Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



A comunicação social e os Blogs

por jonasnuts, em 18.04.08
Este é um daqueles posts chatos e compridos, vou já avisando. Como é costume nestes posts de opiniões vincadas, o disclaimer do costume, esta é a minha opinião pessoal, e não pretende representar de nenhuma forma (e provavelmente não representa) o posicionamento da empresa onde trabalho.

Trabalhando nesta área, tenho olhado com atenção para as várias estratégias dos órgãos de comunicação social, no que diz respeito aos Blogs. Em vez de porem os olhos no que se vai fazendo lá fora e tentarem explorar caminhos semelhantes, adaptados ao universo português, não, andam completamente aos papéis. Cada um para seu lado e excepção ligeira feita ao Público, está tudo a ir no caminho errado.

Não sabem o que fazer com os Blogs, embora percebam (vá lá) que têm de fazer alguma coisa.

Alguns órgãos de comunicação social optaram por ter plataformas de Blogs próprias. O que é um erro. Significa que apenas poderão contar com os escribas da casa. Portanto, não integram o que de bom a Blogosfera tem.


Há a estratégia do Sol. Plataforma própria, qualquer pessoa pode registar um Blog com um endereço http://sol.sapo.pt/blogs/nomedoblog
Está errada esta estratégia. Neste caso, por duas razões. No endereço têm o nome de outra marca, que também tem uma plataforma de Blogs e porque nitidamente os Blogs não são o seu negócio principal. Nunca poderão ter uma plataforma artilhada de funcionalidades. Alias, em 2 anos de Sol (faz em Maio), têm apenas 27.000 membros, entre blogs e álbuns de fotos, não sabemos quantos estão activos e não me ocorre, assim de repente, nenhum Blog do Sol que seja referido na Blogosfera política ou em qualquer outra. Obriga ao registo, para se poder comentar. Portanto, não promove o debate.

O Expresso. Tem plataforma própria, exclusiva para colaboradores do Jornal e, dizem-me utilizadores e ex-utilizadores que, do ponto de vista técnico, a coisa é muito pouco funcional. Não sei. Não conheço. Os endereços são........vá, vou ser simpática, pouco perceptíveis (http://aeiou.expresso.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=ex.stories/289361), e para comentar, também é preciso estar registado.

A RTP está neste momento a lançar uma plataforma de Blogs. Erro. Eles fazem televisão. Não fazem Blogs. E isso nota-se. Não percebem que encavalitar a publicidade e as barras laterais do site institucional da RTP só tem desvantagens. Despersonaliza o Blog. Veja-se este exemplo. Onde é que começam os conteúdos da autora e acabam os da RTP?

A estratégia do Público parece-me ser a mais inteligente. A todos os níveis. Tem Blogs "associados, convidados e temporários" que podem estar alojados em qualquer plataforma e que, com frequência já existiam e já eram de reconhecida qualidade. Não perderam tempo a criar conteúdos próprios, aproveitaram alguns blogs, dos melhores que já existem, e que já têm massa crítica e que passam assim a estar por baixo da marca "Público". Há ainda uma segunda estratégia relativa aos blogs, que é interessante e inteligente. Dar visibilidade a quem fala do Público. Se um blog refere uma notícia do Público, o link desse blog aparece (provavelmente mas não obrigatoriamente) junto da notícia. Isso dá visibilidade ao Blog, portanto, premeia o Blog por ter feito um link para uma notícia do Público. Incentiva o incrementa do referências ao site do jornal e, em última análise, é útil aos visitantes do jornal, porque lhes permite ver conteúdos relacionados com a notícia.

Portanto, o Público é, que eu saiba, em Portugal o único órgão de comunicação social que tem uma estratégia clara e visivelmente pensada, portanto digna do nome "estratégia". Os restantes, do que vi, andam perdidos em minudências técnicas, e em ilusões de controlo do que os Blogs possam dizer. Sei que, em pelo menos dois dos casos, a decisão de optar por plataforma própria passa por questões de "segurança no controlo do que é escrito", o que é.... vá, não perceber os Blogs.

No Público, sabem pôr os Blogs a trabalhar para a marca, e valorizam quem o faz. Nos outros lados, fecham-se em copas de plataformas próprias, limitadas, moderadas, escondidas e tecnicamente pobres. Basicamente, afundam-se em conceitos contrários à própria Blogosfera. Boa sorte.

