Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





subscrever feeds


Arquivo



Pedidos de Portugal ao Google

por jonasnuts, em 22.04.10

Por causa da notícia que refere o número de pedidos que cada país faz ao Google, inflamou-se certa Blogosfera, já a engatar a primeira no discurso da liberdade de expressão, e da intervenção disto e daquilo na liberdade das pessoas.

 

Tenham calma senhores, o Google foi relativamente vago, não especificou quem pediu e o que pediu, e os pedidos, sei-o por experiência própria, são como os chapéus, há muitos.

 

Todos os dias me chegam pedidos de identificação de autores disto e daquilo, e todos os dias me chegam pedidos de remoção de conteúdos. Chegam-me do país e do estrangeiro. Legítimos, portanto, provenientes de entidades com competência para fazerem esses pedidos (os tribunais, em alguns casos o ministério público e a polícia judiciária), uma larga minoria.

 

E acho muito bem que esses pedidos, os legítimos,  sejam feitos, seja a quem for, porque não existe liberdade sem responsabilidade. E se alguém pensa que num determinado post existe um crime (seja ele qual for), deve usar os meios legais ao seu dispor para se queixar. E os meios legais existem, para os conteúdos publicados online, como para qualquer outra plataforma de comunicação que não seja online. A lei aplica-se a todos, e o anonimato de que alguns julgam gozar por aqui, não é tão fácil como isso. Aliás, só pessoas com competências técnicas muito acima da média é que conseguem, de facto, ser anónimas.

 

A mim não me preocupam os pedidos feitos por tribunais (ou por outras entidades competentes), é sinal de que as coisas estão a funcionar como deve ser. A mim preocupam-me sobretudo os pedidos ilegítimos, os pedidos de pessoas que querem saber quem fez o post A, B ou C, para lhe irem pregar um enxerto de porrada, ou o político que não gostou de ler aquilo que o autor do Blog escreveu e quer que seja removido, assim, sem passar por um tribunal. Preocupam-me as pessoas que, apesar de vivermos há tantos anos em liberdade, ainda não sabem o que é a liberdade de expressão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Edredon para fanáticos da arrumação

por jonasnuts, em 22.04.10

Eu não sou uma pessoa arrumada. Sou daquelas pessoas super desarrumadas e desorganizadas que usam a desculpa do "eu entendo-me com a minha desorganização". Mentira, não entendo nada, mas isso agora não vem ao caso.

 

Estou a pensar comprar roupa de cama consistente com esta minha forma de ser.

 

 

Assim, tudo o resto deixava de ser desarrumação, e passar a ser design fashion. Há vários modelos, com várias peças de roupa desarrumadas. O problema e que já estou a ver a empregada a ter um piripaico.

 

 

Para quem estiver interessado, são desta marca.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Televisão e coiso e tal

por jonasnuts, em 22.04.10

O Luís Castro, enquanto eu falava com o João Miguel Santos no Jornal da Meia noite, foi tirando umas fotografias que colocou no Cheiro a Pólvora (e que me enviou, obrigada Luís).

 

É passar por lá (quem estiver interessado) e se quiserem meter-se ao barulho nos comentários, óptimo :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ó pra mim na televisão :)

por jonasnuts, em 21.04.10

21042010241.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mais visitas ao blog, é fácil

por jonasnuts, em 19.04.10

Qualquer pessoa com blog há já algum tempo sabe disto, mas para os mais distraídos (ou os que andam por aqui há pouco tempo), aqui estão umas verdades de La Palisse baseadas em dados estatísticos cuja origem conheço (e valido), e que têm a ver com os dias e com as horas a que são publicados os posts mais lidos e comentados.

 

Os Blogs (bem como a internet e o qualquer negócio de comunicação) são de consumo sazonal. Junho, Julho, Agosto e Dezembro não existem (por isso se chama a silly season). Setembro e Maio são assim-assim.

 

Os melhores meses são os do início do ano (Janeiro, Fevereiro, Março e Abril).

 

O dia da semana em que os Blogs recebem mais visitas é a quarta-feira, e a janela horária, ou, melhor, as janelas horárias, são entre as 09h00 e as 11h00 e entre as 17h00 e as 19h00.

 

Portanto, quem escrever apenas uma vez por semana, que o faça à quarta-feira, logo de manhãzinha, tem mais visitas de certeza absoluta.

 

E depois (ou antes, de preferência) podem seguir este link e este e este, por exemplo, e aprender qualquer coisa verdadeiramente útil.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sair do país com menores

por jonasnuts, em 19.04.10

Muitas pessoas vêm a este blog por causas dos resultados das pesquisas que fazem (atenção, que este "muitas" é relativo, pois claro). Há os clássicos Playboy e Ensitel e há outro que está no top 3 dos acessos por keywords, que é um post que escrevi, em Dezembro de 2008, relatando as minhas dificuldades burocráticas em sair do país com o meu filho, e estranhando o facto das burocracias serem diferentes para pessoas casadas e para pessoas solteiras. Aparentemente a procura é grande, e deve haver mais gente com a mesma dificuldade burocrática, enfim, aterra ali muita gente, mas não comentam. A maioria, pelo menos.

