Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Dos casamentos

por jonasnuts, em 26.07.09

Ontem fui a um casamento. Daqueles com igreja e missa e sessão longa de fotos e almoço tardio que mesmo assim se arrasta até às quinhentas.

 

Não vou a casamentos de frete. Aqueles, de pessoas que só nos lembramos de ver precisamente nos casamentos da família, e nos funerais. Não frequento, não vá pensarem que um dia retribuo o convite.

 

Portanto, só vou a casamentos de pessoas de quem gosto muito. Foi o caso de ontem. Eu era da noiva, apesar de conhecer o noivo quase há tanto tempo como a noiva. Mas, apesar de passar mais tempo com o noivo, que é meu colega, eu sou da noiva.

 

Não sou especial fã do casamento. É uma instituição que respeito (como respeito todas as instituições), até sou testemunha de um, mas nunca fez parte dos meus planos. Aquela coisa das meninas sonharem com o vestido, e com o dia, e com a festa, e com o ritual, nunca foi a minha onda.

 

Mas a verdade, verdadinha, é que há qualquer coisa que me deixa com a lágrima ao canto do olho, quando sou da noiva, e a noiva entra (seja na igreja, seja no registo, seja lá onde for).

 

Não sei qual é o próximo casamento a que eu vou, não tenho nada previsto nos próximos anos, mas deixo a sugestão de entrada de noiva mais original (e provavelmente anti-lágrimas)

 

 

 

Link do vídeo.

Autoria e outros dados (tags, etc)



21 comentários

Sem imagem de perfil

De Gajo a 26.07.2009 às 17:00

«É uma instituição que respeito (como respeito todas as instituições)»

Todas?!

Então também respeita mutilação genital feminina feita contra a vontade da mutilada?
Também é uma instituição em muitos pontos do globo e quase sempre associada à instituição que é o casamento.

Cuidado com estas generalizações politicamente correcto.

Eu pelo meu lado respeito muito poucas instituições. Existem algumas que merecem (algum) respeito mas a maioria não.

Quanto ao casamento desde que não me chateiem estou-me a lixar e nunca me veio a "lágrima ao canto do olho".
Imagem de perfil

De jonasnuts a 26.07.2009 às 19:39

Comparar o casamento à mutilaçãi genital feminina é imbecil.


Sem imagem de perfil

De Gajo a 27.07.2009 às 00:18

Possíveis imbecilidades à parte, são ambas instituições ou não?

Você não escreveu que respeita todas as instituições (negrito meu)?

Só estou a tentar perceber o seu ponto de visto relativamente a este assunto porque nunca compreendi como se pode dizer que se respeita todas as instituições, ou todas as pessoas, ou todas as culturas.

Nunca compreendi porque existem imensas instituições que não respeito (por algumas tenho o maior desprezo como a mutilação genital feminina ou masculina), porque existem pessoas que não merecem o meu respeito e culturas que acho que são lixo e que devem ser erradicadas.

Quero perceber o ponto de vista de alguém que pelo menos escreve que respeita "todas as instituições".
Sem imagem de perfil

De Marco a 28.07.2009 às 18:30

Os nazis também *institucionalizaram* o assassínio e que eu saiba ninguém vem pensar que a Jonasnuts defende o extermínio dos judeus.

As pessoas não escrevem apenas segundo os seus padrões de referência, têm os seus próprios - mas, segundo a sua opinião, quando não o fazem, é porque têm algo a esconder, uma opinião que não desejam revelar. Não lhe passou pela cabeça que o parêntesis que tanta lhe confusão lhe provocou tenha sido uma forma de dizer "eu não acredito no casamento mas respeito quem pensa de outra maneira". Tão simples como isto. E você vai buscar a mutilação genital a propósito de quê?
Daí a imbecilidade. Neste caso a imbecilidade não pode ser colocada à parte, da mesma forma que foi incapaz de colocar à parte este post dos seus padrões de referência.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 28.07.2009 às 20:09

Era isso que eu queria dizer e não sabia como :)

Ora aí está o que é.
Sem imagem de perfil

De Gajo a 28.07.2009 às 23:10

Muito paleio e nada de conteúdo.

Escreveu que repeitava todas as instituições. Disto ninguém deve duvidar. Ainda lá está escrito.

Ou foi um lapso (o que seria comrpeensível mas ainda não vi ninguém dizer que o foi) ou então não foi e realmente pretendia escrever que respeita todas as instituições o que parece não ser verdade porque pelo menos a autora concorda com este seu comentário e este é contra a instituição que foi o holocausto Nazi.

É assim tão complicado escrever :"Enganei-me. Não respeito todas as instituições mas respeito em particular o casamento."?

Eu acho que não é complicado, mas escrever a balela do politicamente correcto que se "respeita todas as instituições" quando afinal parece ser claro que não se respeita e não se admitir o lapso é como diria a autora, um acto "imbecil".
Imagem de perfil

De jonasnuts a 28.07.2009 às 23:17

Ou é burro ou não quer perceber. Não tenho nem o jeito nem a inclinação pedagógica do Marco.

