Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




subscrever feeds


Arquivo



Caros senhores das finanças

por jonasnuts, em 09.05.17

Adorei saber que tinham lançado uma app.

Fui ver.

 

Instalei e autentiquei-me. Tive pena que não permitissem a autenticação através da impressão digital, mas pronto, paciência, não era um must have, era um nice to have. Ainda por cima, tecnicamente, não é complicado. Mas pronto.

 

Como sou uma cidadã cumpridora, já entreguei a minha declaração pelo que, a app apenas me serviria para saber o estado da minha declaração. Espero que seja apenas o princípio, e que a app cresça em funcionalidades, senão faz-se o download uma vez por ano e só para poupar o trabalho de ir ao site.

 

Fui ver o estado, e agradou-me.

appfinancas.jpg

A "situação", desde 5/5 era "Reembolso emitido". 

Fui logo a correr ao Homebanking confirmar a coisa, que uma pessoa nesta matéria só acredita quando o carcanhol está do lado de cá. Nada.

 

Oh diabo. Desabafei no Facebook e foi aí que uma data de gente culta me informou.

 

"Reembolso emitido" está longe de significar o que as pessoas normais acham que significa. 

Se aparecer "Liquidação processada", a mesma coisa.

 

Em linguagem de pessoas normais, parece querer dizer que já nos devolveram o carcanhol, em linguagem de pessoas das finanças quer dizer que ainda a missa vai no adro.

 

E é aqui que eu pergunto, aos senhores do ministério das finanças......... afinal, a porra da app é para quem? É para o público, leigo na vossa terminologia, ou é para os funcionários do ministério e TOCs?

 

Mão amiga fez-me chegar um organograma dos vários estágios da declaração. Coitada, é viajada, a declaração.

organograma.jpg

Queridos senhores das finanças (ainda não me devolveram o guito, tenho de ser simpática), O que se passa entre o 1º ponto (submetida) e o 5º ponto, ao comum dos mortais, não interessa para nada.

 

Pode, eventualmente, servir para a pessoa perceber que alguma coisa está a andar, mas em nenhum momento vocês podem usar vocabulário que induza as pessoas em erro, sob o risco de as terem ainda mais frustradas do que o habitual uma vez que o assunto mete dinheiro, impostos e atrasos.

Na próxima versão, corrijam estas coisas. Se precisarem de ajuda para traduzir e adaptar textos para linguagem de pessoas normais, eu ofereço-me, que esse é um dos serviços que a minha empresa presta.

 

Muito agradecida. Não tem de quê.

 

 

UPDATE: A Sarah chamou-me a atenção para o facto da linguagem não ser exclusiva da app. Portanto, esta linguagem de jargão técnico financeiro é sinónimo de inépcia transversal a todas as plataformas, não sendo um exclusivo da app. Também posso adaptar os textos do site. Encarece um bocadinho o orçamento, mas valerá a pena.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Jonas, a motard

por jonasnuts, em 04.05.17

Isto das motas é um mundo e está cheio de truques. Estou farta de aprender cenas.

 

Aparentemente, já tenho mota, porque um amigo de um amigo tinha uma pcx para venda, o negócio parece simpático, e apenas aguardo a devolução do dinheiro do IRS para fechar o negócio. Há-de ser mais ou menos assim:

pcx.jpg

 

 

Portanto, não é uma Peugeot Django, o que é uma pena, mas foi o que se arranjou.

 

Muitas foram as recomendações de aulas de familiarização pelo que decidi seguir os conselhos, e já estão marcadas.

 

Outra recomendação muito frequente, aliás, a mais frequente de todas tem a ver com o equipamento. NÃO SE POUPA EM EQUIPAMENTO. Ok. Qual equipamento?
O ideal é que seja capacete, luvas e casaco. Se não der para tudo, compra-se o casaco depois, mas capacete e luvas, sempre.

E agora? Que tipo de capacete? Que marca de luvas? 
O capacete não vai ser fashion, porque toda a gente me diz que os fashion são uma treta, porque não protegem. Os que são mesmo bons são os integrais, one piece. 
Ainda ando à procura de lojas porreiras onde me possam recomendar estas cenas sem me levarem couro e cabelo.

