Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Nespresso, o iPod do café

por jonasnuts, em 28.08.07
É verdade, é uma constatação.

Em todo o lado (virtual e real) oiço falar dos méritos das máquinas e dos cafés Nespresso. Há um esgar de deleite na face dos evangelizadores Nespresso, quando falam do aroma, e do sabor, e do sistema, e da espuma, e etc. Se se tratar de uma evangelizadora, o esgar é mais aberto, mas isso é porque estão a pensar no George Clooney.

Sendo uma consumidora razoável de café, e de há longos anos, decidi na primeira oportunidade que se me apresentou, experimentar. Até experimentei vários cafés diferentes.

Sim senhor, o sabor de alguns dos cafés é agradável, tem espuma, e o sistema até produz pouca porcaria, mas. (o ponto final é propositado).

E este "mas" não existiria se eu não tivesse encontrado, há quase 10 anos, uma máquina de café que ultrapassa largamente as do sistema Nespresso. Mas assim por kilómetros, estão a ver?

Obviamente que não tem o George Clooney a promover-lhe o nome, nem um site todo escarrapichado (que é um termo técnico que eu inventei agora), nem um design todo xpto, tudo coisas importantes sim senhor, mas em última análise, não é isso que interessa.

O que interessa é que faz uns cafés do caraças, é robusta, tira cafés com pó E com pastilha, tem um serviço de apoio a clientes que funciona (só usei para fazer uma pergunta que foi respondida no próprio dia, por mail, com toda a netiquete cumprida) e é das mais baratas do mercado.

Meus senhores e minhas senhoras, apresento-vos a minha Briel, Estoril (é uma imagem do catálogo, as chávenas não são minhas, cruzes credo).



A primeira que comprei ainda funciona como no primeiro dia. Já comprei várias, quer para oferecer quer para outros poisos que frequento. Ah, e a primeira que vi na vida, lá continua a funcionar, há mais de 10 anos numa casa onde se consome, necessariamente, muita cafeína.

Autoria e outros dados (tags, etc)



47 comentários

Sem imagem de perfil

De Miguel a 28.08.2007 às 23:26

Se o que diz é verdade e essa máquina é realmente fantástica e ultrapassa a máquina Nespresso em milhas, não tenho pena nenhuma que ela não seja minimamente conhecida.

Eu não tenho nenhuma Nespresso nem estou a torcer pela marca nem sinceramente gosto do café, mas se há coisa que eu não gosto é quando uma marca tem um bom produto e nem o sabe anunciar. Eu adorava que essa sua máquina fosse bem vendida, com bom marketing para que eu soubesse que realmente vale a pena!

Espero que nunca eles se queixem de não venderem muito pois nada parecem fazer para isso mudar!
Imagem de perfil

De jonasnuts a 28.08.2007 às 23:52

Não tenho nada a ver com a Briel, sou apenas uma consumidora satisfeita mas, presumo que o valor que uma multinacional como a Nestlé tem para investir em marketing é ligeiramente superior do que o valor que a Briel pode destinar a essa área.

A Briel terá provavelmente menos recursos, e optará por investir esses recursos no fabrico do produto.

Acho bem, conheço marcas que optaram por investir em marketing o que deveriam ter investido no produto e, a médio prazo, é uma estratégia perdulária.

Eu, por acaso, tenho pena das pessoas que não conhecem a Briel. Andam a gastar uma pipa de massa no cafezinho da moda, quando podiam ter melhor e substancialmente mais barato :)
Sem imagem de perfil

De David a 28.08.2007 às 23:51

Eu tive uma que trabalhou muito frequentemente, houve muitos poucos dias que não foi utilizada durante mais de 18 anos, infelizmente está arrumada, devido à oxidação do metal. Não consigo é recordar a marca não sei porquê!
Sem imagem de perfil

De Filipe a 28.08.2007 às 23:58

É assim a vida, quem não tem cão caça com gato.
Se não tivesses uma opinião contrária ao resto do mundo é que eu estranhava, hoje em dia a tendência é ser do contra, dar o tal ar de rebelde. Fica bem no blog.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 29.08.2007 às 00:04

A sua observação até tem um pouco de verdade.

Gosto pouco de carneiradas. Só alinho em carneiradas quando gosto verdadeiramente de algo, mas é raro.

Prefiro pensar pela minha cabeça. Se na maioria dos casos não sigo a carneirada, isso não me faz nem melhor nem pior, apenas me faz diferente. Digamos que estou com a carneirada minoritária :)

A última carneirada que segui foi a das Crocs, adoro as minhas, e uso-as sempre que posso.