Há, em todas as áreas Blogs interessantes e bem escritos, que podem ser convidados para parceiros de um jornal, de uma televisão, de uma rádio, de uma revista. Não me refiro apenas à política. Há blogs para todos os gostos. Não percebo porque é que insistem em desperdiçar e em fingir que não vêem, optando pela estratégia do orgulhosamente sós.

Essa estratégia, por mais do que uma vez, já provou ser o caminho certo para a derrota. E não, esta não é a situação em que a excepção confirma a regra.

Autoria e outros dados (tags, etc)



11 comentários

Sem imagem de perfil

De ana a 18.04.2008 às 13:59

a propósito, a visão, que não falas no teu post, tem este blog http://estacaodocalor.visao.pt, que relatou até há bem pouco tempo uma viagem-aventura pela américa do sul. não sei se faz parte de alguma estratégia ou se é caso isolado, mas estava bastante bem conseguido.
Sem imagem de perfil

De KI a 18.04.2008 às 14:17

Nunca parei para pensar em plataformas e na verdade entre o sapo e a blogspot só me lembro da wordpress. A concorrência acaba por despoletar uma cegueira sem alicerces em que ninguém ganha e quem sabe o que faz se mantém no topo.
Um blog na RTP? Jamais, os blogs entendem-se como a voz de qualquer cidadão com a liberdade que a democracia lhes oferece, estar a limitar isso a uma censura política da parte de uma empresa do que se escreve é apenas ser idiota porque o feedback que se tem é apenas marketing e nada mais.
Em relação ao Público revolta-me um bocadinho que a "estratégia" seja só uma forma simpática e gratuita de publicidade e de ficticia camaradagem...

Ops... alonguei-me e não disse tudo :)
Sem imagem de perfil

De Ricardo Jorge Tomé a 21.04.2008 às 23:09

ZOOM,
os blogs RTP destinam-se aos 'cidadãos' da casa, colaboradores temporários ou fixos, não pretendemos de forma alguma ser um serviço de blogs como o blogspot, Sapo, Sol, Wordpress, ...

Creio que houve aí apenas um mal-entendido.
Imagem de perfil

De j.a. a 18.04.2008 às 14:42

olá, por falar em plataformas, desculpa sair um pouco do tema e sei que isto já foi falado anteriormente mas era fixolas se o endereço dos blogs do sapo fosse um pouco mais 'simpático' ;-)
Imagem de perfil

De jonasnuts a 18.04.2008 às 14:44

Sim, é verdade, estamos ali entre o meio termo da complexidade total e da simplicidade total 8que é, como se sabe, a mais desejável).

Os nossos Blogs são do SAPO, não têm marca própria, e por isso mesmo, à semelhança do que acontece com todos os serviços, têm de lá ter o blogs.sapo.pt

Está para breve uma alternativa simpática :)
Sem imagem de perfil

De Mário a 18.04.2008 às 15:13

Não é por acaso que o Público tem essa política, já que o jornalista António Granado está bem informado e já se move nessa área há muitos anos. Claro que num jornal há muitos factores condicionantes, mas o que é facto é que todos os outros não têm uma estratégia que lhes permita contrabalançar as prováveis vendas decrescentes do futuro (e mesmo no caso do público esse é um caso para ver).
Os media americanos, ingleses e até os franceses já estão no meio do furacão. Um dos factores decisivos vai ser a estratégia em relação ao multimédia , principalmente o vídeo que "queima" largura de banda que é obra.
O futuro próximo dirá como é que os media de papel se vão safar.
Sem imagem de perfil

De joão melo a 19.04.2008 às 17:04

boa análise. concordo com tudo o que foi escrito
Sem imagem de perfil

De Ricardo Jorge Tomé a 21.04.2008 às 23:31

Maria João, percebo o que dizes relativamente ao blogue da Catarina Limão, mas acontece precisamente que todos os blogues ANTENA3 estão, neste momento, em situação temporária de layout. Apenas poderás ver os blogues Ant3 enquadrados no seu habitat natural a partir da próxima semana em http://antena3.rtp.pt.

