Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Twitter

por jonasnuts, em 15.09.08

Tenho uma conta no Twitter, que apenas serve para despejar os feeds deste Blog. Não uso o Twitter para mais nada.

 

Não digo que é mau. Mas não é para mim.

 

Mas, o que mais gosto de ver é uma página cheia de Twitters e de trocas e de partilha e de conversinhas da treta e de chacha (convenhamos que 160 caracteres, para o comum dos mortais, não dá para muito mais). E gosto sobretudo de ver Twitters portugueses, que são acompanhados por portugueses, a "falarem" uns com os outros em inglês.

 

Sim. São todos portugueses. Mas cavaqueiam alegremente em inglês. Alguns trabalham até na mesma empresa, e nos corredores, falam português, mas online, deve ser mais fno usarem o inglês.

 

É tão pimba. É tão bimbo.

Autoria e outros dados (tags, etc)



37 comentários

Sem imagem de perfil

De Phil a 16.09.2008 às 00:39

Eu fui um dos que acabou por ceder ao Twitter...mas...não estou no nível de dependência de outros.

Por outro lado, sempre achei que os Tweets em inglês devem ser para "toda" a comunidade...agora entre portugueses...bom, claramente em Português...também me questiono em relação aos diálogos em inglês...

Até porque o meu inglês escrito e falado não é grande espingarda...(uns mesitos naquele país que vai ter eleições, ajudaria e muito).
Sem imagem de perfil

De JP a 16.09.2008 às 09:16

Jonas, eu escrevo em inglês no Twitter por ter pessoas que não falam português na minha lista de followers. Também não percebo lituano nem polaco, pelo que até agradeço quando os meus amigos desses países falam entre eles em inglês, até dá para mandar uma boquinha ou outra. Para mim é a mesma falta de respeito do que falar em português numa reunião onde estão pessoas que não o compreendam. O Pimba às vezes até é pragmático..
Imagem de perfil

De jonasnuts a 16.09.2008 às 09:24

Entendo esse argumento. No caso em específico, que despoletou o meu post, a conversa mantida em inglês era exclusivamente entre portugueses e sobre um tema (da empresa onde trabalho) que dificilmente terá qualquer pertinência para qualquer pessoa que não trabalhe ali, quanto mais se se tratar de uma pessoa que não vive neste país, ou que não fala nesta língua.

Mas lá está, a tag é mau-feitio, e eu farto-me tanto de ouvir pessoal a falar da Língua Portuguesa e da Lusofonia quando está com uma determinada audiência, e depois usa o (mau) inglês para o seu dia-a-dia :)
Sem imagem de perfil

De Tiago Rodrigues a 16.09.2008 às 12:01

Concordo com o JP, mas com duas excepções, e uma delas vai de encontro ao que a Maria pensa:

- Se a discussão começa em português, deve-se continuar em português. Da mesma forma que se começa em inglês, não se deve mudar. É uma questão de consistência.

- Se a coisa só interessa a portugueses, deve ser em português.

Entendo que por vezes alguns portugueses tenham discussões exclusivamente em inglês, porque podem não estar a falar de algo exclusivo ao português: lembro-me por exemplo de uma discussão numa noite ai há tempos entre mvalente, vd, cpinto, celso e outros sobre o eterno "twitter doesn't scale" que apesar de só ter envolvido portugueses (que eu me tenha apercebido) de certeza que era do interesse de qualquer um.

Agora, se estamos a discutir o PNR (como neste momento) não faz sentido começar a mandar tweets em inglês.
Imagem de perfil

De Shrike a 16.09.2008 às 12:07

Pessoalmente, prefiro inglês. Exprimo-me muito melhor em Inglês.
Português dá-me sempre a sensação de ser uma linguagem barroca, enfeitada por detalhes desnecessários.

Por outro lado, cresci num pais de expressão inglesa...
Imagem de perfil

De jonasnuts a 16.09.2008 às 12:17

Eu também prefiro o inglês, apesar do meu inglês não ser espectacular. Mas prefiro, apenas, quando estou a falar com pessoas que não entendem o português.
Imagem de perfil

De pedrocs a 16.09.2008 às 12:40

Eu falo inglês em casa, falo inglês no trabalho, com algumas pessoas e falo inglês no Twitter quando me apetece, até porque os tweets estão indexados em muito lado e podem ser lidos na main timeline por qualquer pessoa.

