Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Nunca daria uma boa política

por jonasnuts, em 06.02.09

Este post nasce de uma conversa que tive com um amigo, engenheiro de profissão, e que não vou identificar, porque ele sabe quem é e para o caso não interessa nada.

 

No final da conversa concluí: por isso é que tu és bom político, e eu nunca daria uma boa política. Para já porque tenho a entrega dos impostos atrasada e depois, sobretudo, porque tenho uma base de dados onde inscrevo as pessoas, e de onde é muito difícil que saiam.

 

Para que uma pessoa se movimente bem, nos meandros da política (independentemente da sua orientação ser mais à esquerda ou mais à direita), é preciso que tenha uma base de dados com uma razoável dose de auto-regeneração. Que haja uma limpeza higiénica de vez em quando. Que se apaguem memórias das traições, dos atrasos, das mentiras, das facadas, das invejas e das rasteiras. Às vezes é preciso forçar essa limpeza.

 

Eu, tenho uma base de dados onde não há muitos inscritos, é um facto, tenho tido sorte. Mas os que lá estão, estão de pedra e cal, não estou a ver que dali saiam em tempo útil.

 

Sou leal, prezo a lealdade, sou uma mulher de palavra, prezo a palavra dada. Dou o que peço. Quando tenho menos do que o que dou, o caldo entorna.

 

E caldo entornado não é compatível com a política.

Autoria e outros dados (tags, etc)



2 comentários

Imagem de perfil

De *FreeStyle* a 08.02.2009 às 01:00

Faça-me o favor de passar no meu blog, OBRIGADO.
Sem imagem de perfil

De Santa Nostalgia a 10.02.2009 às 10:41

És aquilo a que se chama uma "ave rara".
Felizmente nem todos temos o espírito e o conceito da maioria dos políticos. Estes de facto agem em funções dos seus objectivos, imediatos ou futuros e neles as pessoas, tal como são, raramente têm lugar. As pessoas, tal como não são, essas têm lugares.

Comentar post






Arquivo