Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jonasnuts

Voto aos 16 anos

Vi no Câmara de Comuns um post que trata deste tema, o seu autor defende que deveria ser permitido.

Não costumo falar de política, e aqui fica o meu disclaimer, desde que posso votar, não falhei uma eleição. Seja legislativa, municipal, europeia, referendos, seja o que for, eu vou. Deixei uma amiga a parir sozinha na Alfredo da Costa para poder ir votar no referendo da regionalização (ainda regressei a tempo de ver nascer a criança, que na altura eu votava no Liceu Camões). A minha avó queria votar e não podia, porque era mulher, a minha mãe, podendo votar, o seu voto não aquecia nem arrefecia, que antigamente era assim. Não andaram elas a fazer pela (minha) vida para eu agora desbaratar as conquistas pelas quais elas deram (em alguns casos literalmente) o corpo ao manifesto.

Vou a todas, mas cada vez menos convicta. Coitadinha, ainda me lembro do orgulho, da primeira vez que votei. E os meus colegas sem perceberem o entusiasmo, e a nega da ida à praia porque "tenho de ir votar". Perdi essas eleições, belo augúrio.

Não querendo entrar em detalhes sobre orientações políticas, já votei muita coisa, e nunca votei em algumas. Também já votei em branco.

De cada vez que voto faço-o com menos convicção.

Acho mais determinante e participativo ter um blog, do que votar. Pelo menos sinto-me mais bem representada.

Permitir que se comece a votar aos 16 anos é apenas fazer com que as pessoas cheguem mais novas ao meu estado de desalento. Pode ser que seja bom para o negócio dos Blogs, mas não será bom para o negócio da Democracia.

16 comentários

Comentar post

Pesquisar

No twitter


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D