Seguro, outro mundo. Preciso de um seguro contra terceiros e de responsabilidade civil. Isto dá muito mais trabalho do que o que eu imaginava.
 
Mais as protecções contra roubo, cadeados e afins. E um tracker gps (são baratuchos, online e tenho pena de não ter comprado um para a minha bicicleta, a esta hora saberia do seu paradeiro).

 

A família não gosta da ideia. Provavelmente é uma questão de hábito :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicidade em blogs

por jonasnuts, em 20.04.17

Vou só deixar isto aqui numa de "how not to". É um problema antigo, acerca do qual já escrevi várias vezes. Todos os dias me chegam propostas idiotas à caixa de correio.

É raro chegar-me uma proposta bem feita, mas já aconteceu. O conceito não me repugna, e sou gaja para escrever sobre coisas que experimente, com marcas com que me identifique, que tenham a ver comigo. Mas a coisa tem de ser bem feita. 

Respondo sempre às raras propostas de jeito que me chegam. Aceito ou não aceito, e se não aceito digo porquê.

Às outras, não respondo e vão directamente para o lixo. E depois há algumas que, por um motivo ou outro, me chama a atenção. Foi o caso da de hoje. 

Começou por me chamar a atenção o destinatário. Enviaram este mail para 3 pessoas. Eu, uma a_espuma, que não conheço e um outro senhor, que sei quem é. Quando vejo o meu nome misturado com o do senhor, normalmente rio-me.

E depois o texto, "tomem lá o privilégio de partilharem o nosso novo conceito, se quiserem imagens peçam, adeusinho e até à próxima."

 

solteiros (1).jpg

 

 

A sério, senhores. Eu tenho uma empresa de consultoria digital, trabalho nesta área, antes de enviarem uma mensagem destas, para quem quer que seja, consultem-me. Não sou assim tão cara. Tomem lá um cheirinho (auto-link), de borla, com umas dicas de como fazer. 

 

Assim, estão a deitar dinheiro fora.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Em busca da moto perfeita

por jonasnuts, em 17.04.17

Já percebi que as motos são como as opiniões, há para todos os gostos.

 

Para quem, como eu, não percebe nada, a quantidade e a qualidade do feedback que recebi, por causa do post anterior, foram esclarecedoras, mas também baralharam.

 

Roda alta, roda baixa, roda intermédia? Sei lá eu, que achava que as rodas eram todas iguais,

 

Capacete já percebi que tem de ser integral, mas one piece ou modular? 

 

E alugo uma para treinar, faço um test drive ou tenho aulas? Eu só sei andar de bicicleta e com calma.

 

Tenho achado que o mercado está pouco preparado para pessoas como eu. Está preparado para a miudagem, que já sabe conduzir porque aprendeu nas motos dos amigos. Está preparado para quem já conhece e já domina.

 

Não encontrei uma única escola de condução com oferta de aulas de condução, sem falar em carta. Se eu tenho carta de ligeiros, não preciso de tirar a carta para conduzir uma 125. Tenham uma oferta de aulas para quem quer aprender, mas não quer (ainda) tirar a carta.

 

Também já percebi que a questão estética é importante. Para mim também é, mas o argumento €€€€ fala mais alto. Eu gosto da Django Evasion. Do look retro e, sobretudo, do tom de azul. Mas € 2.700 é muita fruta, sobretudo assim de repente e não encontrei em 2ª mão.

 

Peugeot - DJANGO EVASION.jpg

 

Em cima disso, não sei quais são os consumos, nem ninguém me diz se isto é alguma coisa de jeito ou não. E é francesa. E tem um leão mesmo ali à frente.

O consenso parece ir para a Honda PCX. Porque gasta muito pouco, porque é fiável, porque tem uma boa relação qualidade/preço. A grande maioria das pessoas com quem falei recomendou-me esta PCX. Nova é mais cara que a Django, mas, não só há promoções e facilidades de pagamento como há várias em 2ª mão.