 

Mas, felizmente alguém contrariou essa tendência e deixou-me um comentário que eu acho que não pode ficar escondido numa caixa de comentários de um post com mais de 1 ano. A sério. É que vale mesmo a pena. Vejam lá se não vale:

 

"Não seria justo se solteiros e casados tivessem os mesmos direitos. Quando uma pessoa casa, mostra à sociedade que é decente e que é capaz de estabelecer um compromisso com alguém. Logo, é normal que sejam mais respeitados."

 

Gosto de imaginar que o comentário é irónico, mas temo o pior. Há mesmo uma alminha que, no Portugal do século XXI pensa desta forma.

 

E depois ainda me perguntam porque é que eu sou arrogante, e porque é que eu sou nariz empinado, e porque é que eu voto em branco......

 

Pelo menos ainda não perdi o sentido de humor, e estes caramelos ainda me dão para rir.

 

Ainda.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O debate iô-iô

por jonasnuts, em 14.04.10

Chamo-lhe o debate iô-iô porque desde que conheci o primeiro blog português, há uns anos valentes, que a discussão é a mesma. A sério. Anda tudo a debater a mesma coisa há anos, e anos, e anos.

 

Passo a explicar: Jornalismo versus Blogosfera

 

A sério, já cansa, volta não volta, regressa o tema, por qualquer razão, agora parece que foi o facto de Pedro Passos Coelho ter tido uma conversa só com autores dos Blogs acreditados no último congresso do PSD. Houve jornalistas que não gostaram, congressistas que não compreenderam, e órgãos de comunicação social tradicional que estrebucharam.

 

Vamos lá ver se a gente se entende (e de caminho passem por aqui, por aqui e por aqui para se esclarecerem melhor).

 

Um Blog é um Órgão de Comunicação Social. Este blog é um órgão de comunicação social, é a minha plataforma de comunicação com quem me rodeia (e está para ler os meus disparates, mas se lêem os disparates de um jornal porque é que não hão-de ler os meus?).

 

A diferença entre os órgãos de comunicação social (Blogs, twitter, Facebboks, Homepages, MySpaces, whatever) e os outros, é que os outros são tradicionais, é assim que eu faço (e sempre fiz, na realidade) a distinção. Uma empresa para abrir um jornal tem de cumprir requisitos legais (e, presumo burocracias infindáveis), tem de contratar uma equipa, tem de ter uma linha editorial, tem (convém que tenha) um plano de negócio, tem de dar garantias, tem de ter a assiduidade a que se propõe. Eu não :) Eu publico o que quero, como quero, quando quero. Desde que respeite a lei, estou por minha conta.

 

Não sou jornalista, nem tenho de ser, é o meu blog, e eu não preciso de ser jornalista para escrever o que me dá na real gana. E tão depressa escrevo sobre a Bimby, como sobre os meus sobrinhos, como mando cartas ao Tozé Brito, ou ao procurador geral da república, ou mando um coice no Moita Flores, o dou vivas ao meu Benfica Glorioso Clube Mailindo do Universo e mais além. Sou facciosa, assumida, entenda-se.

 

Os órgãos de comunicação social tradicionais (e alguns jornalistas) são de um tempo lento. O tempo hoje anda mais depressa, e eles ainda não assimilaram sequer o online, quanto mais as plataformas públicas de comunicação social. E como não assimilaram nem perceberam esta realidade, têm medo. Por um lado deslumbram-se (epá, tanta informação, de borla, podemos reduzir o tamanho da redacção), por outro lado acagaçam-se porque não encontram um modelo de negócio, e querem usar os métodos tradicionais para rentabilizar um formato que é tudo menos tradicional.

 

Enfim, andam aos papeis, vidrados no papel (o papel vai morrer senhores, acordem para a vida), com a cabeça enfiada num buraco no chão (ou numa redoma de vidro), às vezes dando ouvidos a profetas e "pioneiros" especialistas de virtualmente nada que percebem ainda menos que eles (mas que falam com propriedade e convicção), e entretanto vão perdendo pé.

 

Na realidade, a única coisa que fazem é estrebuchar quando acham que alguém lhes invade o território. Que é precisamente o que não deviam fazer.

 

Ganda volta que isto deu. Resumindo e concluindo:

 

Os Blogs (e demais plataformas públicas de publicação de conteúdos) não são órgãos de comunicação social tradicionais, mas são órgãos de comunicação social. Os tradicionais, ou começam (e já deviam ter começado) a olhar para estes conteúdos, e pensar de que forma é que podem aproveitá-los para potenciarem o seu produto que é, ou deveria ser, o jornalismo, ou morrem ainda mais cedo do que o que julgam.

 

E agora, podemos não voltar a este tema durante uns anos?

 

Muito agradecida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Chatroulette

por jonasnuts, em 12.04.10

aqui falei do Chatroulette. Este pequeno vídeo explica tudo muito bem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Só um grande actor

por jonasnuts, em 06.04.10

Faria algo assim. Parodiando um vídeo que, sabe-se lá porquê, tem tido muito sucesso, Christoph Waltz oferece-nos isto:

 

 

 

E note-se que isto foi feito já depois de ter ganho o Oscar de melhor actor secundário.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


Pág. 2/2





subscrever feeds


Arquivo