Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Os gravadores e o Público

por jonasnuts, em 16.05.10

O que é que tem a ver uma coisa com a outra? Aparentemente nada, mas na minha cabeça, tudo.

 

No caso dos gravadores há um deputado que, claramente, comete um erro. Perdeu a cabeça, meteu os gravadores ao bolso e bazou.

 

No caso do Público a dar como facto que o adepto do Benfica tinha morrido, publicando a notícia (ouvida num fórum da Benfica TV), sem antes a confirmar, também é um erro.

 

Nenhum destes erros me chateia. Se os erros me chateassem eu só lidava com máquinas. Errar é humano.

 

Estou mais interessada na resposta ao erro. E, nos dois casos, a resposta foi errada.

 

Se o deputado Ricardo Rodrigues, ao cair em si, tivesse pegado no telefone e ligado para os jornalistas, reconhecendo o erro, devolvendo os gravadores e pedindo desculpa, a coisa, na minha perspectiva, tinha-se resolvido e tinha ficado por ali. Não. Persistiu no erro.  Neste momento, já não tem volta a dar.

 

No caso do Público, a mesma coisa. Se tivessem assumido o erro, relatado a verdade dos factos e pedido desculpas pelo erro, a coisa tinha passado, porque, reconhecerem o erro era sinal de que estariam mais atentos no futuro. Não, tentam deitar as culpas para cima da Benfica TV, como os putos dizem à mãe, que não fui eu, foi o cão. Neste momento, já não têm volta a dar.

 

Se os erros me chateassem, eu só lidava com máquinas, já o disse ali em cima. A forma como as pessoas lidam com os erros que cometem é que me esclarece, mais do que os erros cometidos.

 

Nestes dois casos, fiquei plenamente esclarecida.

Autoria e outros dados (tags, etc)



3 comentários

Sem imagem de perfil

De Luz a 17.05.2010 às 11:54

São as famosas justificativas... É sempre uma bola de neve para o erro. Teoricamente seria mais prático para todo mundo, reconhecer-se um erro e arcar com as consequências deles, mas para isso precisa-se de mais que uma visão mais lúcida da vida, precisa-se de humildade, e isso que é o mais difícil de encontrar-se no ser-humano. Então justifica-se!
Sem imagem de perfil

De Blondewithaphd a 17.05.2010 às 16:21


O segundo erro não conhecia. O primeiro, bem... confirma-se o que (infelizmente) penso a respeito da classe política à portuguesa...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.05.2010 às 16:51


Isso é bem típico da nossa mentalidade, ainda faltou o famoso "sacudir a água do capote" e atirar as culpas para cima de outrém...
aparece em

http://forcanamaionese.blogspot.com/ (http://forcanamaionese.blogspot.com/)

Comentar post






Arquivo