Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Patrick Swayze

por jonasnuts, em 15.09.09

 

A Blogosfera política vai falar do Prós e Contras e do primeiro programa do Gato Fedorento (gostei da piada da nano micro pequena e média empresa, que é aquela que é constituída por um anão, maneta, a trabalhar em part-time), e vão muito apropriadamente esmiuçar a participação do José Sócrates e do Ricardo Araújo Pereira mas hoje, nem mesmo essa temática vai ultrapassar, em volume, a Blogosfera Balzaquiana, à conta do Patrick Swayze.

 

E quem é o Patrick Swayze, perguntarão os mais novitos? Morreu ontem, era um actor. Ah, então se era um actor, como é que eu nunca ouvi falar? Porque, meu caro (ou minha cara), é preciso ter-se uma determinada idade. É preciso pertencer-se a uma determinada geração, para gostar (não gostando) de Patrick Swayze. E como ele só fez um filme que marcou uma geração e depois outro de confirmação da excepção que confirma a regra, ou se tem uma idade muito específica, ou não se sabe.

 

E se há uma geração de Balzaquianas que suspiraram à simples menção do nome Patrick Swayze, existe a mesma proporção de gajos de meia-idade que ficam aterrorizados com o senhor, e que devem hoje suspirar, mas de alívio (ou ficar mais aterrorizados ainda, a morte transforma o gajo num mito inatingível).

 

Parick Swayze foi o caramelo que fez Dirty Dancing, que tem a fala mais pirosa e mais épica da cinematografia teen de todos os tempos "Nobody puts Baby in a corner". Isso, misturado com um romance tórrido e com uma banda sonora cuja música mais conhecida ainda hoje me suscita sentimentos contraditórios, faz com que Dirty Dancing, um filme paupérrimo, mas que apanhou toda uma geração de meninas suspirantes e de rapazes que não sabiam dançar, se tenha tornado um clássico.

 

Elas suspiravam que lhes aparecesse um Johnny Castle, eles arrepiavam-se, e bem se esforçavam por menear a anca, sem grande sucesso romântico, mas com um enorme impacto cómico (os mais espertos nem tentavam). Por isso é que há hoje uma geração de homens traumatizados com qualquer movimento que, mesmo que vagamente, possa ser associado à dança.

 

Mais tarde o mesmo rapazito fez Ghost, que deve ter tido o sucesso que teve por causa do capital que Swayze mantinha, dos tempos do Dirty Dancing (como não fez mais nada de jeito entretanto, era fácil manter a aura). Também tinha a Whoopi Goldberg, que ajudou.

 

E não me venham falar dos outros papéis que representou, como o North and South e outros dramalhões, que a malta só via isso à espera de o ver entrar por ali adentro, a menear a anca e com o olhar maroto, mesmo que tivesse vestida uma farda da guerra da secessão.

 

Morreu ontem, Patrick Swayze. Já se sabia que estava doente. Mas este é um daqueles casos em que um actor sofrível, vai ficar na história pelo seu papel num filme igualmente sofrível da década de 80. É o poder das memória adolescente.

 

Viverá para sempre ou, pelo menos, viverá enquanto as Balzaquianas de hoje não sucumbirem às garras da idade, não perderem a memória ou não forem desta para melhor.

Autoria e outros dados (tags, etc)



27 comentários

Imagem de perfil

De Saяa a 15.09.2009 às 11:44

Realmente ele nos últimos tempos estava irreconhecível... é triste e assustador.

Esqueceste do "Ruptura explosiva" ?? Ou foi de propósito? Esse para mim é lindoooooo :)
Imagem de perfil

De pedrocs a 15.09.2009 às 15:35

O melhor filme de Patrick Swayze é "To Wong Foo, Thanks for Everything Julie Newmar" e mais nada. O resto foi paisagem foleirona.
Imagem de perfil

De Teresa Alves a 15.09.2009 às 17:20

... e há as Balzaquianas que nunca viram interesse em nenhum dos filmes do rapaz, nem nunca lhe achou qualquer graça particular... enfim, manias..

