Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Caro Diretor-Geral da Autoridade Tributária e Aduaneira, Sr. José António de Azevedo Pereira

 

É com muito gosto, ou não, mas isso agora não interessa para nada, que tenho recebido as suas diversas mensagens de mail, convenientemente enviadas tendo como remetente um no-reply, informando-me das mais variadas coisas que o senhor acha que são do me interesse.

 

A saber, julgou vossa excelência que me interessava saber, no dia 7 de Janeiro, que a emissão de factura é obrigatória, mas que desde 1 de Janeiro essa obrigatoriedade seria reforçada, e até teve a amabilidade de me descrever os termos do reforço. Não me interessava para nada, mas, lá está, o senhor não sabia e queria que eu estivesse informada.

 

Achou também que eu precisava de saber que o site do e-fatura já estava disponível no portal das finanças. Também não me interessava para nada, mas, lá está, senti-me informada.

 

A lista continua, mas não quero tomar o seu, presumo, reduzido tempo, com mais spam.

 

Gostava então de saber, porque é o Director-geral da Autoridade Tributária e Aduaneira, Sr. José António de Azevedo Pereira, é tão solícito a enviar-me correspondência acerca de temas que não me dizem respeito, ou que não me interessam, mas não manda uma porcaria de um mail a dizer que tem "divergências" comigo, e que, por esse motivo, não me devolve o dinheiro que durante todo o santo ano de 2012  reteve indevidamente?

 

Para isso, está quieto, não é?

 

Quem ainda não recebeu a DEVOLUÇÃO dos valores referentes ao IRS declarado para o ano de 2012, que vá ao portal das finanças, e procure por divergências, para ver se eles inventaram alguma coisa, ou se esqueceram de vos dizer qualquer coisa, e agora não vos DEVOLVEM o valor que cobraram indevidamente e estão caladinhos que nem ratos.

 

Eu vi-me à rasca para encontrar a porra das divergências, só lá fui com a ajuda do @joelysandra.

 

Está aqui:

 



Autoria e outros dados (tags, etc)



11 comentários

Sem imagem de perfil

De asturmas a 13.06.2013 às 22:48

Não sei até que ponto isso não vai contra a lei 46/2012 mas como o estado esta sempre acima da lei..
Imagem de perfil

De jonasnuts a 13.06.2013 às 22:52

Nem sei o que é a lei 46/2012. Só sei que a grande maioria das pessoas que eu conheço que entregaram o IS já recebram, e eu não.

Se calhar não está relacionado, e ainda não recebi, porque ainda não recebi. Mas o que é facto é que havia lá uma coisa em atraso, e os gajos bem podiam ter enviado um mail, e népias.
Sem imagem de perfil

De asturmas a 13.06.2013 às 22:54

A lei lei 46/2012 é relativa a SPAM (e cookies mas pronto deixamos essa passar)...
Autorizaste expressamente o envio desse tipo de emails?
Imagem de perfil

De jonasnuts a 13.06.2013 às 22:59

Não.... mas se se trata de informação relevante (e eles parecem achar que si), não se enquadra na categoria de spam.
Sem imagem de perfil

De Phil a 13.06.2013 às 22:48

Posso dizer que há pelo menos, uma pessoa que tem divergências e que recebeu normalmente o reembolso do IRS.
Sem imagem de perfil

De Luis Correia a 13.06.2013 às 22:49

Vá lá, tive sorte:

Nesta data, o Sujeito Passivo não tem qualquer processo de divergência aberto.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 13.06.2013 às 22:53

Não te incomoda? Seres não só sujeito, mas, mais para mais, passivo? :)
Sem imagem de perfil

De Pedro P. a 13.06.2013 às 23:20

Capítulo I:

Descobriu uma divergência através dos nossos serviços? Faça favor de a regularizar, ou consulte os nossos serviços para saber do que se trata. Não se esqueça de, regularmente, procurar no nosso imenso e absurdamente confuso site, mensalmente, se há novidades. A responsabilidade é sua.Dá-nos imenso trabalho contactá-la para resolver esse problema, já que estamos a trabalhar para "pôr a casa em ordem". O spam, como sabe, é mais fácil de enviar.

Posteriormente à resolução da sua divergência para com os nossos serviços, verificaremos se tem mais alguma por resolver. Não se esqueça de verificar se lá está alguma coisa, por que como sabe, estamos a "arrumar a casa".

Está resolvida? Óptimo. Tem mesmo a certeza? Ora consulte lá o nosso belíssimo sistema, não vá haver algum erro que não é das nossa responsabilidade, mas de um tal Servidor/DB. Se tiver mesmo a certeza, pode avançar para o tal pedido em seu benefício, que por acaso já nos esquecemos qual foi (enviar de novo 213464 documentos e comprovativos para podermos retomar o processo de re-avaliação - salientamos que poderá demorar até 12 meses a ser concluído - )

Agora podemos avançar para o pagamento dos valores relativos ao ano XXXX, dentro dos prazos especificados por lei (ou não, mas nesse caso não lhe pagamos juro algum pelo atraso no pagamento da nossa parte, coisa que acontece se o exmo. contribuinte - o passivo, inserir piada aqui - PAGA caso se atrase a encher o nosso bolso).

Infelizmente, é assim. Porque é assim que funciona. Já que ninguém se dá ao trabalho de contestar, repudiar, ignorar ou usar outros adjectivos acabados em "ar", de índole marcadamente humorístico.

É...triste.
Sem imagem de perfil

De Filipe Pina a 13.06.2013 às 23:46

E ainda bem. Os tansos dos contribuintes que pagam a tempo e horas agradecem. É pena é as multas não serem mais altas...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.06.2013 às 11:29


Un litige avec l’administration fédérale des impôts ?

Le Service de conciliation fiscale vous aide !

http://minfin.fgov.be/portail2/fiscal-intermediary/fr/index.htm

Imagem de perfil

De Claudia Borralho a 19.06.2013 às 11:16

Já eu que tambem fui brindada com uma divergência recebo a porra do email igualzinho TODOS os dias. Um por dia, assim à noitinha ou pelas horas da madrugada. Sem falta todos os dias a mesma porra do email.

Comentar post






Arquivo