Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Noutra perspectiva

por jonasnuts, em 05.11.08

Acompanho na CNN a noite eleitoral americana.

 

Há o folclore, e os écrans digitais, e os hologramas, e a tecnologia, e um painel de comentadores (alguns nasceram ou cresceram nos Blogs), e oiço frequentemente o Wolf Blitzer referir o site da CNN como uma óptima fonte para MAIS informação. Quando eu digo "com frequência", é mesmo com frequência, pelo menos três vezes, em cada bloco. Encaminha as pessoas para o site.

 

Claro que o site tem, de facto, mais informação, aquela minúcia que não cabe na rua da betesga que é a televisão. O site complementa a emissão (e fideliza os espectadores/visitantes).

 

Posso estar enganada, aliás, espero estar enganada, mas numa qualquer noite eleitoral portuguesa, uma daquelas que está agendada para estes tempos mais próximos, vejo as nossas televisões a passarem o endereço do site, em rodapé (chega e sobra, não é?), e a terem uma página pindérica, sem qualquer informação útil, adicional.

 

Os meios de comunicação social tradicionais não sabem usar a internet como uma ferramenta potenciadora de audiência, ainda consideram a internet como uma ameaça. E enquanto não abrirem os olhos, e enquanto não contratarem pessoas competentes (não precisam de perceber de televisão, mas é imprescindível que percebam de internet em larga escala, e o filho recém-licenciado do administrador do momento, que até percebe umas coisas de informática,  não serve), dizia eu que, enquanto não levarem a Internet a sério, esta, em vez de se tornar uma ferramenta complementar, tornar-se-á, de facto, numa ameaça.

 

Opá, ao menos olhem para a televisões a sério, e vejam como é que se faz. Não é para copiarem, é para apreenderem o conceito, adaptá-lo à realidade portuguesa, e então sim, usá-lo.

 

Temo que nos mantenhamos no marasmo do costume, com uma das privadas a escolher pagar a multa para anunciar as projecções 30 segundos mais cedo do que a lei permite, e no dia seguinte trocam-se galhardetes sobre quem é que tinha o maior écran e os gráficos mais giros.

Autoria e outros dados (tags, etc)



1 comentário

Imagem de perfil

De esquisito a 05.11.2008 às 13:02

Bem, publicidade aos próprios sites em rodapé é o que não falta nos vários canais...

Mas mesmo "giro" foi há uns tempos (pelo menos uns meses, mas se calhar já anos...) quando nos noticiários da SIC começaram a dizer coisas do género "(...)veja mais sobre esta notícia no site(...)" ou "(...)veja mais fotos e vídeos no site(...). Duas dessas notícias interessavam-me e fui ao site da SIC. Não se encontrava o tal artigo em lado nenhum. Nem navegando nem usando a pesquisa do site... Acho que foi a última vez que estive em sites da SIC...

Comentar post






Arquivo