:-)
Sem imagem de perfil

De António Manuel Dias a 15.09.2009 às 19:05

Isto deve mesmo haver filmes de gajos e filmes de gajas. É que sinceramente não me lembro de ter visto Dirty Dancing, mas lembro-me bem do primeiro filme que vi com o Patrick Swayze, The Outsiders (http://en.wikipedia.org/wiki/The_Outsiders_%28film%29), e do último, que constitui um dos meus filmes de referência (culto?) desde que o vi -- Point Break (http://en.wikipedia.org/wiki/Point_Break)...
Sem imagem de perfil

De Bino a 16.09.2009 às 15:58

Por um acaso do destino estou de acordo com o Pedro: To Wong Foo, Thanks for Everything! Julie Newmar foi o melhor filme do Patrick Swayze ( e também do Wesley Snipes). Conheces ?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.09.2009 às 16:53

Nao esquecer o papel do senhor como self-help guru-pedofilo em Donnie Darko.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.09.2009 às 00:09

Apesar de não gostares dos filmes contracenados por ele, nos quais em acredito que tenhas visto e gostado , deves apelar mais à tua sensibilidade e ao mesmo tempo humildade para aqueles serão sempre icónes para muitas, muitas pessoas.
Realmente este mundo está cheio de pessoas altruístas e insensíveis!
Imagem de perfil

De jonasnuts a 20.09.2009 às 00:14

Ó homem, decida-se, ou sou altruísta ou sou insensível.
Imagem de perfil

De TNT a 21.09.2009 às 01:51

Quer-me cá parecer que o senhor não sabe bem o significado de altruísta...
Isto, claro, é uma mera suspeita vinda sabe-se lá de onde!
Sem imagem de perfil

De elisabete a 23.09.2009 às 15:44

de facto, na minha opinião julgo que os termos insensivel e altruista não se encaixam de todo como um comentário ao que escreveu...julgo que imbecil e idiota lhe assentam bem melhor.certamente na sua área profissional deve ser um verdadeiro prodigio...este mundo está mesmo cheio de gente mediocre, reles e com complexos de superioridade. bem se ve que deverá pertencer a esta nova geração...como é mesmo??ahhh geração morangos com açucar...cresça e apareça!!!
Imagem de perfil

De jonasnuts a 23.09.2009 às 16:27

Fiquei sem perceber se este comentário era para mim ou para o comentador que disse que eu era insensível e altruísta.

Se é para mim, vou desde já agradecendo e informando que, para além de escrever com com acentos, tenho 40 anos e meço 1,71m, pelo não está previsto que cresça muito mais :)
Sem imagem de perfil

De elisabete a 24.09.2009 às 10:50

pois...compreendo a sua enorme preocupação pelos meus erros ortográficos...só não entendo como não se sensibiliza perante um ser humano doente, e não o digo por se tratar de uma figura publica...foi um homem como muitos outros que sofreu com uma doença terrível
Sabe, não consigo encarar doenças terminais nem as pessoas que delas padecem com essa leviandade e crueldade. Efectivamente o que li ontem deixou-me particularmente nervosa, e continuo a pensar que o que escreveu sobre este caso em concreto foi das maiores imbecilidades que algum dia li.
A natureza humana não deixa de me surpreender, que a desgraça de uns seja o gáudio de outros...
Não me parece que seja uma pessoa estúpida, fiquei com a sensação de que é uma pessoa instruída, pelo que começar por descrever o senhor em em causa por "caramelo" deve convir que não foi um dito muito feliz...
Percebeu agora que o comentário era para si jonas?
Imagem de perfil

De jonasnuts a 24.09.2009 às 11:34

Pronto, percebi agora que era para mim.

Mas uma coisa eu não percebo......o que é que a faz pensar que não me sensibiliza a morte de seja quem for? Porque, convenhamos, o post foi a minha forma de homenagear alguém que fez parte da minha adolescência.

As palavras têm significados diferentes, dependendo do contexto, e queilo que para si é uma palavra insultuosa ou depreciativa (caramelo), para mim, no meu contexto, neste contexto, não é. Trato muitas vezes o meu filho por caramelo, não estando a referir-me à doçura do rapaz :)

Se calhar expliquei-me mal (que é o politicamente correcto para, não me percebeu bem), onde é que viu o gáudio? Onde é que viu que fiquei feliz com a morte do caramelo (again, o meu contexto, não o seu)?

