Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Reuniões de pais

por jonasnuts, em 21.09.10

Ao princípio andamos todos às aranhas. Tirando as educadoras, cada um parece ter uma ideia muito própria acerca do que é suposto debater-se numa reunião de pais.

 

Depois, com a prática e o andar dos anos, habituamo-nos a reconhecer os que nunca falam, os que nunca vão, os que acham que sabem tudo, os que adoram falar dos feitos das criancinhas, os poemas que fazem aos 5 anos, os futuros músicos, engenheiros, as tendências de génio que os infantes já demonstram, em tão tenra idade, as conquistas, etc.

 

Com a prática aprendemos a catalogá-los, e eles a nós, provavelmente. É uma espécie de reunião de condomínio, mas com pessoas que não são nossas vizinhas.

 

No entanto, apesar de tantos anos que levo de reuniões de pais, confesso que continuo a conseguir surpreender-me com algumas avestruzes.

 

Estamos no século XXI e o grupo dos graxistas ainda existe. Os que tratam a professora por "seutora", os que dão os parabéns no final da reunião, pelo sucesso da mesma, tentando usar palavras mais caras do que o que têm para gastar. São, provavelmente, netos do puto que levava invariavelmente uma maçã para oferecer à senhora professora. Palavra que não entendo.

 

Mas hoje, pela primeira vez em quase 12 anos que levo de reuniões de pais, um interveniente levantou uma questão original.

Simulacros e instruções de conduta para situações de emergência. Fogos, sismos, pensarão vocês, como eu pensei.

 

Mas não. Aparente e adicionalmente o senhor referia-se a alunos armados de espingardas, à solta nas instalações, matando tudo e todos e depois eles próprios. Uma coisa assim como Columbine, mas num bairro de Lisboa.

 

Não sei o que é que me divertiu mais, se a questão colocada pelo progenitor, se a cara de espanto dos outros presentes, se a aflição da directora de turma que estava a levar a coisa.

 

Enfim, é o início de um novo ciclo que, pelo teor da reunião me parece auspicioso e, acima de tudo, muito divertido.

Autoria e outros dados (tags, etc)



6 comentários

Sem imagem de perfil

De Dextro a 22.09.2010 às 00:22

Ok subitamente acho que as reuniões de pais podem ser interessantes. Para a proxima leva as pipocas que tens ai bons argumentistas para filmes :P
Imagem de perfil

De jonasnuts a 22.09.2010 às 00:27

Para a próxima, filmo :)
Sem imagem de perfil

De AB a 22.09.2010 às 01:24

Mas a dos sismos e incêndios é boa idéia...
Sem imagem de perfil

De Miguel Maio a 22.09.2010 às 09:15

Se no início do ano isso já anda com espingardas, imagina no fim... Guerra química? Ciberataques? Isso promete!
Sem imagem de perfil

De I. a 22.09.2010 às 10:24


Uau. Eu sugeria formar uma milícia e uma equipa de snipers, formada por alunos voluntários e coordenada por pais ou professores, que dariam a ordem de disparo. Não sei se a DREL tem orçamento para detectores de metais (à porta da escola, uma necessidade imperiosa!) e equipamento para as ditas equipas, mas é um assunto a pensar.
Sem imagem de perfil

De allungare pene a 05.10.2010 às 14:46

Olá, estou a estudar Português e eu aconteceram em seu blog que bom!

Comentar post






Arquivo