Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Dúvidas que me assaltam

por jonasnuts, em 01.01.09

Na realidade é apenas uma, mas é muito premente.

 

Com a merda do novo acordo ortográfico, teremos de passar a escrever camera, ou são os do lado de lá do Atlântico que corrigem a coisa para câmara?

 

É que se há coisa que me colida com o sistema nervoso, é pegar num manual duma máquina fotográfica e ter aquela porcaria pejada de cameras.

Autoria e outros dados (tags, etc)



22 comentários

Imagem de perfil

De João Pinto e Castro a 01.01.2009 às 22:07

Câmera e câmara são palavras diferentes. Diz-se câmera fotográfica e câmara municipal.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 01.01.2009 às 22:16

Embora derive do latim "camera" a palavra em português é, em todas as circunstâncias, câmara. Câmera não existe. No Brasil usa-se o "camera" presumo que por causa da proximidade geográfica com os Estados Unidos, onde se usa o camera.

Em português, de Portugal, só existe a palavra câmara que, na sua essência, é do que trata a máquina fotográfica, de uma câmara que tem um conjunto óptico à frente por onde a luz passa. Essa câmara condiciona a quantidade de luz que passa, e a duração dessa exposição.
Imagem de perfil

De pedrocs a 01.01.2009 às 23:47

Um bom dicionário de português bastaria para esclarecer o senhor Pinto e Castro sobre a inexistência da palavra "câmera" na nossa língua.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 01.01.2009 às 23:51

Não é senhor, é Senhor. Trust me on this one :)
Imagem de perfil

De pedrocs a 02.01.2009 às 12:47

Nunca capitalizo essa palavra. É pecado.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 02.01.2009 às 12:53

Mas, neste caso, capitalizar faria sentido, em mais do que uma forma :)
Sem imagem de perfil

De José Morais a 05.01.2010 às 15:11

Tanto quanto sei, a palavra «câmera» não existe em português. Camera é, como se sabe, uma palavra inglesa.
Em português, na realidade uma máquina fotográfica é uma pequena câmara (com a), isto é, um pequeno compartimento que dantes albergava o filme e agora «esconde» um CCD.
José Morais
Imagem de perfil

De jonasnuts a 05.01.2010 às 15:14

Ena. Este comentário chegou quase na data certa. Tivesse sido feito há 4 dias, e teria sido exactamente 1 ano depois do comentário original.

Extraordinário.
Sem imagem de perfil

De José Morais a 05.01.2010 às 15:23

«Extraordinária» é a prontidão com que o meu comentário foi comentado! ;)
Imagem de perfil

De jonasnuts a 05.01.2010 às 15:39

Vantagens/desvantagens de quem passa o dia nisto :)
Sem imagem de perfil

De José Morais a 05.01.2010 às 15:54

Já não me lembro de como cheguei a este blog (coisas da vertigem do ciberespaço!), mas lembro-me que por aqui parei quando fui atraído por preocupações com a ortografia. Depois pareceu-me haver ainda outras preocupações com a «arte de bem escrever em português». Nos tempos que correm, tanto para justificar não um, mas muitos blogs!
Imagem de perfil

De jonasnuts a 05.01.2010 às 16:04

Sim, é verdade, sou um bocadinho fundamentalista. Não tanto da erudição, mas da correcção.

Não quer dizer que escreva sem erros, mas tento, e quando não consigo, irrito-me :)
Sem imagem de perfil

De José Morais a 05.01.2010 às 16:16

A mim, este seu «fundamentalismo» parece-me preocupação bem saudável. Ler hoje a imprensa, e não apenas a imprensa ‘online’, é um horror para quem alimenta semelhantes preocupações. Recentemente, o provedor do Público (agora em fim de mandato) teve a paciência de fazer um apanhado das 'calinadas' publicadas naquele jornal: coisa digna de um anedotário nacional! Não juro que não cometa erros de escrita, mas confesso que teria vergonha de escrever como certos «profissionais da comunicação»! E o pior é que frequentemente não se trata apenas de erros ortográficos (certos jornalistas escreveria ou diriam: e o pior é que frequentemente não se tratam apenas de erros ortográficos)!
Sem imagem de perfil

De Luís Mouta a 01.01.2009 às 22:49

As coisas que o João Castro sabe! (sorriso)

Nota: Acho muito bem que o Blogue Blogo Existo migre para as plataformas da sapo...