Pena que tanta gente que não sabe escrever inglês, o faça... mas também é pena que tanta gente não saiba escrever português... :-P

Quando não se sabe o que se está a fazer e se faz como se grande conhecedor se fosse... aí sim, concordo que é bimbo.

Agora, se souberes a língua (qualquer língua), acho que é um prazer tão grande falar e escrever que não compreendo a tua oposição.

Aliás, adoraria poder comunicar em mais línguas, mas já tentei aprender alemão e mandarim, sem grande sucesso...
Sem imagem de perfil

De Marco Santos a 16.09.2008 às 13:23

Não aprender mandarim é uma unforgivable falha, pá. (Pardon, Jonas)
O mandarim ficava mesmo bem com aquele teu avatar de cyborg samurai.
Imagem de perfil

De pedrocs a 16.09.2008 às 13:39

Vá, vejamos... os Samurai eram japoneses e o Mandarim é uma língua Chinesa.

Tenho, efectivamente, um curso completo de Mandarim em áudio... vou ter que tentar novamente.
Sem imagem de perfil

De Marco Santos a 16.09.2008 às 13:41

Japoneses, chineses, isso no Twitter não se nota. Até porque não tens caracteres que cheguem para explicar a diferença. :P
Sem imagem de perfil

De Nuno a 16.09.2008 às 13:01

não sejas assim... em lugar de dizeres aqui que é bimbo, pimba whatever (vês... hã? inglês...) vem mas é espalhar o teu MAU FEITIO (ali a tua tag em grande) no twitter... em ingles, em português, na lingua que bem entenderes :) serás bem vinda... ou não... mas n é disso que gostas mesmo? ;)
Imagem de perfil

De jonasnuts a 16.09.2008 às 15:04

Se me seguisses no Twitter verificarias que já comecei a fazer isso mesmo.


Em francês.
Sem imagem de perfil

De Nuno a 16.09.2008 às 16:11

pas du problem! un follow tout de suite!
Imagem de perfil

De pedrocs a 16.09.2008 às 16:48

Em francês... auto-traduzido :-P
Sem imagem de perfil

De Nuno a 16.09.2008 às 19:28

nope... é mesmo o meu françês que é mau... :)
Imagem de perfil

De pedrocs a 16.09.2008 às 22:19

Falava do da Jonas, que anda a usar o Babelfish para postar em Francês no Twitter. :-)
Imagem de perfil

De jonasnuts a 16.09.2008 às 22:21

O Babel Fish e o meu francês enferrujado.
Já não uso francês há mais de 20 anos, mas tive 8 anos de francês, na escola.
Sem imagem de perfil

De José Marques a 16.09.2008 às 23:55

Quase que aposto que quando fores directora geral do clone do twitter do sapo vais achar uma coisa genial, inovadora e importante.

Ah já agora, usar o twitter para despejar feeds é má conduta e considerado spam por muitos utilizadores! :)
Imagem de perfil

De jonasnuts a 17.09.2008 às 10:16

Já cá faltava.

Chegaste a ler o post? Ou tinhas essa engatilhada e escapou-te assim de rajada?

Em algum sítio em digo mal do Twitter? Digo que não gosto, mas o facto de não gostar, não significa que seja mau. Pelo menos não me tenho em tão alta conta.

O fundamental deste post é o facto de eu achar idiota estarem meia dúzia de portugueses a debater um tema que só interessa a outra meia dúzia de portugueses (se tanto), pessoas que trabalham, quem sabe, no mesmo espaço, e estão a usar a língua ingesa, convencidas de que é preciso, por causa da VASTA audiência de estrangeiros que seguem um determinado Twitter.
E já agora, apanho a boleia, e digo que penso exactamente a mesma coisa, acerca dos Blogs, e dos portugueses que escrevem em inglês, sobre temas que já foram muitíssimo debatidos por blogs estrangeiros, aos quais um post de um português, dificilmente acrescenta seja o que for (sim, passei no teu blog e sim, sei que está em inglês).