Como exemplo acabado estão os blogues da secção notícias: http://www.rtp.pt/america2008/

Mantemos o menu porque por um lado não acreditamos em egos; o que nos importa, a nós como profissionais web, aos jornalistas e também como utilizadores, é o conteúdo. Apesar de um blog acirrar e sublinhar mais o cunho pessoal de quem assina os posts e promover uma relação mais directa com quem o lê, somos unânimes com as palavras do Jarvis e com o que disse na entrevista ao P2 do Público, neste aspecto. Primeiro vamos tratar de pôr o conteúdo cá fora.

Ou como disse um dia esse filósofo americano muito famoso de nome James Bond: First things first.


Por outro lado, deixamos sempre livre essa opção (inclusão ou não do menu da secção), e a escolha tem sido precisamente unânime. Também não temos tido feedback negativo face a este ponto. Ok, temos agora o teu. Humm... acho que estás em minoria...

Mas concordo com o resto do teu post. Há um trabalho enorme a fazer, um caminho ainda longo e que urgia reunir mais recursos. Sobretudo para podermos 'evangelizar' tanta gente com tanto de genial para contar, tal como vocês têm conseguido; Isto por um lado; Por outro é também nossa vontade ajudar a capitalizar os blogs externos que lemos e sabemos têm um valor excepcional.

Para já, prefiro ser realista, prefiro portanto, e até, ser óbvio: olhar para tanta gente que internamente tem boas ideias e vontade de escrevê-las e dar-lhes esse espaço, mostrar-lhes que o que mais custa eles já o têm: as ideias, a vontade, a coragem de escrever e deixar esse testemunho exposto.

Estarmos a conseguir isto é já uma grande conquista. Tu sabe-lo bem. Por vezes é mais difícil conquistar 'os nossos' que os 'outros', certo?
:)


Imagem de perfil

De jonasnuts a 22.04.2008 às 00:16

Dar-lhes esse espaço? O espaço já existe. Não percebo porque é que a RTP quer ser fornecedora de serviço de Blog.

O espaço já existe. Há carradas de fornecedores de serviços de Blogs. A harmonização da imagem, a inclusão de publicidade e de um layout semelhante a todos os blogs, despersonaliza, descredibiliza e retira-lhe relevância.

Tenho uma resposta para tudo o que disseste. É um link. De um blog de um Jornalista da RTP.

http://cheiroapolvora.blogs.sapo.pt
Sem imagem de perfil

De Ricardo Jorge Tomé a 22.04.2008 às 09:47

Sim, temos visto o blog do Luís Castro.

Se leste o meu post pós-conversas Unicer (http://ww1.rtp.pt/icmblogs/rtp/estadositio/?k=Blogosfera.rtp&post=1493), em parte está lá alguma da explicação que responde a isto.

Tal como falei contigo há coisa de ano e meio, não somos nem queremos ser um fornecedor de serviço de blogs. Há aí um mal entendido. Nem tão pouco compreendo de onde vem essa combinação "fornecedor+serviço+blogs" e como ela se liga à RTP!

Os blogs não são diferentes de outras áreas do site e do Grupo. São um meio de expressão, comunicação, informação e interacção com os vários públicos. É isso que somos e que fazemos.

Se o fazemos usando/recorrendo a uma ferramenta de blogs vossa, nossa ou de outra empresa... bem, é esse o debate? Poderíamos ter aproveitado o open-source do Movable-Type, claramente um CM de blogues. Isso mudava alguma coisa perante o cenário actual? Pouco. Muito pouco, aliás.

Da mesma não fornecemos o nosso catálogo de vídeo on-demand SÓ pelo YouTube (http://www.youtube.com/rtp) ou SÓ pelo Sapo Vídeos http://(rtp.sapo.pt). A lógica é complementar, como também bem sabes.

Sem imagem de perfil

De Ricardo Jorge Tomé a 22.04.2008 às 09:53

PS:
é pá, não usem Times n Roman nos blogues que vcs customizam...
falo pessoalmente.
eu fujo a sete pés!!!
=0

deixo-vos uma proposta alternativa, que melhora e permite maior rapidez na leitura (agora já fala o usabilty guy):

font-family: georgia,serif;
font-size: 12px;
letter-spacing: 0pt;
word-spacing: 4pt;
line-height: 1.6;


give it a shot!
;)


Comentar post






Arquivo