A maioria das mortes, apesar de inevitáveis, são também lamentáveis, principalmente quando se trata de alguém novo, como era o caso.

Escrevi sobre o actor, e enquanto actor, a morte não muda a minha opinião, de que não era grande coisa. Como pessoa, não sei, não conheci.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.09.2009 às 11:46

Muito francamente a imagem que deixou foi de completo desrespeito para com alguém que não era da sua preferência, porque a ser uma homenagem (conforme referiu) é uma homenagem no mínimo bizarra...mas tudo bem...
Provavelmente não entendi bem (eufemismo para ignorante).
Perdoe-me desta forma a minha ignorância. :)
A opinião é livre, você tem a sua e eu a minha, a isso se chama liberdade de expressão.
Contudo devo dizer que à excepção deste post tem um blog interessante. :)
Continue a escrever, porque o facto de pontualmente ter críticas não deixa de ser positivo para si, é sinal de que o blog é lido com atenção.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 24.09.2009 às 11:50

Se eu não gostasse de críticas, não tinha os comntários abertos. Se fosse para receber apenas comentários do tipo "epá, ´este blog é muito bom" era uma seca.

Ficamos assim, eu com a minha e a Elisabete com a sua :)

P.S.: Estou convencida de que, se procurar (e nem sequer é preciso muito) há-de encontrar mais coisitas de que não gosta ou com que não concorda :)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.09.2009 às 14:07

se há...mas também há coisas de que gosto ;)
um bom resto de semana para si ;)
Imagem de perfil

De jonasnuts a 24.09.2009 às 14:23

Igualmente (respondo eu, a pensar que ainda bem que não fiz um post sobre o Michael Jackson, porque o que eu tinha a dizer sobre ele não era nada bom, nem mesmo depois dele ter morrido :)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.09.2009 às 17:08

mas podia ter escrito...pessoas diferentes...percursos diferentes também :)
Sem imagem de perfil

De Sandra a 25.09.2009 às 10:27

Parece-me a mim que não serão só as balzaquianas que terão visto e suspirado que lhes aparecesse um Johnny Castle à frente ... Já li por aí que tem 40 anos, o que significa que quando saiu o filme tinha uns 18. Ora com 18 anos já devia andar a aprender outras coisas que não umas aulitas de dança com o "caramelo", no entanto, devia ter uma vidita muito vazia, como as balzaquianas, porque até decorou a fala mais pirosa e mais épica da cinematografia teen de todos os tempos Nobody puts Baby in a corner ", o sobrenome do personagem ninguém decora estas coisas) além de conhecer bem a banda sonora, onde por acaso só uma musiquita ficaria conhecida.

Ao ler a forma arrogante, desprezível e estúpida como se refere a pessoas, gerações, etc , só posso concluir que continua com a mesma vidita vazia e este blog lhe serve na perfeição para descarregar todas as suas frustrações e ressentimentos...e só li uns 5 posts .
Pois, não foram só as balzaquinas , trintonas de hoje, meninas suspirantes de ontem que guardam na memória o filme que deu a conhecer este senhor, pelos vistos algumas quarentonas, apesar de já não serem meninas na altura também devem ter suspirado, e muito, embora agora lhes pareça um bocado foleiro e piroso que alguém o tivesse feito...esquecem-se é das suas próprias figurinhas tristes.
Passe bem e comece a olhar para as coisas com menos amargura.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 25.09.2009 às 11:20

Portanto, eu tenho uma vidinha vazia, mas a Sandra é que perde tempo a deixar um enorme comentário a um post de que não gosta e cuja autora despreza, é isso?

Quem é que tem a vidinha vazia, afinal?
Sem imagem de perfil

De sandra a 25.09.2009 às 12:09

Se compararmos o meu enorme comentário, num blog que descobri ao procurar o site da Ensitel e onde por acaso me suscitou alguma curiosidade os Takes que tem feito em "homenagem" à dita empresa e o post dedicado ao actor Patrick Swayze , com os extensos desabafos que por aqui deixa, ganha-me em muitos pontos no que toca a vazio...

E nem precisa de me responder, porque o que li num momento vazio do meu dia já me chega para adivinhar o resto e não tenciono perder mais um minuto do meu precioso tempo a ler ou entrar em guerrinhas de palavras neste seu blog, repleto de inúteis e criticas palavras e desabafos.