Por último, se é má conduta despejar os feeds, como lhe chamaste, muito estranho que haja serviços para fazer isso mesmo automaticamente e, em vários meses que levo desse despejo, nunca ninguém me disse nada.
Sem imagem de perfil

De Raquel a 17.09.2008 às 11:28

O Inglês é uma língua mais globalmente falada, e quiçá, porventura, não sei, a ideia de falarem em inglês entre eles é de poderem ter a participação na conversa de pessoas de outras nacionalidades e de abrangerem mais pontos de vista.

Mas pronto, se calhar sou eu que sou 'mais fno' e até gosto de ouvir pontos de vista diferentes do meu em vez de por palas nos olhos e restringir tudo o que digo e faço a Portugal e a quem entenda português. ;)

"De costas para o Mundo. orgulhosamente sós." é muito bonito, mas em música apenas. Não se aplica à realidade global dos dias de hoje.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 17.09.2008 às 11:30

Raquel, falar em língua portuguesa não é estar orgulhosamente sós. Acompanham-nos, lado a lado, nesta língua, mais países. O Brasil, Angola, Moçambique, Cabo-Verde, Guiné, Timor.....

Já não digo isto há muito tempo, mas sabe que há 200 milhões de falantes da Língua Portuguesa? 200 milhões dificilmente é orgulhosamente só :)
Sem imagem de perfil

De Raquel a 17.09.2008 às 11:34

'Orgulhosamente sós' na língua e não apenas na nacionalidade. Em caso de dúvida, reler "e a quem entenda português" no meu comentário anterior. ;)
Imagem de perfil

De jonasnuts a 17.09.2008 às 11:41

Dificilmente 200 milhões podem ser considerados restritivos :)
Sem imagem de perfil

De Raquel a 17.09.2008 às 12:43

Ora portanto 200 milhões entre mais de 6 milhares de milhão, ou seja 3,33...% da população mundial não são restritivos?

Hmm... Estou a ver que a falta de aptidão se estende do inglês até à matemática. :)
Imagem de perfil

De jonasnuts a 17.09.2008 às 12:52

Acho que vamos ter de concordar em discordar.
Deve ser da minha falta de aptidões.

Está a partir do princípio de que toda a população mundial domina o inglês. É um princípo errado, conceptual e estatisticamente falando.
Parece que partilhamos inaptidões matemáticas.

A questão não é a escolha entre o português e o inglês. Eu escrevo e falo em inglês quando os meus interlocutores se expressam nessa língua, e não conhecem o português. A questão é o rídiculo de estar a debater um tema que interessa a meia dúzia de pessoa, todas elas da mesma empresa, todas elas portuguesas, mas usando o inglês.
Sem imagem de perfil

De Raquel a 17.09.2008 às 13:07

Já que estamos a conversar sobre estatísticas, os 200 milhões (nada restritivos!) mencionados são 11.11% dos 1.8 milhares de milhão de pessoas que compreendem inglês em todo o mundo.

Enquanto que o inglês é compreendido por 30% da população mundial, o português não chega nem perto sequer do duplo dígito dos inteiros dessa mesma amostra estatística.

Ah e quanto às conversas que apenas interessam portugueses, durante vários anos participo em inglês em comunidades multi-nacionais, em que mesmo quando se fala com um amigo também português sobre algo, quase sempre havia alguém de outro país interessado na conversa e que de seguida participava com as suas experiências. Esse tipo de interacção não seria possível se decidíssemos ter as conversas que 'apenas interessam portugueses' em português, que uma percentagem mais pequena de pessoas naquele contexto compreenderia. E como todos sabemos a Internet não é propriamente ali a tasca do bairro, mas sim um espaço multi-cultural/nacional.

Mas lá está, enquanto que eu e outros gostamos de ter uma participação mais global no que dizemos, há depois quem prefira restringir a coisa porque quem é de fora não tem interesse. :)
Sem imagem de perfil

De Raquel a 17.09.2008 às 13:12

Ah já agora esclarecer que 'de fora' no contexto acima era 'de fora do grupo de pessoas que compreende português.

All 200 million of them! :o
Imagem de perfil

De jonasnuts a 17.09.2008 às 13:17

Como eu disse mais acima, acho que vamos ter de concordar em discordar :)

Concordo com a afirmação de que a Internet é um espaço "multi-cultural/nacional.", mas discordo quando diz que não é propriamente a tasca ali do bairro. O meu Blog (e os Blogs que frequento) são a minha tasca. Que está inserida no todo.

