Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jonasnuts

Os links

Tenho visto por aí, e ouvido também, que na Blogosfera nacional há hoje menos actividade linkatória do que havia há uns tempos atrás. Antigamente linkava-se mais, parece ser a opinião geral, embora as opiniões acerca das causas deste fenómeno não sejam consensuais.

O Bitaites diz algo, acerca do links, com que concordo furiosamente:

" O link é um louvor, não uma troca de banners. O link é uma vénia da blogosfera àqueles que admiramos e apreciamos."

Há o link louvor, que é feito para um post que queremos destacar (o que não significa que concordemos com o que lá está escrito).

Há o link louvor para um Blog, porque queremos dizer que gostamos da maioria do que lemos por ali.

Há o link troca de banner de publicidade. Linka-me a mim que eu linko-te a ti. Habitualmente este link banner é tácito e implícito, nunca explícito.

E há o link dos bicos dos pés. Que é um burro do shrek da linkagem, é um "olha para mim, que estou aqui".

Este último é difícil de distinguir dos outros, porque não há maneira de saber se um link está a comunicar admiração por um terceiro ou se está a gritar a sua presença a esse terceiro.

E há o não link. As pessoas que não fazem links ou, numa versão mais moderada, as pessoas que não têm Blogroll (aquela lista de Blogs que são comuns nas barras laterais).

É sobejamente conhecido (e comentado) o facto do Abrupto (http://abrupto.blogspot.com/) não fazer links, o Augusto Seabra (http://letradeforma.blogs.sapo.pt) não faz links, a Bússola (http://bussola.blogs.sapo.pt) não faz links (presumo que por diferentes motivos).
O Nuno Markl (http://havidaemmarkl.blogs.sapo.pt) linka, mas não tem Blogroll.

(e agora, linko esta gente ou nem por isso? Será que me estou a pôr em bicos dos pés?)

O único tipo de link verdadeiramente difícil de identificar é o link dos bicos dos pés. Eu, que sou alta, não preciso de me por em bicos do pés, mas anda por aí tanto blog tão baixinho, tão baixinho, tão baixinho, que são definitivamente obrigados a usar esta estratégia.
Doutra forma, ninguém dava por eles.



Gostaram da forma como linkei sem me pôr em bicos dos pés? :)

16 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Pesquisar

No twitter


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D