 

PCX125 Campanha Financiamento  Honda Portugal.jpg

Outra dúvida, mas esta já a tenho há MUITOS anos. Porque é que a buzina das motos é tão fraquita? Se há veículo que precisa duma buzina potente, é uma moto. Um camião TIR, com aquele tamanho todo, não apanha ninguém desprevenido, não precisa daquele buzinão para nada, a simples deslocação de ar chama a atenção. Uma moto é mais discreta, tem muito mais necessidade duma buzina de jeito, mas não, têm umas coisinhas imberbes que mal se ouvem. Comprando uma, a primeira coisa que lhe faço é meter-lhe uma buzina de jeito. A não ser que não se possa.

 

Os seguros são outro mistério. Não percebo porque é que não há seguros contra todos. E também não percebo porque é que não há seguros contra roubo. Não tendo garagem para a deixar durante a noite, vai ter de ficar na rua. Amarrada a um poste da luz, mas na rua. Ficaria mais descansada se pudesse ter um seguro, apesar de toda a gente me dizer que ninguém rouba 125.

 

É todo um mundo novo que descubro, devagarinho. Irei dando notícias e estarei atenta ao feedback que me quiserem dar, porque tem sido muito útil :)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

IRS entregue

por jonasnuts, em 13.04.17

Muito antes de terminar o prazo.

 

Se a minha mãe fosse viva, morria de admiração.

 

Eu própria não me estou a sentir lá muito bem, devo confessar......

Autoria e outros dados (tags, etc)

Baby motard

por jonasnuts, em 13.04.17

Mentira, não sou nada :)

 

Estou apenas a considerar muito seriamente a possibilidade de comprar uma acelera, máximo 125cc, que a minha carta não dá para mais, de momento, para me deslocar mais rapidamente e sem problemas de estacionamento, e para ser mais barato do que de carro.

 

Esta ideia surgiu, em primeiro lugar, confesso, por estar parada nas bichas, e vê-las passar, às motos, leves e airosas, sacanas, entre os carros, sem que as bichas as afectem, muito, vá. Depois porque, por motivos que não acbem aqui, neste momento, deixei de ter estacionamento perto do meu local de trabalho, e andar de transportes públicos é muito giro, mas demorar 2 horas a chegar a casa, em vez dos tradicionais 30/45m, se formos a ver bem, cansa.

 

E depois, várias circunstâncias se reuniram, para proporcionar esta decisão. Sendo que a morte da minha mãe foi a que mais contribuiu. Nunca daria este passo se a minha mãe fosse viva, ela pura e simplesmente não me deixaria fazê-lo. Sim, maior e vacinada, mas para algumas coisas, a minha mãe tinha autoridade :)

 

Vai ser uma coisa muito ponderada porque, para ser sincera, não percebo nada de motos. Sim, andei, quando era mais miúda, mas já passaram uns anos valentes e ter andado quando era adolescente não faz de mim conhecedora.

 

Preciso de saber o que comprar, quando comprar, a quem comprar (vou comprar em segunda mão, que sou uma tesa desgraçada, não tenho dinheiro para coisas novas), portanto, sugestões recomendam-se :)

 

Sugestões a todos os níveis........ vendedores, marcas, modelos, gadgets, acessórios, percursos, fiscalidade criativa, sítios para praticar, preços e tudo o que acharem que pode ser útil a uma marinheira de primeira viagem.

 

Muito agradecida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Terràvista

por jonasnuts, em 23.03.17

Faz hoje 20 anos que foi lançado aquele que seria o primeiro grande projecto português na Internet.

O primeiro serviço gratuito para alojar ficheiros.

 

 

Um serviço através do qual muitos contactaram pela primeira vez com a Internet.

 

O meu primeiro filho profissional.

 

Faz hoje 20 anos que lançámos o Terràvista.

 

terravista.gif

(A ver se arranjo uma imagem de jeito nos arquivos lá de casa).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um dia, gostava que acontecesse comigo

por jonasnuts, em 10.03.17

 

Lindo :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Caras agências imobiliárias

por jonasnuts, em 23.02.17

Fuck you. Depois queixam-se de que estão a perder negócio para as vendas particulares.......

 

5 anúncios, 5 imobiliárias, 5 dimensões diferentes. A mesma casa.

 

imobiliariasuck.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Thank you

por jonasnuts, em 17.12.16

The Guardian.png

 

Autoria e outros dados (tags, etc)





subscrever feeds


Arquivo