Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



A Herança

por jonasnuts, em 13.11.06
Acho que isto é o primeiro post meio sério deste Blog.
Devem ser influências de andar a ler Blogs sérios.

Trabalho há uns anos na mesma empresa, e só agora me apercebi disto, só agora realizei a coisa.

No decorrer da nossa vida profissional é natural, e por vezes até desejável, que as administrações mudem.

Para além de terem de conhecer uma série de novos negócios e serviços e produtos, as novas administrações herdam obrigatoriamente uma equipa. Podem conhecer uma ou duas pessoas, mas na maioria, conhecem-nas superficialmente, por já terem frequentado as mesmas reuniões, pontualmente. Na essência, não conhecem a equipa que estão a gerir, a equipa que têm de motivar a manter unida e a trabalhar na mesma direcção.

Partem então de um pressuposto, que sendo natural, nem sempre é correcto. Confiam na perspicácia e competência na escolha de "recursos humanos" da administração a que sucedem.

O raciocínio é "se estes senhores foram escolhidos pelos meus predecessores para ocupar estes lugares na estrutura, é porque são as pessoas certas para fazerem este trabalho., devem ter a competência, a experiência e o know-how neste negócio". 

De referir que, muitas vezes, as novas administrações não dominam uma determinada área de negócio, tendo de confiar nas chefias identificadas pelos senhores anteriores, para serem aconselhados sobre direcções a tomar, projectos a fazer, prioridades a definir.

O problema é o pressuposto.

Já passei por algumas administrações (ou elas passaram por mim), e de todas as vezes vi-as a seguirem a mesma direcção, a assentar toda a sua gestão no mesmo pressuposto. À vezes funciona, às vezes....nem tanto.

Qual é o resultado, quando não funciona? Vemos uma área de negócio a ser gerida por pessoas que ainda não tiveram tempo para ganhar experiência e que (ingenuamente?) baseiam as suas decisões na competência de quem, muitas vezes, não tem essa competência, apenas teve a "sorte" de estar no sítio certo, na altura certa, e ter a a enorme desfaçatez de agir como se fossem as pessoas certas. E não são.

Autoria e outros dados (tags, etc)



1 comentário

Imagem de perfil

De pedrocs a 14.11.2006 às 11:43

Whoa!


Straaaaa!

Comentar post






Arquivo