Desejo bom ano a todos!
Imagem de perfil

De jonasnuts a 01.01.2009 às 22:51

Já somos dois a desejar isso Luís :)

Aliás, no meu caso, é um desejo bem antigo :)
Sem imagem de perfil

De Luís Mouta a 01.01.2009 às 23:39

Ficou-me na ideia aquele template: está soberbo - bem melhor do que o que usa no Blogger. Notei que houve trabalho demorado da vossa parte... Lá diz o velho ditado: "Dá Deus nozes..."

Cumprimentos.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 01.01.2009 às 23:52

Eu também gosto muito. Neste caso, prefiro outro ditado: Quem espera sempre alcança :)
Imagem de perfil

De João Pinto e Castro a 02.01.2009 às 22:29

Reclamações sobre a alegada inexistência da palavra "câmera" devem ser directamente endereçadas à Lello ou à Porto Editora. Eh, eh.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 02.01.2009 às 23:11

A Porto Editora no seu site, indica que câmera não existe :)

http://jonasnuts.no.sapo.pt/Dicion%C3%A1rio_de_L%C3%ADngua_Portuguesa_-_Infop%C3%A9dia-20090102-230719.jpg

Mas, nestas coisas, nada como ir a Deus, em vez de consultarmos os santos:

http://ciberduvidas.sapo.pt/pergunta.php?id=8032

Está lá tudo, e ambos temos razão :)
Sem imagem de perfil

De Pedro Melcop a 15.04.2010 às 21:59


Tentar colocar "câmara" e "câmera" como sinônimos é ridículo. "Câmara" se refere a um quarto, um aposento, enquanto que uma "câmera" é uma máquina fotográfica, pelo menos no português brasileiro corrente. Dizer que tal palavra não existe é uma postura hipócrita legalista; alguma palavra "não existe" apenas porque um dicionário qualquer não a registra? Além disso, palavras diferentes para coisas diferentes são muito úteis. :)
Imagem de perfil

De jonasnuts a 15.04.2010 às 22:16

Em português de Portugal:
câmara
s. f.
1. Aposento.
2. Quarto de dormir.
3. Compartimento de uma casa.
4. Assembleia deliberativa ou legislativa.
5. Corporação municipal.
6. Lugar onde se reúnem as assembleias deliberativas, os corpos constituídos.
7. Aparelho óptico!ótico.
8. Recipiente.
9. Compartimento.
10. Aparelho de tomada de vistas animadas, para o cinema e a televisão.

No português do Brasil "importou-se" a grafia do inglês de "camera" à qual acrescentam o acento circunflexo.

As duas palavras, quer a portuguesa quer a inglesa derivam
do grego καμάρα, kamára, pelo latim.

Portanto, a forma original e correcta, em português de Portugal, que é o meu é câmara. Câmera não existe :)
Sem imagem de perfil

De Pedro Melcop a 15.04.2010 às 22:42

Esquecendo o fato de que "câmara" veio do latim camera, não há lógica em dizer que uma palavra "não existe". As palavras existem pelo uso. Se o uso impôs "câmera" como máquina fotográfica e "câmara" como aposento, como um dicionário pode tentar impor uma palavra sobre outras? Tu mesmo disseste que nos manuais de máquinas fotográficas é "câmeras", e não "câmaras". E sobre a "importação" da palavra "câmera", onde há problema? Os falantes da língua consideram que "câmara" é algo diferente de "câmera", e nem faz sentido tentar falar "câmara" para uma câmera, já que as câmeras atuais não têm uma câmara visível.

Comentar post






Arquivo