Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Cara SPA #pl118

por jonasnuts, em 25.08.14

Não sou associada, pelo que não me representas. Quem me representa são os deputados da Assembleia da República, e é com eles que pretendo debater o tema da lei da cópia privada. Estás no teu direito de fazeres o que muito bem entendes, naquilo que achas que é a defesa dos teus interesses.

 

Posto isto, verifico que estás, bem como os elementos da tua direcção, muito mais caladinha este ano do que em anos anteriores. 

 

Mas não resististe. No teu comunicado de dia 20 de Agosto dizes:

 

"Esta causa não foi ainda bem compreendida por muitos consumidores, cujos interesses respeitamos, que não perceberam que, além da aplicação da taxa ser justa, ela garante também a sobrevivência de obras e de criadores sem os quais os aparelhos de distribuição pouco ou nada teriam para difundir."

 

Ora, tu tens o direito de dizeres o que te apetece, mas não me trates como débil mental. 

 

A taxa não é justa, não incide apenas sobre aparelhos de distribuição (como, aliás, bem sabes) e os dispositivos sobre os quais incide servem maioritariamente para alojar conteúdos que são produzidos pelas pessoas. As minhas fotos, os meus vídeos, os meus ficheiros, produzidos por mim, ocupam espaço e o seu alojamento NÃO pode ser taxado para pagar direitos de autor a terceiros cujos trabalhos eu não consumo.

 

Ocuparias de melhor forma o teu tempo e gastarias melhor os teus recursos, se te dedicasses ao que realmente interessa. Estou à espera de ver a merecida homenagem a Luís Pedro Fonseca, ou, pelo menos uma nota a assinalar a sua morte (não sabias? Sim, o Luís Pedro Morreu).

 

E, antes que te ponhas com ideias, apesar deste post estar a ser escrito em horário de expediente, estou de férias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



5 comentários

Sem imagem de perfil

De Diogo Constantino a 25.08.2014 às 13:47

A taxa, não é justa e não acredito que algum autor português tenha como única, ou como principal fonte de rendimentos, os valores da taxa que são redistribuídos...

Por lei pelo menos 5% ficam para a entidade de gestão colectiva de direitos de autor, mas pode ser mais. E como já foi dito por alguém 80% do que é cobrado é enviado para autores estrangeiros (afinal de contas também são autores). Ora se a AGECOP tem recolhido valores que diz ter recolhido, só mesmo os funcionários da AGECOP vivem à conta da taxa.
Sem imagem de perfil

De Paulo Soares a 25.08.2014 às 18:41

Boa M. João!

http://dlvr.it/6jstYx

Pelo menos a SPA já veio dar alguma noticia dos seus associados.

:-)
Imagem de perfil

De jonasnuts a 25.08.2014 às 20:54

Mais vale tarde que nunca. O Luís Pedro merecia. Isso e muito mais.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.08.2014 às 17:54

A vergonha não é ver uma qualquer associação a arranjar maneira de impor uma taxa, viver à custa, dos consumidores, a VERGONHA é ver isto ser imposto por quem fabrica leis, que pelos consumidores foi eleito.
Será legal o estado cobrar taxas para entregar a empresas privadas?
Imagem de perfil

De jonasnuts a 27.08.2014 às 18:01

Precisamente o meu ponto de vista. Quem tem de ser responsabilizado é o legislador, que é quem nos representa, e não entidades gestoras de direitos de autor.

E sim, é legal o estado cobrar taxas para entregar a privados.

Comentar post






Arquivo