Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jonasnuts

Manifestos e companhia

Por causa disto e de muitas outras coisas com que me deparo quando ando à procura (ou encontro sem procurar muito) de coisas que digam sobre nós, sobre o SAPO, decidi escrever este post.

Que fique claro, trabalho no SAPO e a única forma de conheço de trabalhar numa empresa, é de camisola vestida. Tenho também a enorme vantagem de gostar muito do que faço (a maior parte das vezes, pelo menos). Pronto, este era o disclaimer.

Posso ainda acrescentar que, dentro de portas, e APENAS dentro de portas, sou uma das vozes mais críticas, em relação a muito do que se faz no SAPO. Porque é assim que deve ser. Devemos ser críticos para que a nossa crítica tenha um resultado, de preferência positivo. Para que isso aconteça, apenas temos de nos certificar que as nossas críticas são ouvidas pelos destinatários correctos. Por isso, critico, directamente para o destinatário principal. Não preciso de intermediários, nem preciso de gritar ao mundo o que está mal (na minha opinião). Basta azucrinar (às vezes de forma MUITO persistente), os responsáveis pelo objecto da minha crítica.

Para fora a coisa é diferente. Quando falam mal do SAPO sinto-me atingida, porque eu faço parte do SAPO. E o SAPO é uma grande (enorme) parte da minha vida, e do meu investimento profissional e pessoal. Não quer dizer que não entenda as críticas, quando elas são justificadas e construtivas, mas custam, as críticas merecidas são, por vezes, as que custam mais.

Mas tudo isto, (também) por causa do manifesto da Isa (que me surpreendeu muito positivamente, se é que isso interessa para alguma coisa).

A verdade é que andamos todos a ler os Blogs uns dos outros. Dos amigos, conhecidos, amigos dos amigos, blogs das listas de blogs amigos. Isso faz com que este universo em que nos movemos seja relativamente homogéneo e limitado. Geeks, para-geeks, geeks-wanna be, designers (que não são bem geeks) e mais coisa menos coisa, é isto.

Ora, este universo é constituído por pessoas que têm um grau de especialização nesta área, MUITO acima do utilizador médio. O que é bom, porque os torna exigentes. Por outro lado, falta-lhes algo que nós temos; visibilidade sobre as necessidades e dificuldades que tem o Utilizador médio.

Eu sei, eu sei, não devemos orientar um serviço para o utilizador médio, devemos orientar o serviço de tal forma que possa ser usado pelo utilizador médio, pelo utilizador que não pesca um boi disto, e pelo expert. Mas, isso seria o melhor de dois mundos. Não existe.

Pessoas que usam o flickr, o Digg e o del.icio.us há bué, e que tratam com o maior à vontade os novos conceitos da Web 2.0 (cada vez detesto mais este conceito, ou, a utilização que fazem dele), não são o padrão. Mas é destas pessoas que recebemos a maior parte das críticas (e venham mais, porque são verdadeiramente bem-vindas.)

Meus senhores:
Ferramentas colaborativas, social networking, adsense, Creative Commons, Tags, RSS, MacOS, Safari, Firefox, Opera e afins são, para 99% dos utilizadores de internet em Portugal, completo chinês.

Para um utilizador normal, o Internet Explorer é sinónimo de Internet, o Outlook Express é sinónimo de mail.

No SAPO existe a vontade de fazer mais, para mais pessoas, e para diferentes tipos de pessoas. No SAPO existe também o know how técnico. Ainda ninguém sabia o que era o Google, e já o SAPO apresentava resultados do Google, na sua pesquisa mundial.

Há coisas nos Blogs, prontas para lançar há algum tempo, que não são lançadas porque primeiro é preciso explicar o conceito. Deixar que as pessoas se familiarizem com as novidades a pouco e pouco. O OPen ID está pronto há mais de 9 meses (existe de origem no LJ), mas a pergunta que me faço é: De que vale colocar mais um elemento que dispersa a atenção, e que confunde o Utilizador, no momento do login, para lançar uma funcionalidade que, afectando milhares de pessoas, vai ser usada, no final, por 10 iluminados?


Cometemos erros?
Bolas! Carradas de erros.
Acertamos tiros ao lado?
Bués.
Temos orgulho de TODOS os nossos conteúdos e serviços?
Não me cheira.
Concordamos com todas as decisões que são tomadas?
Dificilmente.

Isto só significa que sabemos que temos de melhorar, e que o queremos fazer.

E por último.....este plural (que é a principal parte desta coisa).
Nós fazemos, nós queremos, nós gostamos, nós vestimos.
Mas este "nós" é constituído por pessoas que são MUITO diferentes. E que têm competências MUITO diferentes. Consequentemente também têm opiniões muito diferentes.

Uma equipa de projecto é constituída por pessoas de todas as áreas. Às vezes é divertido, e existe sintonia (embora isto não signifique concordância). Às vezes nem por isso, é desgastante, ter de explicar e provar com dados NetPanel e KPIs coisas do mais elementar senso comum. Faz parte.

É um desafio diário, e é também um privilégio diário trabalhar no SAPO. Com todos os seus defeitos, desafios, virtudes, idiossincrasias e afins.

Se estou completamente satisfeita? Claro que não.
Por isso é que reclamo (que é diferente de refilar).
Faz parte da minha natureza.
Olhem para as duas Tags mais usadas neste Blog :)
 
 
UPDATE: (08/05/16) O "isto" da primeira frase era qualquer coisa escrita pela Isa, que matou os links todos quando mudou de chafarica.

15 comentários

Comentar post

Pesquisar

No twitter


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D