Mas não estou disponível para perder parcialmente a minha identidade, abdicando da minha língua, quando não tenho que o fazer. Contento-me com menos, deve ser isso :)
Sem imagem de perfil

De Raquel a 17.09.2008 às 13:28

Oh, mas eu não tenho problema nenhum com quem prefere escrever em português seja em blogs, twitter, ou o que seja. Aliás tenho vários amigos que o fazem e eu própria já o fiz antes.

A questão aqui é de quem não fala em português com amigos portugueses em contextos sociais dentro da Internet ser considerado 'bimbo' e 'pimba'.

De facto é bom que as pessoas respeitem quem quer escrever em português, mas o mesmo se aplica a quem quer escrever em inglês com portugueses para o caso do jovem Vlad, ou do Singh que não entendem uma palavra de português poderem participar se quiserem.
Imagem de perfil

De pedrocs a 17.09.2008 às 17:40

Não resisto a dizer que a Raquel está a dominar com toda a força, vou já subscrever o blog dela e espero que tenha Twitter!
Imagem de perfil

De jonasnuts a 17.09.2008 às 22:14

Não te conhecia esse gosto por dominadoras, mas já cumpri os mínimos das boas acções do dia de hoje. Esta troca de impressões, já rendeu um leitor fiel à Raquel, acho muito bem :)

Não estava (pelo menos eu não estava) a tentar dominar ou a evitar ser dominada, estava aqui numa troca de impressões, e até acho que não estamos em desacordo, eu e a Raquel. Acho que o único ponto de divergência é o juízo de valor (pseudo, mas mesmo assim) que faço, quando considero pimbas e bimbas as pessoas que optam por, em contextos não relevantes, usar outra língua que não a materna.
Imagem de perfil

De pedrocs a 18.09.2008 às 01:34

Ah... adoro dominadoras! Mas não quis dizer que a Raquel te estava a dominar a ti... Era mais um domínio do assunto, da escrita e do poder de argumentação, que me agradou. BTW, este comentário foi todo escrito com um sixaxis!
Imagem de perfil

De jonasnuts a 17.09.2008 às 22:10

Cada um escreve como quiser, onde quiser, na língua que lhe apetecer (desde que julgue cumprir os mínimos), não ponho isso em causa, limitei-me a expressar a minha opinião, com base em dois ou três twitters de pessoas que conheço, e que trabalham no mesmo sítio (em alguns casos na mesma sala), a trocarem impressões em inglês.
Acho que o Vlad e o Singh que não falam português, não se importam muito se não souberem que no 5º andar do edifício há um caramelo que mija nos tampos das sanitas. Por outro lado, ao Joaquim e ao Manuel, que não falam inglês, mas que trabalham no tal 5º piso, talvez lhes dê jeito saberem das armadilhas :)

(Os twitters que visitei não debatiam este tema, apenas aproveitei a boleia recente do Macaco que se debruçou, com cuidado, sobre esse tema. O Macaco é também conhecido por PedroCS e, como já viu, é seu fã confesso) :)
Sem imagem de perfil

De Bino a 18.09.2008 às 17:45

Pois eu gosto de escrever na net em português abrasileirado para os nossos irmãos de além mar se sentirem mais confortáveis em me lerem.
Mas concordo plenamente contigo Jonas, é pimba escrever em inglês no Twitter sim senhora. Faz lembrar os emigrantes da França a falar francês quando vêm de férias em Agosto.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 18.09.2008 às 19:44

Não é bem isso que eu digo. Se estamos num debate onde pode haver interesse de pessoas que não dominam o português, acho natural. O episódio que deu origem ao post era diferente. 3 ou 4 marmelos da mesma empresa, a debaterem algo que só lhes interessava a eles, separados por meia dúzia de secretárias, e a usarem o inglês :)
Sem imagem de perfil

De carlos a 06.01.2011 às 15:47

Publicar um post no blog, so para dizeres que nao gostas do twitter e da forma como as pessoas falam no twitter, isso sim e que e bem pimba e bem bimbo!

Comentar post






Arquivo