Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Moita Flores

por jonasnuts, em 14.09.08

Durante o mês de Agosto escrevi um post sobre Moita Flores. Eu e meia Blogosfera, verdade seja dita.

 

O que é que me faz voltar ao tema?

 

As notificações de novos comentários dos Blogs do SAPO disseram-me que tinha dado entrada um novo comentário ao post em questão. Fui ver.

 

Está assinado por Francisco Moita Flores, o comentário. Como não está autenticado, não sei se é o real ou se é um brincalhão. O teor do texto é compatível com o que penso que o verdadeiro Francisco Moita Flores diria.

 

Fica aqui a transcrição do comentário, que pode ser visto in loco, aqui.

 

"Confirmo que recebi o telefonema e é verdade que não tive tempo para ir consultar os blogs. Pouco importa. Aquilo que eu disse, e penso sobre a blogosfera, está tão adulterado pelos insultos que me são dirigidos que pouco há a dizer para além de manter aquilo que sei e sinto. 1 - A blogosfera é um espaço infinito de comunicação, de encontro de ideias, de opiniões. 2 - É o surgimento de uma nova idade, devido ao impulso técnico-científico, no que respeita ao novo entendimento da informação. 3 - É o espaço de toda a liberdade. 4- E também da irresponsabilidade, do insulto, da difamação anónima. 5 - É o espaço do amor, do afecto, da amizade. 6 - É também um espaço utilizado por gente que se diverte, que gosta de conhecer outros, de discutir. 7 - É, por acaso, um espaço também utilizado por criminosos para cometer crimes graves, o que NÃO SIGNIFICA NEM PODE SIGNIFICAR QUE TODOS OS UTILIZADORES DA BLOGOSFERA SÃO CRIMINOSOS.
8 - É um espaço da nossa vida comum. Da vida de milhões. Um avanço importante na nossa história colectiva.
9 - E, infelizmente, muito à portuguesa, é o espaço do insulto, do comentário do ouvir de dizer, de ter ouvido e não ter a tolerãncia de procurar entender.
10 - É a primeira vez que escrevo num blogue. E faço-o porque li as barbaridades que se disseram sobre os meus comentários. Sobre aquilo que me quiseram pôr na cabeça, e nas palavras. Se fui mal entendido, peço desculpas aos bloguistas. Mas não é por eu pedir desculpas, que alguns criminosos deixam de utilizar esta ferramenta. Para o terrorismo, para o branqueamento de capitais. Mas não confundo a árvore com a floresta. Sei do que falo. Estudo estas matérias. É a minha vida. Um abraço a quem usa a blogosfera para reinventar o mundo.
Francisco Moita Flores"

 

 

Já agora, se o Francisco Moita Flores vier dar com isto, o meu telefone continua disponível, e o convite para vir conhecer a equipa dos Blogs do SAPO continua de pé. Se perdeu o meu número de telemóvel, o meu endereço de mail, directo, está no canto superior esquerdo deste Blog.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



9 comentários

Sem imagem de perfil

De Phil a 14.09.2008 às 17:48

Comentário rápido:

1 - Esta reacção peca por (muito) tardia!

2 - Nada no comentário, desculpa o que aconteceu naquele programa. Se havia alguém que devia ter estudado e procurado antes de comparecer naquele programa era o próprio Moita Flores. Aquilo que o senhor Moita Flores nos pede, ele não conseguiu cumprir...sobretudo para quem diz que "estuda estas matérias", digamos que o primeiro "exame oral" saiu com nota muito negativa...

Sem imagem de perfil

De João Silas a 14.09.2008 às 19:13

Estou pasmo.

Finalmente, Phil mais vale tarde que nunca...
Sem imagem de perfil

De Nuno Santos a 02.02.2009 às 06:00

Vejam o que escrevi sobre esse senhor
http://aoutravarinhamagica.blogspot.com/
Sem imagem de perfil

De Rui Cruz a 14.09.2008 às 21:50

Moita Flores a presidente!


Rui
Imagem de perfil

De josé simões a 14.09.2008 às 23:07

o moita flores tem razão: há um blogue terrorista no sapo! guess who...
Sem imagem de perfil

De Pedro Aniceto a 15.09.2008 às 08:04

Humm... Agora estou em pulgas! (Literalmente) Preciso urgentemente de aprender a branquear capitais num blog. Ainda só estou na fase da centrifugação...
Sem imagem de perfil

De José Marques a 16.09.2008 às 18:02

De vez enquanto a blogoesfera lembra-se de arranjar um Cristo para sacrificar, desta vez foi o Moita Flores.

Haja paciência, podia ter passado por cima e ignorar, de certeza que tem mais que fazer do ler posts de fedelhos que comentam programas de tv, não que esteja a defender ou subscreva a sua opinião, mas o senhor teve classe em vir aqui responder.
Imagem de perfil

De jonasnuts a 16.09.2008 às 20:26

Não sou um fedelho.
Não foi a Blogosfera que arranjou um cristo para sacrificar, foi o senhor que ao abrir a boca deixando sair algumas alarvidades graves, para quem tem responsabilidades, se auto-crucificou.
Não respondeu ao meu post. Tendo sido ele a deixar o comentário, respondeu a um telefonema pessoal que lhe fiz e que ficou, esse sim sem resposta.

Classe teria tido se tivesse cumprido o que combinou comigo, aceitando o convite para conhecer uma equipa de pessoas que trabalha seriamente e é a maior plataforma portuguesa alojadora de Blogs portugueses, de uma das maiores empresas nacionais.

Sem imagem de perfil

De guida a 17.12.2008 às 13:40

Eu e este sr. decididamente não vivemos no mm país.O que é 1 pena,pois nos seus relatos fantasiosos a que chamam "crónica policial" portugal tem 1 sistema de justiça e intervenção policial melhor que a inglaterra...2º o sr em questão,o sistema deles falha,é racista,tendencioso...e Portugal?
Engula as suas palavras,mentecapto...
No caso de hoje 1 português foi injustamente acusado de homicídio da sua namorada,enquanto os indícios apontavam mais consistentemente para 1 suicídio.
Ora o que venho denunciar é 1 caso precisamente contrário,em que 1 imigrante ilegal foi morto,mas como não tinha família na europa,como era africano e como não era filho de ninguém importante,a polícia fez questão de tratar o caso como suicídio,aqui em portugal,2003.
Por isso,seu hipócrita merdoso,tenha o mínimo de seriedade para não acusar outras polícias de outras nacionalidades de racistas...é que sendo 1 investigador português,e tendo supostamente alguma responsabilidade pelo aquilo que diz,deveria estar a par deste tipo de situações,e perceber que é preciso 1 autoridade moral para fazer certo tipo de afirmações,coisa que nitidamente o sr. não tem.
Sou portuguesa de b.i.(caso se sinta tentado a fazer as suas elações racistas),e posso assegurar-lhe não foi portugal que me passou valores de cidadania.
Adquiri-os numa escola europeia para depois chegar a este país e me deparar com tudo o que é contário á cidadania e ao respeito fundamental pelos outros.
Pretende esse mm respeito?Então tenha o mínimo de objectividade nas observações que faz,que é o seu dever profissional,e guarde as suas observações incongruentes e racistas para si e para os seus "romances".
Cresça,nunca é tarde de mais.

Comentar post






Arquivo