.

Revejo me no teu texto e nos pedidos "não me trate por doutor que me faz sentir velho" entre outros episódios que o manterão vivo dentro de mim.

Mais do que um chefe, um mentor.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 03.02.2014 às 10:29

Ah, mas ele está vivo..... no que fazemos e fizemos, no SAPO, e, sobretudo, nos filhos :)
Sem imagem de perfil

De Fernando Afonso a 03.02.2014 às 10:41

Fizeste-me chorar, mas soube bem recordar.

Uma grande perda na pessoa em si mas muito dele fica na nossa cultura do SAPO.

Lamento, lamento mesmo muito que tenha morrido, sabia tão bem ver tanto otimismo nos seus textos, e saber que estava sempre lá disponível para nos apoiar e ajudar.

Comentar post






Arquivo