Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



O difícil não é estar online

por jonasnuts, em 08.12.09

Cada vez mais se fala em identidade digital, e em gestão de identidade digital, e até conheço algumas pessoas que delegam em consultores "especializados" a gestão dessa identidade, permitindo-lhes que publiquem conteúdos em nome dessa gestão.

 

É um erro, claro.

 

As ferramentas de publicação são cada vez mais fáceis de usar. Facilita-se a questão a técnica, mas não a questão ética. Há uns anos ouvia-se falar de netiquette, hoje, nem por isso. E a netiquette nem era por aí além; não usar maiúsculas, não divulgar dados pessoais (próprios e de terceiros) em público, não enviar mails sem subject, não publicar fotos de terceiros sem autorização, não publicar correspondência, enfim, basicamente coisas do bom senso.

 

Mas hoje em dia, temos as ferramentas, mas não temos as instruções. Eu nunca tive instruções, mas hey, há uns anos, errar não era muito grave, a audiência era pequena, e andava tudo a apalpar terreno. Hoje, uma foto carregada, um post publicado, um sms enviado e já está, lá fora, longe do nosso alcance.

 

É fácil ter uma identidade online. Difícil mesmo, é deixar de tê-la. Não conseguimos apagar o que publicamos. E se nos enganamos, estamos lixados com f de cama. Não vale a pena apagar a conta do Twitter, o que escrevemos está lá, na timeline de quem nos segue ou na timeline de quem segue a hashtag.

 

Bem sei que o que acabo de escrever é elementar e básico, mas há muita gente que não sabe e acha que isto tem um botão de rebobinar que permite voltar atrás. Não tem.

 

Quanto aos adultos, que se lixem, não tenho muita pena, pensassem um bocadinho, mas às crianças e jovens é essencial passar a mensagem. Eles que nasceram rodeados de botões que eu só via no espaço 1999, estão habituado às questões técnicas, e não vejo ninguém a ensinar-lhes a ética, quanto mais não seja, como forma de auto preservação.

 

Ensiná-los a respeitar a privacidade (a própria e a de terceiros), ensiná-los a usar a Internet responsavelmente, ensiná-los a pensarem pela própria cabeça e ensinar-lhes que isto não tem marcha atrás.

Autoria e outros dados (tags, etc)



10 comentários

Sem imagem de perfil

De Wonderm00n a 08.12.2009 às 23:34

Grande post ;-)
Sem imagem de perfil

De Ana a 09.12.2009 às 00:37

Concordo inteiramente...
Sem imagem de perfil

De Pedro Príncipe a 09.12.2009 às 09:44

Mt bom! Simples e directo... e concordo plenamente.
Eu tenho falado de identidade digital mas é sempre directo ao assunto. como foi este post!
Sem imagem de perfil

De Bino a 09.12.2009 às 10:42

Tenho duas filhotas, 15 e 10 anos, como é normal passam a vida na net. Desde sempre as ensinei que era importante preservar a sua identidade face a desconhecidos, dando-lhes o meu próprio exemplo: "o Bino".
Aqui há tempos dei com a minha mais nova a explicar-me que no Habbo Hotel chama-se Eleonora, tem 25 anos, mora no Porto, é enfermeira e tem uma filha chamada Catarina. E ainda acrescentou que tem vários namorados virtuais, brasileiros, mas unicamente com o objectivo de os convencer a que lhe ofereçam "mobis".
Fiquei descansado.
Imagem de perfil

De j.a. a 09.12.2009 às 10:58

olá

como já te disseram grande post e também concordo!

tenho colegas meus que se recusam sequer a meter uma foto online e se participam em alguma coisa é só através de pseudónimo!
eu até agora tenho as coisas um pouco abertas e penso não haver mal... mas que não temos "marcha-atrás" isso não
Sem imagem de perfil

De Flavia PM a 09.12.2009 às 12:18

É justamente o que mais me preocupa actualmente! Como ensinar a pequena o bom-senso básico para ela poder aproveitar ao máximo a tecnologia sem prejudicar nada nem ninguém. Quanto mais a ela própria.
Espero conseguir transmitir-lhe o bocado de bom-senso necessário.
Sem imagem de perfil

De Flavia PM a 09.12.2009 às 16:54

Já sabia que iam publicar a respeito é?? http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u662091.shtml

Aqui ninguém se preocupa com isto. Pelo menos nunca li nada que mencionasse que as crianças estão online... A não ser com o "magalhães"
Imagem de perfil

De jonasnuts a 09.12.2009 às 16:58

Por cá vão sendo feitas algumas coisas, como o projecto do Tito de Morais, o Miúdos Seguros na Net, mas é raro http://miudossegurosnanet.blogs.sapo.pt/
Sem imagem de perfil

De Flavia PM a 09.12.2009 às 17:00

Pois é mesmo! Tinha-me esquecido deste trabalho :)
Sem imagem de perfil

De cajas fuertes en malaga a 22.12.2009 às 12:02

Sim, sim concordo dificil estar offline, agora o que seria o mundo sem internet?

Comentar post






Arquivo