Por último, já viu a contradição do que diz?
Se ser do contra está na moda, não pode ser uma tendência, porque se for uma tendência, temos de ser contra :)
Sem imagem de perfil

De Carlos Andrade a 29.08.2007 às 00:33

Não te queixes das chávenas... é para dizer com o aspecto/look que a máquina tem. :->
Imagem de perfil

De Brockston Über Alles a 29.08.2007 às 10:23

Tenho uma Briel igual à da imagem (chávenas e tudo) com a qual produzo há mais de dez anos a minha meia de leite matinal. Confirmo a durabilidade dos componentes e a qualidade dos fluidos que dela brotam. E não, não me estão a pagar para dizer isto. Embora fosse simpático que o fizessem.
Sem imagem de perfil

De nferreira a 31.08.2007 às 16:03

Há algum tempo que ando para comprar uma Nespresso (quem sabe no Natal). Tomei essa decisão após ter provado o 1º café na minha vida daquela marca. Fiquei apaixonado. Os meus pais usam uma Briel igual a essa e já foi para o arranjo 2 vezes. Tal como o meu pai, sou um grande apreciador de um bom café e posso afirmar que os piores cafés que já provei foram dessa máquina. Insípidos e deslavados.
Sem imagem de perfil

De Bruno Figueiredo a 03.09.2007 às 09:44

Subscrevo a tua opinião. As máquinas da Briel não são claramente um bastião do design, mas a verdade é que fazem um café do caraças. Já ofereci várias.

No entanto e porque gosto de sistemas mais limpinhos e gosto de poder variar frequentemente de sabores e intensidades de café, optei por uma nespresso, que faz também um café fabuloso. O suporte deles a clientes também é muito bom.
Sem imagem de perfil

De Ric a 03.09.2007 às 09:55

concordo inteiramente com o "mas"
quando começarem a aparecer sucedâneos das cápsulas caríssimas da Nespresso, pode ser que o próprio valor das máquinas baixe (a siemens já lançou modelos idênticos que aceitam também as cápsulas nespresso) e o 'sistema' se amplie.

de momento, não me parece que seja assim uma solução tão milagrosa.

acho mais que é uma máquina de café para novos consumidores de café que na realidade não bebem asim tanto café. os que bebem, esses, sabem fazer contas e sabem que para bons cafés não são precisas nespressos...

mas há sempre quem goste de ter a máquina exposta para quem vai lá a casa ver e comentar...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.10.2007 às 13:00

Caros Leitores,
Qualquer bom apreciador de café sabe que o termo "ESPUMA" se aplica á imperial e não ao café, o termo correcto é Creme.
Em relação á s m á quinas da Briel , por amor de Deus se não forem descalcificadas com regularidade não tiram um café de jeito... (com creme, aroma e alguma intensidade).
Se colocarmos uma m á quina nespresso ao lado desta em termos e fizermos uma comparação, verificamos que as m á quinas Briel não têm um termobloco , e a pressão não é de 19 bars . J á para não falar no design que estas têm (para pessoas com bom gosto).
Imagem de perfil

De jonasnuts a 22.10.2007 às 13:24

Qualquer apreciador de bom café sabe que as questões do léxico são supérfluas.

Use então o anónimo o creme, que eu uso a espuma.

Se eu colocar uma máquina Briel (Modelo Estoril) ao lado de uma máquina Nespresso, eu optarei sempre pelo café da Briel.
Não me interessam os bars, os termoblocos nem o design. Em última análise, interessa-me bom café. E a Briel que lá tenho em casa, e que é bem tratada, continua, ao fim de quase 10 anos, a dar-me bons cafés. Não preciso de mais nada.
Imagem de perfil

De nunocml a 01.11.2007 às 02:21

ola sou o wudbac__ sem saber como vim aqui parar dou comigo pela primeira vez num blog, tudo por causa da nespresso, o que eu queria realmente dizer é o seguinte:

Neste momento, o que para alguns dos meus colegas de profissao não é consideravelment muito, posso encher o peito e dizer que ja tive o prazer de tirar ai uns 182500 cafés a trabalhar, infelismente não posso dizer que tenho aquilo que se chama maquina de café, não tenho café em casa, o que eu uso é uma coisa chamada altic a110, faço lá o meu capuccinno da nestlé, ´quer dizer, lá aqueço a agua sem saber a que temperatura, o que é facto´é que é a temperatura perfeita, em seguida deixo derreter dois cubos de açucar lá dentro, depois é só despejar o pó de cappucinno dentro da chavena e mecher. Aí é onde começa o prazer, toques nasais perfeitos, paladar e corpo defenidos, avelodado e com alma.
em relação as nespresso, vou me render em breve, qualquer pessoa que saiba apresiar aquilo que tanta gente chama café, deveria saber que: os bares contam, deveria saber o que é um termobloco, isto é o minimo para saber como s prepara um café, é com saber como funciona um saca rolhas para abrir um vinho. e depois não me venham com tretas e deixem o orgulho de lado e digam lá se s não são bonitas, os tempos mudam e nos temos que mudar, o que é inportante é mudar para melhor. nespresso, lol, vão a worten e vejam como é, ou visitem uma loja totalmente nespresso, e vejam, cheirem, e provem o café nespresso, depois digam qualquer coisa. s no dia que passarem por lá juntarem um pouquinho de paz e atenção vão sentir o prazer, ai vão tomar café.
vou voltar cá, gostei de dizer qualquer coisa.
um abc

Comentar post


Pág. 1/4






Arquivo