E o holocausto nazi não é, não foi, nem nunca será, uma instituição.

/end.
Sem imagem de perfil

De Gajo a 28.07.2009 às 23:35

Olhe, é assim muito complicado perceber que errou?

Detesto estas tretas do politicamente correcto portanto ou realemnte respita todas as instituições e então respeita:

* Todas as religiões e as suas práticas associadas com as possíveis decorrente mutilações genitais extremamente comuns nas abraamicas
* A praxe académica

entre outras.

Ambas são instituições do mesmo tipo do casamneto.

Quando se escreve que se respeita todas as instituições e aparentemente existem muitas que não se respeita (e não se admite o erro porque ser politicamente correcto é cool) então passa-se do lapso legítimo apara a pura aldrabice.

Mas claro que você percebe isso porque ninguém que consiga escrever um blog pode ser assim tão estúpido.
Sem imagem de perfil

De Gajo a 28.07.2009 às 23:21

Vou explicar muito devagarinho para ver se percebe.

Respeitar todas as instituições implica irrefutavelmente que não existe uma não se respeite. Percebe? Não existe uma.

Por mais contorcionismos e insultos que faça qualquer pessoa capaz de pensar percebe isto.

Vir aqui com a treta dos pontos de referência em algo tão claro é indicativo de aldrabice. Como estamos em época de pre-campanha de eleicões legislativas aconselho-o a participar. Pode ter o futuro garantido a fazer aquilo que aparente gosta. Aldrabar.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 28.07.2009 às 23:40

Do not feed the trolls :)

Please? :)
Sem imagem de perfil

De Marco a 29.07.2009 às 13:29

Pegar num pormenor de somenos importância do post, torná-lo mais importante do que o próprio post e defender essa escolha como se dela dependesse a coerência de uma pessoa...

É mais um Napoleão Blogaparte da blogosfera, só que este mete as instituições ao bolso, não a mão.
Sem imagem de perfil

De Marco a 29.07.2009 às 13:30

É verdade, cá em casa fartámo-nos de rir com esse vídeo. Brilhante ideia!
Imagem de perfil

De jonasnuts a 29.07.2009 às 13:33

Pronto, isso é que é importante :)
Sem imagem de perfil

De Sávio Fernandes a 27.07.2009 às 11:17

Achei fantástico.
Se algum dia me casar, definitivamente, vou optar por algo desse género.
Imagem de perfil

De A-lupa-de-alguem a 27.07.2009 às 17:31

Que cómico. Estava a ver que a noiva nunca mais chegava... É muito divertido e alegre! gostei!
Imagem de perfil

De Brisa do Mar a 27.07.2009 às 18:01

Achei fantástico o vídeo!Já me casei e é daquelas coisas que não penso voltar a repetir mesmo que me separe ou outra situação mas esta entrada na igreja é realmente original
Sem imagem de perfil

De KI a 27.07.2009 às 19:34

Olá Jonas n tens nada pra reclamar? Pode ser da Ensitel do Senhor Palomar lolol. Eu gostava, o blog é este http://silly_season.blogs.sapo.pt/ e o texto podes mandar-me para aqui trapezista@sapo.pt se te apetecer relamar a ALTO e BOM SOM!

Ah... n ligues mt 'tou a precisar de férias...

Sem imagem de perfil

De KI a 27.07.2009 às 19:37

Lembrei -me de convidar o Senhor Palomar a participar tb registei-me no openid do sapo mas qd qd vou ao blog para comentar pede me um link e o tico n percebe como faço e o teco foi de férias e ele sem ele n é ninguém.


P.S.- 'Tou mesmo tantan!!

P.S.2 - E a senhora dona Olga excelsa desaparecida tb convido :)
Sem imagem de perfil

De http://shakermaker.blogs.sapo.pt a 27.07.2009 às 23:53

Ora viva!

Bom, eu este ano já fui a dois e apesar de ser um acérrimo defensor do "não ao casamento" também me comovo com a felicidade dos que me são próximos. Aquilo é a festa deles e, mesmo que não esteja com disposição, tenho que fazer das tripas coração para participar na festa pois eles merecem.

Um abraço...
shakermaker

(Aquela parte de bater com os talheres é que não está com nada: só me apetece chacinar alguém!)
Sem imagem de perfil

De Blondewithaphd a 30.07.2009 às 00:04

Foi onda que me passou (graças aos Céus e aos Santos e mais à Divina Providência e todos os etcs.). Livra!
Sem imagem de perfil

De FlaviaPM a 05.08.2009 às 15:24

Já viste a resposta para o video???
REcebi hoje (5 de Agosto) http://www.youtube.com/watch?v=zbr2ao86ww0

Comentar post






Arquivo