Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Conflitos de consumo

por jonasnuts, em 28.03.09

É impressionante o que um consumidor tem de fazer, para fazer valer os seus direitos. Uma pessoa sente-se minúscula (reparem que não digo impotente), a lutar contra enormes corporações que, com uma atitude arrogante, ignoram a lei e vão colocando entropias nos processos, areias na engrenagem.

 

A lei, lenta, como se quer em Portugal tarda em fazer-se respeitar. A lei não se dá ao respeito, mas quer que a respeitem.

 

É compreensível que, perante um panorama destes, qualquer pessoa perca a paciência, e opte por resolver a coisa de forma alternativa, mesmo que isso passe por fechar os olhos aos seus direitos. É compreensível e é mais eficaz, razoável e racional.

 

Mas, eu não sou razoável, e raramente sou racional.

 

Tenho uma porra de um telemóvel avariado há mais de um mês, metido na caixa, ao lado de um dossier onde se vão avolumando os documentos que constituem o processo. As cartinhas enviadas, as cartinhas recebidas, as reclamações, os avisos de recepção, os recibos dos registos de correspondência. Das reclamações escritas na loja, não há resposta, mas chegarão, talvez, quando já não me lembrar da coisa.

 

Outra pessoa já teria pegado no telemóvel, posto a arranjar na marca, e já estaria a usá-lo, em perfeitas condições, há muito tempo. Outra pessoa já se teria borrifado para a Ensitel, e teria acabado por fazer o que eles querem que eu faça.

 

Lamentavelmente para a Ensitel, eu não sou outra pessoa.

 

Assim como assim, este Blog já aparece na primeira página de resultados à pesquisa por Ensitel.

 

 

(Veja também Ensitel take 1, Ensitel take 2, Ensitel take 3, Ensitel take 5 ou salte directamente para o Ensitel take 6)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



10 comentários

Sem imagem de perfil

De Paulo a 28.03.2009 às 13:40

Grande Jonas,

eu sinto exactamente a mesma coisa, tenho dois processos em tribunal contra a optimus, porque não me deixo enganar por este bandidos que pensam que podem fazer o que querem.
Da trabalho, tenho de pagar as custas, etc, mas um deles já ganhei. Se toda gente fizer valer os seu direitos pode ser que eles percebam que não podem fazer o que querem.

Força, da-lhes com força ;-)


Imagem de perfil

De jonasnuts a 28.03.2009 às 14:16

Optaste por julgado de paz? Nesse caso, se eles perderam, tiveram de pagar os custos legais :)
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 28.03.2009 às 19:37

O que nos faz diferentes das outras pessoas... é que não desistimos... não desistas, porque se desistires...eles levaram a melhor.

Jorge
Sem imagem de perfil

De Lp a 30.03.2009 às 11:24

Apoio totalmente a sua luta. Se houvesse mais gente a não desistir, mesmo dando trabalho e despesa, eles não agiam como agem.
É preciso que muita gente tenha "chatices", para que um dia, as empresas entendam, finalmente, o que é um cliente.
Sem imagem de perfil

De Rui Silva a 28.12.2010 às 11:30

Abrir um processo, acarretaria custos que não posso suportar... mas um post como este deixa uma mossa maior! Isto significa má imagem, menos clientes... as boas noticias correm rápido, mas as más são ainda mais rápidas! Demorarão anos a livrarem-se desta imagem... e claro, vou fazer por passar a palavra :D
Vamos tornar este post o primeiro link da pesquisa :)

Força nisso!
Sem imagem de perfil

De Put-a-Pin a 29.12.2010 às 13:47

Nós estamos sem comentarios a tao mau feitio, como podem fazer isto a clientes. Nos estamos pelos consumidores.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.12.2010 às 16:49

É uma vergonha como estas empresas são capazes de ainda tentarem manipular a comunicação, sem perceberem no ridículo em que caiem.

Tive uma situação idêntica, mas que acabou por ser resolvida com alguma insistência, mas nada que se compare com o teu caso.

Eis o link:

http://dornojoelho.blogspot.com/2010/01/brunus-aguarda-pela-visita-da-asae.html
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 31.12.2010 às 15:19

http://nokiacheatingpeople.tk/
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 31.12.2010 às 20:36

se tivesses que fazer...
Sem imagem de perfil

De Paranoias a 02.01.2011 às 19:54

A Lei está (em alguns casos) bem explicada... só que o Povo não sabe os seus direitos, porque vai na "cantiga" das lojas.
Se nos preocupássemos em saber mais em concreto quais os nossos direitos, certamente, alguns senhores pensavam duas vezes antes de dizer ao cliente que não faz X coisa.

:D

Comentar post






Arquivo