Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Arquivo



Monsanto

por jonasnuts, em 17.03.08
(Mas o Monsanto de Lisboa).

É impressão minha, ou há uma certa fauna que está, lentamente, a regressar ao Monsanto?

Autoria e outros dados (tags, etc)



15 comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro Aniceto a 17.03.2008 às 23:50

Já não digo nada... Se já há zonas de ataque em Alfragide!
Imagem de perfil

De jonasnuts a 17.03.2008 às 23:56

Mas o Monsanto sempre foi zona de ataque até há uns anos atrás em que a coisa foi resolvida (não sei como, mas sei que foi).

A minha mãe e a minha irmã moram em Alcântara, pelo que o Monsanto é um local por onde passo, a horas "decentes" para ir buscar o puto. Hoje eram 7 da tarde.

Estão de regresso. Começou há coisa de 1 ou 2 meses. Duas ou 3 pessoas, sempre as mesmas, sempre no mesmo sítio.

Vou ver quando é que o puto me pergunta quem são aquelas senhoras que estão sempre ali à mesma hora.
Sem imagem de perfil

De suskind a 18.03.2008 às 00:54

[quote]
Vou ver quando é que o puto me pergunta quem são aquelas senhoras que estão sempre ali à mesma hora.
[/quote]
AHAHAHAH

Ora bem... então... dizes que...

Que aquelas senhoras trabalham ali perto e que como ali não há paragens de transportes públicos, que estão à espera dos maridos que as vão ali buscar.

Pior é se o puto começa a reparar que cada dia entram num carro diferente. :-) Principalmente se for num camião.
Imagem de perfil

De joao moreira de sá a 18.03.2008 às 08:50

Podes empre dizer que é o pessoal da jardinagem. Não deixa de ser verdade que vão para trás da mata, meter a tesoura da poda na mata, apanhar o bicharoco que mata...

(... enquanto isso, numa rotunda perto, 328 policias de G3 e cães farejam e revistam carros de perigosos cidadãos que vão buscar os filhos ao colégio... e eventualmente até podem ter um pierging na lingua!!!)
Sem imagem de perfil

De Pedro Rebelo a 18.03.2008 às 10:47

Juro que pensava que falavas dos esquilos...
A sério...
Imagem de perfil

De jonasnuts a 18.03.2008 às 11:06

LOL

És muito novo, é o que é :)
Sem imagem de perfil

De Filipe Marques a 18.03.2008 às 12:05

Durante quatro anos, passei partes grandes dos dias normais no Monsanto (ou alto da Ajuda, sei lá) e nunca deixei de ver lá uma ou duas resistentes. Mas era mesmo ao pé do pólo universitário; fora dessa área, de facto, não vejo nada há já alguns anos.
Sem imagem de perfil

De Paulo a 18.03.2008 às 15:16

Não sei porque não tenho por hábito lá passar, mas se é verdade é mau. Mesmo muito mau :S
Sem imagem de perfil

De gajo dos abraços a 18.03.2008 às 15:23

É uma coisa natural, pá, cuja maior ou menor aceitação social depende das modas. Aliás, respeitinho pela mais velha profissão do Mundo.
Sem imagem de perfil

De Farto de palhaços a 19.03.2008 às 09:38

O homicídio também é uma coisa natural. Acompanha a humanidade desde o início. A sua aceitação também depende de modas. E daí? Devo-lhe respeito?

Pessoalmente estou-me a lixar para a prostituição mas este tipo de argumentos da naturalidade já enjoa. Quem os faz é bem mais incomodativo do que umas dezenas de gajas de aspecto sebento que vendem o corpo em público.
Sem imagem de perfil

De ana a 20.03.2008 às 21:27

E há comparação possível entre homicídio e prostituição? Ou só incomoda por terem aspecto sebento e fazerem-no publicamente? Se forem limpinhas, bonitinhas e se o fizerem em privado, como muitas o fazem (tanto que ninguém as chama de prostitutas e até são de boas famílias!) já não há problemas algum?

As pessoas têm o direito de serem respeitadas independentemente da sua profissão, creio que é algo ao alcance de qualquer palhaço entender, quanto mais tu, que deves ser o rei dos palhaços!
Sem imagem de perfil

De ana a 20.03.2008 às 21:35

A prostituição deixou de ser tão evidente em Monsanto na altura em que Santana Lopes foi presidente da Câmara de Lisboa, tendo as suas alterações aumentado a insegurança para aquelas bandas. E claro, foi um projecto que não deu em nada. Mais valia ter estado quietinho.
Sem imagem de perfil

De Polícia Florestal a 25.06.2011 às 14:25

Por acaso resolveu, e muito bem. O Santana Lopes, enquanto presidente da câmara de Lisboa, tomou uma grande medida, nunca tomada por nenhum outro presidente: dotar todo o Parque Florestal de Monsanto das famosas linhas amarelas que proibem a paragem e o estacionamento. E assim, o pessoal passou a não queres estacionar o carro (devido às multas) e elas acabaram por não ter clientes, o que as fez desaparecer. Uma medida muito inteligente tomada por alguém muito inteligente.
Sem imagem de perfil

De JMD Eliseu a 19.03.2008 às 14:26

Olá!
Eu sou o antigo dono do duplo impacto!
Quando chegamos a acordo, mandaram-me um mail a dizer que iriam destacar o meu blog na homepage do sapo, e isso nunca aconteçeu ( se aconteçeu, pesso desculpa, mas eu não dei por isso )!

Obrigado! JMD Eliseu http://wwedosapo.blogs.sapo.pt
Sem imagem de perfil

De a.almeida a 19.03.2008 às 15:07

Deixem as senhoras trabalhar. Afinal Lisboa não é diferente de uma qualquer localidade plantada ao longo da Estrada Nacional 1.

Comentar post






Arquivo