Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Coisas que eu não percebo

por jonasnuts, em 22.01.09

Acabo de ver os resultados de um estudo (?) inquérito (?) encomenda (?) não sei bem, não consegui encontrar a ficha técnica da coisa, da Emarketer, cujo título chamativo é "E o meio mais influente é....." (apelativo, não?).

 

E no quadro de resultados podemos ver os vários meios cuja influência foi "avaliada".

 

 

Em primeiro lugar a televisão, em segundo lugar as revistas, em terceiro lugar um genérico "online". Lá mais para baixo, em 10º lugar, encontramos os Blogs.

 

E aqui começa a minha dúvida. Os Blogs não fazem parte do online? Como é que eles distinguem os Blogs do Online e vice versa? Tendo em conta que as ferramentas de publicação que genericamente chamamos de Blogs têm vindo a evoluir tecnologicamente e já comportam todos os elementos que estão presentes nos sites tradicionais (e em alguns casos estão mesmo mais à frente), como é que se distingue um site de um Blog?

 

Claro que Portugal não está incluído, que é a situação mais frequente, o que leva muitos marketeiros portugueses a usar estes estudos para avaliar o mercado português (o que é um erro, na minha perspectiva).

 

Pronto, fica aqui registada a minha dúvida, eu que sou uma céptica em relação à maioria dos estudos feitos sobre esta área (e consequentemente sobre todas as outras áreas). São MUITO raros os estudos bem feitos e, para o caso português, não conheço nenhum actual, de jeito.

 

Via @jafurtado

Autoria e outros dados (tags, etc)



8 comentários

Sem imagem de perfil

De 2.3 Canino a 22.01.2009 às 11:29

Como estudante na área da saúde tenho uma coisa como certa...

Os únicos estudos ensaios e testes em que confio são aqueles que são reunidos em bases de dados ou revistas da área.
Pelo menos na área da saúde apenas artigos de revistas conceitudas são "aceites" sendo que até mesmo em revistas da área existem muitas que não se dá o créditos. Por tanto, ou a revista ou o autor é conceituado, de outra forma, não se dá muita credebilidade.

Quanto a este estudo... Bem, primeiro deve ter sido encomendado por uma televisão. Segundo, a televisão deve ser de um desses países. Ou então esse conjunto de países têm pelo menos 1 televisão a "financiar" a emarketer, a quem pedirem o estudo.
Finalmente ainda pode ser que o "online" da emarketer tenha publicidade de TV's, as quais indirectamente estão a "pagar" o estudo encomendado.


Seja como for, cada vez mais a estatística é usada a favor de quem a encomenda. Basta ver a amostra... Ela pode ser aleatória, mas dentro de um grupo escolhido. Ou seja, é aleatória, sim, mas já foi "pré-filtrada".
A partir daí já há uma bela "escolha" de resultados. Mas há mais... Os resultados podem ser procurados e estudados da forma melhor... xD

Por exemplo, numa conclusão, nós poderiamos enaltecer os blogs!
"Os blogs contam a sua presença na % de «online» mas segundo o mesmo estudo a fracção de apenas blogs (excluindo sites, foruns e restantes) estes são capazes de conquistar a 10ª posição, de forma autonoma."

outra coisa... Como é que o total da "% of respondents"* consegue ser de 317% no Brasil? Suportamente o total devia ser 100% que foi repartida por cada meio de comunidação de cada país...
Além de que não justificam a ordem dos meios de comunicação (blogs tem 6% e está à frente da de 9%)...


Para mim, este estudo não é válido... E eu ainda percebo alguma coisa de estatística...
Sem imagem de perfil

De Pedro Rebelo a 22.01.2009 às 11:55

Uuuuiii... Se o director de comunicação comercial aqui da casa vê este estudo não há quem o ature... Chega aqui logo a dizer "Estás a ver ó Rebelo... O que é que eu te disse dos blogs.?.."
Imagem de perfil

De pedrocs a 22.01.2009 às 15:27

Todos estes "estudos" são uma gorda e gigantesca perda de tempo.

Utter bullshit.
Sem imagem de perfil

De Pedro Cruz a 22.01.2009 às 19:09

Sim, faz sentido separar online de blogs, pois nesse caso pretendeu-se separar conteudo informativo profissional (online e offline) dos veiculos de comunicação, e se tratou blog como um conteúdo informativo de carater UGC (com todos os preconceitos que a industria de comunicação lhe dá).

Se pensarmos bem "Social Networking site" e 'virtual world" tambem faz parte do Online...



Imagem de perfil

De jonasnuts a 22.01.2009 às 19:20

Então onde é que ficaram os Blogs informativos profissionais?
Sem imagem de perfil

De Pedro Cruz a 23.01.2009 às 12:20

Não ficaram...sim é errado, mas fazer o quê, quem sabe o Barack consegue colocar os blogs como fonte de informação profissional no próximo ano.


Imagem de perfil

De jonasnuts a 23.01.2009 às 14:03

Eu não concordo com a atitude "fazer o quê?", como se não pudessemos fazer nada.

Podemos. Para já, não usar estes posts em análises de mercado, e desvalorizá-los, apontando os motivos, sempre que possível.

Se toda a gente diz "o estudo é uma porcaria, mas é o que há e é melhor que nada", não vamos a lado nenhum. Entre ter uma coisa má e não ter nada, eu prefiro não ter nada ou trabalhar para ter uma coisa de jeito. Prefiro os extremos, portanto. Nenhuma novidade, obviamente :)
Sem imagem de perfil

De 2.3 Canino a 23.01.2009 às 15:57

Então mas isso foi o que fiz xD

Para mim está desacreditado assim como a TVI para mim não passa de uma televisão sensacionalista (até na "informação" eles fazem o mesmo que estes estudos: cortam e editam como melhor convém).

Mas opiniões são opiniões e resta-nos lutar pelo povo. A maioria segue a tese mais defendida e não a mais correcta (por isso é que os maus políticos chegam a ministros e depois despacham os documentos que dão mais jeito... [temos bons políticos?])

Enfim... É como a Jonas diz... Há que continuar a lutar até porque já vi bons blogs que reunem as notícias de vários blogs...

Já agora, onde ficaram os fóruns nessa classificaçao? No generalista "Online"... Ups... É mais que evidente que "Tudo menos Blog" versus "Apenas Blog" resulta em grandes percentagens para o primeiro.

Alguem me pode explicar como é possível a % exceder os 100% como demonstrei?


Bem... melhor calar-me xD

Comentar post






Arquivo