Realmente, só mesmo um teclado, porque se pessoalmente também age desta maneira com tudo o que vê e ouve à sua volta, não há mesmo quem a ature no alto dessa arrogância toda...isto, claro se age da mesma maneira como escreve, o que nem sempre acontece.

Bom fim de semana e olhe que o Dirty Dancing deu na sic a semana passada, já não vai dar esta, por isso saia de casa, aproveite e apanhe um bocado de sol e respire ar puro.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 25.09.2009 às 12:14

Se são inúteis, porque é que cá voltou? Quer dizer, eu percebo que se chegue aqui, enganado, e se saia com má opinião. A sério, percebo.

Mas, nesse caso, porque é que voltou?
Sem imagem de perfil

De sandra a 25.09.2009 às 16:00

Porque apesar de inúteis, faz parte da natureza humana ter curiosidade, e se eu lhe deixei aqui um comentário como é óbvio voltei para ver se se havia manifestado...

Ups, voltei outra vez...mais um momento vazio no meu dia de trabalho em que fiz uma pausa para lhe responder.

Eu sei, a seguir vai escrever que afinal, e coiso e tal, eu não voltava e voltei. Tem razão, mas como me fez uma pergunta achei por bem responder-lhe e esclarecer o motivo pelo qual voltei, e por aqui ficamos.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 25.09.2009 às 16:48

Não sei se reparou, mas quando deixa um comentário neste Blog, o seu IP está a ser gravado.

Repare que, quando diz que não volta, não é bem a mesma coisa voltar, mas deixar outro nome.

Quando alguém diz que não volta, não volta mesmo. No seu caso, diz que não volta, mas voltou, e até deixou um comentário num post, embora não tivesse deixado o mesmo nome.

E agora? Ainda é a curiosidade?
Sem imagem de perfil

De sandra a 25.09.2009 às 17:21

Repare que deixei um comentário num assunto que afinal foi o que me levou a encontrar o seu blog, dando a minha opinião sobre o assunto, por também ter más experiências e saber de más experiências noutras empresas...comentei como anónimo como poderia ter comentado com o meu nome, o que não vai certamente fazer de mim uma fiel seguidora do seu blog e dos assuntos acerca dos quais tem necessidade de escrever.
Acho que já a tinha esclarecido como vim parar aqui e os dois assuntos que me chamaram a atenção.

E sim, sei ler : O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts , portanto não precisa de me alertar para esse facto.

O que eu mais acho graça é que gosta tanto de comentar, usar de uma certa arrogância, e sarcasmo para se referir a certas pessoas, gerações, etc , mas agora que viu um comentário com uma opinião diferente da sua só se consegue preocupar com as vezes que visito o seu blog...
Ver ou ler algo, não significa que se morra de amores, afinal também viu do Dirty Dancing e não morria de amores pelo caramelo :) Está a perder o sentido de humor.

Mais uma vez, e espero que pela última vez, passe bem.

Já me fez perder os momentos vazios do meu dia, quando podia estar a pesquisar outras coisas.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 25.09.2009 às 22:48

Leia bem o blog e os (muitos) comentários de pessoas que, educadamente, discordam de mim. Verificará que essas, as bem educadas, são bem-vindas e bem tratadas.

Ver o Dirty Dancing uma vez, numa determinada idade e não gostar é próprio da idade (e nem sequer estou a dizer que é o meu caso), ver o Dirty Dancing, não gostar, e vê-lo de novo, é burrice.

É impressão minha ou tem muitos momentos vazios por preemcher, no seu dia?
Imagem de perfil

De Teresa Alves a 27.09.2009 às 16:55

"se pessoalmente também age desta maneira com tudo o que vê e ouve à sua volta, não há mesmo quem a ature"

A menina Sandra não podia estar mais equivocada nesta observação, como em tantas. Mas aplica-se, na análise às suas observações como em tantas outras coisas da vida, a sabedoria milenar que afirma que quem fala, mesmo ao falar de outros, está sempre a falar de si mesmo. Ou não fossem as nossas opiniões (um dos) reflexos do nosso entendimento.

Comentar post






Arquivo